Vídeos

Em celebração global, líderes da ONU e Cplp exaltam influência do português

 

Comemoração virtual marca Dia Mundial da Língua Portuguesa; Secretário-geral das Nações Unidas diz que idioma está em constante crescimento; presidente de Portugal vê projeção de “língua do futuro”; chefe de Estado de Cabo Verde cita impulso da internet e redes sociais.*

Os líderes das Nações Unidas e da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, destacaram este 5 de maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa, a relevância do idioma numa realidade marcada pela globalização.

“Um mundo numa língua” foi o pano de fundo da celebração online, que aconteceu um ano após a proclamação da data pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco, em Paris. O Dia Mundial da Língua Portuguesa contou ainda com apresentações de celebridades do mundo lusófono. Entre elas estão músicos, escritores, desportistas, cientistas, artistas e outras figuras desses países.

Valores

Concentrando o olhar no futuro, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que pontes devem continuar sendo moldadas pelas nações lusófonas com base em valores como solidariedade, multilateralismo e diversidade.

“Ela própria uma afirmação de diversidade, a Língua Portuguesa vai-se construindo no dia-a-dia de vários povos de todos os continentes, num constante enriquecimento da sua multiculturalidade. Assumindo um papel fundamental na mobilização de conhecimento, com uma presença cada vez mais visível em várias facetas culturais, adicionando valor nas dinâmicas globais da economia, da ciência e das parcerias internacionais, o português é, efetivamente, uma língua de comunicação global. Ecoando a “voz do mar” e atravessando todos os oceanos, esta língua projeta-se para o mundo a partir da Cplp.”

Em mensagem, Guterres afirmou estar honrado por ter sido um dos fundadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, Cplp, que para ele “se tem aprofundado e fortalecido”. Ele destacou ainda o interesse de um número cada vez maior de observadores em estarem associados ao bloco que completou 24 anos.

Sobre o idioma que se espalhou pelo mundo há mais de cinco séculos, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que o crescimento teve influência de qualidades geniais de escritores ou sentimentos como amor, saudade e solidariedade.

 Futuro

“O génio de angolanos, brasileiros, cabo-verdianos, guineenses, moçambicanos, são-tomenses, timorenses, portugueses falando há séculos em casa e nas diásporas. O génio de ser uma língua do futuro, viva, diversa na unidade, que muda no tempo e no espaço continuando a ser a mesma no essencial.”

Já em nome do país que exerce a presidência rotativa da Cplp, o chefe de Estado de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, reconheceu a ação de professores, leitores, jovens, escritores e autores na promoção da língua que une o bloco lusófono.

“Se o passado fez dela a língua da primeira globalização, hoje o português é das línguas mais utilizadas, por exemplo, na internet e nas redes sociais, o que lhe dá uma importância global e reforça o papel no futuro. Futuro esse que passa e muito pela sua expansão fora da Europa, nomeadamente no continente africano e no Brasil.”

Celebração

Foi em português que a diretora-geral da Unesco abriu e fechou a sua mensagem ao evento por ocasião da data. Audrey Azoulay lembrou que a celebração ocorre em tempo de pandemia.

A chefe da Unesco destacou que, ainda assim, dentro da agência que lidera a língua portuguesa é conhecida pela criatividade, música, literatura, património, ciência, inovação, tecnologia, solidariedade, mar e oceanos.
Abraços, ainda que virtuais, foram trocados durante participações de vários continentes. As mensagens dos participantes no evento destacavam cooperação, reforço da presença global do idioma, aproximação em momentos de isolamento e mais.

Interesse

As atividades de comemoração acontecem tanto nível internacional como local nos Estados-membros da Cplp: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné-Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
Os Estados Unidos estão entre os países que revelaram ter interesse de integrar os observadores associados ao bloco, que incluem Geórgia, Hungria, Japão, República Checa, República Eslovaca, Maurício, Namíbia, Senegal, Turquia e Uruguai.

Os eventos para o primeiro Dia Mundial da Língua Portuguesa foram idealizados pela Cplp, o Instituto Camões e a ONU News em Português com o apoio de outras organizações parceiras.

* Parceria com o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P.

    3 comentários

3 comentários

  1. Coronavirus

    6 de Maio de 2020 as 18:45

    Muitos linguados e muitos filhos feitos.
    E não esquecendo que a língua Portuguesa é muito tracoeira.

    A nossa língua tem a fama, mas também o proveito: o provérbio popular “A Língua Portuguesa é muito traiçoeira” faz realmente justiça a este idioma, que é tão encantador quanto complexo

  2. Bufado

    6 de Maio de 2020 as 22:51

    Falta muito a fazer neste campo.

  3. Como será

    7 de Maio de 2020 as 11:09

    Muito mesmo,o ministerio da Educacao, teve dispertar em relação a este assunto, falamos muito mal o português, com agravante desta nova geração, acharem que devem falar com sutaque Brasileiro, nao se consegue entender esta nova tendencia , como sempre isto virou moda os professores e os pais encarregados da Educacao nada fazem para mudar este quadro. Ate o musico João Seria também ja fala com este tom.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo