Militares Ruandeses destacados em São Tomé com polémica

Quase um pelotão de militares da República do Ruanda, chegou a São Tomé no último sábado. São 20 homens sobretudo oficiais militares, que vão permanecer no território são-tomense durante 2 meses, e para formar as forças armadas e de defesa de São Tomé e Príncipe em vários domínios.

Defesa e protecção dos dirigentes do Estado contra possíveis ataques, com destaque para acções de terrorismo é a principal prioridade do destacamento militar ruandês em São Tomé.

No entanto a vinda de militares ruandeses para São Tomé, gerou polémica no parlamento. Os deputados a Assembleia Nacional reuniram-se na seta – feira para dar assentimento para a entrada das tropas estrangeiras no país.

A oposição protestou contra a política do Governo que visa a promoção da cooperação militar com o Ruanda, sem que a casa parlamentar tenha conhecimento de qualquer acordo assinado entre os dois países no domínio da defesa.

A Bancada parlamentar do partido PCD na oposição, recordou ao Governo que a constituição política impõe duas condições para a entrada de tropas estrangeiras no território são-tomense.

A primeira condição, é a anuência que deve ser dada pela Assembleia Nacional e na segunda condição a constituição política exige que o Presidente da República reúna o conselho de Estado, para depois dar permissão para a entrada de tropas estrangeiras. «Não sei se a esta hora (tarde de sexta – feira) o Presidente da República reunirá o Conselho de Estado, caso contrário estará a violar a constituição», alertou o líder da bancada parlamentar do PCD, Danilson Cotu.

Da bancada parlamentar do maior partido da oposição, o MLSTP, foram disparadas várias acusações. MLSTP chamou a atenção para as acções “agressivas” das forças armadas do Ruanda na região africana dos Grandes Lagos.

Jorge Amado, líder da bancada parlamentar do MLSTP, manifestou preocupação pelo facto de tropas ruandesas virem formar as forças armadas são-tomenses. «Vão vir formar as nossas forças armadas na protecção das nossas fronteiras? As nossas fronteiras são a zona marítima, mas o Ruanda não tem fronteira marítima».

O Deputado Aurélio Martins que é Presidente do partido MLSTP, também usou da palavra. «São 20 oficiais militares do Ruanda. É muita gente para o nosso pequeno país com 1001 quilómetros quadrados. E sabe-se quem são os ruandeses. É uma questão de soberania», afirmou o deputado.

Tanto a bancada parlamentar do MLSTP como a do PCD, chamaram a atenção do governo para o facto de as forças armadas são-tomenses, serem ciclicamente formadas e acompanhadas por especialistas militares de países de referência mundial, nomeadamente os Estados Unidos de América, Portugal, Angola, Brasil, e também França.

As duas bancadas da oposição, defenderam o aprofundamento das relações com o Ruanda, nos domínios da agricultura e serviços. «No domínio da defesa não…»,frisaram os deputados da oposição.

Os argumentos da oposição não convenceram o Governo, que tem maioria absoluta no parlamento. A bancada parlamentar da ADI, garantiu 30 votos a favor do pedido do governo para a entrada dos militares do Ruanda no país, e a oposição rejeitou o pedido com 16 votos.

Abel Veiga

 

 

,

Notícias relacionadas

  1. img
    Mualatefossa Responder

    Depois das cabras, agora sao os militares…
    Inem mina cuidado…
    Evaristo ku tudo inem tropa se..
    .regressem todos sem as botas nos pés..

  2. img
    Kwa nom so Responder

    Acho que já é altura de uma magna manifestação contra Patrice Trovoada. Mas tudo tem o seu tempo. Quem diria que o Kadaf terminasse assim? Haver vamos!

  3. img
    Guida Gostosa Responder

    É melhor a oposição e o país no seu todo procurarem saber que benefícios Patrice Trovoada obteve ou irá obter com esta cooperação com o Rwanda no Sector da Defesa. A família Trovoada nunca faz nada que beneficia o país, senão em proveito próprio. Foi assim com o Trovoada pai, quando cortou relações com a República Popular da China em 1997, a fovor de Taiwan, que lhe valeu uma comissão de trinta milhões de Dólares, na altura e que fez essa família, que nada tinha, hoje ostentar riqueza. Essa família nunca teve amôr á São Tomé e Príncipe e ao seu povo, mas sim aos seus interesses pessoais.

  4. img
    Brasileiro Responder

    Com quais países STP tem acordos de cooperação militar além dos supracitados?

  5. img
    João Rocha Responder

    Realmente não entendo o porque da vinda de militares Ruandeses treinar as nossas forças de defesa.
    Tal Não faz sentido nenhum quando sabemos que Ruanda é um país cheio de problemas de vária ordem.
    Não basta a cooperação que temos com Portugal, Angola, Brasil e Estados Unidos de América? O País não está em guerra e acho que será um erro grave dispersarmos a nossa atenção com essas forças que nada de bom nos irá trazer.

  6. img
    Dubai Responder

    Será que o governo está a preparar algo que não sabemos? Ou é só intimação? Os militares e a corporação policial que temos deveriam receber treinos psicológicos e boas maneiras. Pais pequeno e com governo prepotente e fraco da nessas coisas. Defesa aos dirigentes ( contra os pais dos menores que são abusados por ele.)

    • img
      Alda Lopes Responder

      É óbvio e esta bem claro que ai tem algo.
      Com vários países que coopera com stp e o presidente tinha que ir recorrer logo em rwanda? Porquê? Qual é o motivo desta cooperação?
      So Deus pra proteger os pequenos porquê é de certo que estão a preparar algo, e é óbvio que presidente esta colaborar pk se não iam recorrer para rwanda um país onde as pessoas são traiçoeiras não têm do de ninguém nem de crianças idosos etc. Matam sem dó sem piedade é com essas pessoas que o presidente viu pra fazer acordo? Acordem pessoal pk esta preste a acontecer algo terrível com nosso povo. Fiquem atentos

  7. img
    Pumbú Responder

    Focótó.
    Tudor Frito Com intençoēs … malandras.

  8. img
    Quidide Responder

    Deviam preocupar-se em trazer formadores para profissionais de saúde que bem precisam, mas não de Ruanda que não deve ter nada de positivo para oferecer, mas sim de países europeus ou mesmo Brasil.
    Que raio de governo casmurro que não sabe estabelecer prioridade? Apre!

  9. img
    sotavento Responder

    Um pouco raro visto rudo.Um país que tem Portugal, Brasil, Angola e E.Unidos como parceiros no ramo militar, porque precisa de Rwanda para formar tropas?
    A ver vamos

  10. img
    sotavento Responder

    ” isto tudo “

  11. img
    luisó Responder

    Do Ruanda e destes militares só pode vir instrução em Genocídio, porque nisto eles são mesmo especialistas.

  12. img
    rapaz de Riboque Responder

    isto da para desconfiar o que se passa na cabeça deste senhor primeiro ministro e companhia limitada , temos que dizer basta, unidos venceremos já chega

  13. img
    Alda Lopes Responder

    Concerteza que é uma colada qie estão a preparar.
    São Tomé esta por um fio so Deus pra nos socorrer e nos livrar das coisas terrível que vai acontecer. Tudo isto devido a ganância, arrogância, a imprudência, a prepotência dos incopetentes que so olham para o seu próprio umbigo.
    Porquê os RwAndeses? Num país tao calmo tao sombrio tao humilde porquê?

    Sos: podem dizer é pra treinar as tropas eu nao acredito, porque isso é uma farsa so pra conseguir os seus objetivos.

  14. img
    Joao Rocha Responder

    Discordo em absoluto com Guida Gostosa quando diz que família Trovoada nada tinha e que passou a ostentar riqueza a partir dos milhões que, por hipótese, PT arrecadou. A senhora Guida desmontrou desconhecer por completo a história de STP.

  15. img
    Democrático Responder

    A oposição se não fizer um trabalho de casa, o Patrice Trovoada será um barril de Pólvora. O objetivo do Patrice Trovoada é perpetuar no Poder, ser multimilionário com base nos empréstimos que o país contrai, endividar o país para proveito próprio e dos seus comparsas. Segundo uma fonte internacional, bem posicionada nos mercados de capitais afirmou que o nosso dinheiro (dívida) foi transferido para offshore ” paraísos fiscais” e o titular desta conta é o Patrice Trovoada e mais um assinante.
    Esta actividade tem como resultado criação de várias empresas em rede, na qual o Patrice Trovoada é identificado como empresário nos Estados Unidos da América, com o intuito de proteger os seus investimentos, negócios e fortunas, tornando um esconderijo de recursos ilegalmente desviados. Há movimentações de capitais, e semanalmente esses titulares de conta offshore “paraísos fiscais” devem ausentar do país para exterior. Procuradoria-geral da República deveria accionar a Interpol para melhor informação.

    Em Runda- Emmanuel Ndahiro, brigadeiro do exército desde 2015, foi o responsável máximo dos serviços secretos ruandeses entre 2004 e 2011.

    Em 1998 tornou-se director de uma empresa offshore sedeada nas Ilhas Virgens Britânicas. Foi nesse mesmo ano que tornou-se conhecido nos meios de comunicação enquanto porta-voz do exército do Ruanda. Ndahiro não respondeu às perguntas feitas pelos jornalistas do CIJI.

    Até 2018, São Tomé e Príncipe terá militar e veterano nacional de guerra para seguir, sequestrar, confiscar e matar os políticos bem como os activistas opositor do governo de Patrice Trovoada, acção conjunta.

    O Patrice Trovoada irá perder legislativa de 2018, mas prepara-se para manipular o resultado Eleitoral, tudo está organizado. Ele é Gabonês de origem, o povo são-tomense deve abrir os olhos.

    Quem viver, verá.

  16. img
    Nuno Menezes Responder

    Eu Pessoalmente faço recordar Muitos anos atras dentro de Sao Tome e Principe estavam a viver os FLAPA de Angola.
    Os mesmos tambem Participavam em Treinamento com o Grupo de Militares dentro de Sao Tome e Principe.

    Em Sao Tome e Principe no Termo Geografico apenas existe duas Saidas a Morte ou entao sair a bem no aviao TAP de Portugal.

    Em Sao Tome e Principe houve varias Tentativas Golpes de Estados, e todos eles acabaram com a Morte e pessoas que se renderam.

    Foi apresentado na televisao na altura corpos no chao cheio de sangue pessoas que foram FULIZADOS mortas.

    Por essa razao os Fuzileiros de Sao Tome e Principe devem estar bem preparados para qualquer tipo de situacao nao apenas dentro de Sao Tome e Principe, na copuracao que assim Sao Tome e Principe assim tiver com algum pais vizinho os mesmos serem enviados para Manter a ordem e respeito.

    Se Necessitarem extra 1 Fuzileiro de Portugal aqui estou EU,Preparado para qualquer tipo de situacao.Tambem fui ex,Fuzileiro chamado quando assim completei 18 anos de idade, e dentro da Minha Familia tambem existe neste momento em servico em Portugal.

    E Nunca devemos esquecer aonde nascemos, em questao de ajuda estou Pronto.
    Em Relacao a Treinamento os Responsaveis tem que escolher uma area que nao Haja circulacao de Pessoas e Criancas.

    Em Relacao aos Deputados acho eu que existe falta de comunicacao dentro de Sao Tome e Principe e os mesmos devem fazer nfrastructuras em ralacao o que vai passar e o que desejam e o que vai ser.

    A infrastructuras de Um Pais nao ‘e apenas Hospital,Turismo, tambem tem que ter infrastructuras dos Militares.
    Avioes,barcos,armas e outras coisas mais….

    Nuno Menezes
    Londres,Reino Unido (Lincoln)

    apenas isso.

    • img
      Eu Responder

      Eu não sei se este senhor é Português mas se for, em nome de todos os Portugueses que amam São Tomé e Principe, eu peço desculpa. Vergonha alheia.

      • img
        Nuno Menezes Responder

        Senhor EU
        Senhora Eu

        O queres dizer ser Eu o Portugues ou nao, concerteza nao deves ter nascido em Sao Tome e Principe, Nao Vi Nenhum Portugues de Portugal no dia de Golpe de Estado para ajudar Sao Tome e Principe naquela altura, apenas vi os Militares de Sao Tome e Principe e Juntamente com os Flapas de Angola que estavam a viver naquela altura dentro de Sao Tome e Principe.

        E ao mesmo tempo foi enviado de Angola mais Militares para assim ajudar e quando assim chegaram o trabalho ja tinha feito pessoas mortas e FUZILADAS e bom trabalho fizeram.

        Se ‘e na realidade Portugues que amam Sao Tome e Principe nao ‘e questao de racismo da minha parte ou Procurar racismo simplesmente a realidade ‘e essa nao vieram nunhum Militar de Portugal ajudar Sao Tome e Principe.

        Tinha eu apenas 4 anos de idade e outra idade tinha eu 6 anos de idade recordo perfeitamente nao foi noticia Falsa que anda a circular na internet neste momento que assim li mais sim a realidade ‘e mesmo essa. agora aplico as suas palavras para si mesmo ou mesma VERGONHA ALHEIA.

        E Outra nao ‘e Por motivo de Um Homem de Sao Tome e Principe ou Uma Mulher de Angola por qualquer razao dentro de cabeca de alguem faz com que esse dois paises ficam em conflito deixam de falar.

        Sendo assim Portugal deixaria de falar com Angola por numeros de Presos que assim estao dentro da Prisao Portuguesa por varios tipos de crimes e bem graves e tambem os numerous de Presos de Pessoas de Sao Tome e Principe presas em Portugal.

        Hino de Sao Tome e Principe COMEÇA assim: Independencia Total nesta situacao seria ignorancia TOTAL.

        Nuno Menezes
        Londres,Reino Unido,Lincoln

        • img
          Eu Responder

          Eu não discuto opiniões. Referia-me essencialmente à forma como as explana, é caótica e despropositada. Bem haja.

          • img
            Nuno Menezes

            Senhor Eu

            Vivo na Europa nao propriamente em Portugal 24 horas por dia falo outra lingua, que ‘e lingua inglesa, nao falo Portugues aonde vivo.

            Por essa razao de 17 anos eu a viver no Reino Unido tenho certa dificuldade tanto na escrita.

            Sao 17 anos todos os dias 24 horas por dia falo e escrevo o ingles.

            E depois existe outro problema o teclado ingles nao ‘e a mesma coisa do teclado Portugues.

            As feramentas sao completamente diferente desde a fiche da tomada e outras coisas mais.

            E outras coisas mais Falando dos Militares as armas de fogo aqui tambem sao diferentes de Sao Tome e Principe e tambem as Balas.

            Quando assim um dia Sao Tome e Principe Tiver conhecimento daquilo que tenho e ao mesmo tempo USO quem sabe assim um dia pode o Senhor perceber o que quero falar em relacao a essa situacao.

            Parece a mim que o senhor quer conversa aqui fica mais uma conversa, e se quizer treinamento posso arranjar tambem.

            Eu treinado consigo perceber o que os outros querem transmitir mesmo dando erro na escrita e nem cretico, se for um sordo e mudo a falar o senhor ‘e capaz de dizer ‘e caotica porque assim nao percebe.

            Tanto se fala bonito e se escreve bonito em Sao Tome e Principe as infrastreturas continuam por fazer existe pessoas a passer mal os pobres ruas por pintar e outras coisas mais. e com estudos as pessoas assim o tem e escrevem bem nao conseguem desenvolver o seu Pais, preferem ver erros dos outras na escrita e sem saber o motivo para tal.

            Fassa algo de util ja que escreve bem,fassa algo para o desenvolvimento do seu Pais que ‘e Sao Tome e Principe sem Roubar e sem desviar dinheiro ou a procura de um inocente para justificar os seus roubos ou as suas falhas.

            A agua da sua Torneira ‘e branca ou transparente?
            Qual ‘e a cor da agua?
            Se for transparente nao se conseguia ver.
            Se for branco seria leite
            Qual ‘e a cor da agua?

            Um test Britanico apenas para si.

            Nuno Menezes
            Lincoln,Reino Unido

          • img
            Eu

            Senhor Nuno Menezes,

            Não se preocupe tanto comigo. Eu apenas comentei a forma desorganizada como expressa a sua opinião no sentido de fomentar em si uma auto-critica e quiçá desenvolver esse aspecto.

            O facto de viver em Inglaterra não é desculpa porque, se não me engano, já li algo escrito pelo senhor em Inglês e, parece-me, não se terá saído muito bem.

            As minhas desculpas se o ofendi de alguma forma.

            Penso que este assunto está terminado uma vez que é completamente irrelevante para o tópico em discussão.

  17. img
    Original Responder

    Pergunto: Estes Senhores militares de altas patentes que temos neste País são bonecos com fardas e patentes ou homens?Cuidado que vocês são filhos do povo.Não conseguiram assimilar formação com Americanos,Portugueses,brazileiros,Angolanos?Ah agora já percebi,os
    Ruandeses tem uma particularidade que é ensinar a carregar sobre a população se houver uma revolta.Estou certo ou errado?

  18. img
    Nuno Menezes Responder

    Tanto se fala bonito e se escreve bonito em Sao Tome e Principe as infrastreturas continuam por fazer existe pessoas a passar mal os pobres tambem,ruas por pintar e outras coisas mais por fazer dentro de Sao Tome e Principe. e com estudos as pessoas assim o tem e o senhor(a) tambem e escrevem bem nao conseguem desenvolver o seu Proprio Pais que ‘e Sao Tome e Principe, preferem ver erros dos outras na escrita e sem saber o motivo para tal, e aqueles que insultam e escrevem mal contra o Primeiro Ministro preferem dar um Like(gosto)

    Ofender a mim logico que nao, aonde estou recebo o meu dinheiro e no meu tempo livre as vezes passo por aqui, o importante ‘e na velhice a reforma os medicos os advogados, incluindo a senhora ou o senhor e etc… aqueles como o senhor escreve muito bem na reforma logo se ve.

    Conheco certas pessoas sem nivel de estudos dentro do reimo unido inglaterra de sao tome e principe trabalham e escrevem mal como eu e a sua reforma vai ser muito melhor da reforma de certas pessoas com o estudos dentro de sao tome e principe e com muita regalias, apenas procuro o desenvolviemento para o Povo de Sao Tome e Principe, o meu de Burro ou por nao saber escrever nem o ingles ou Portugues esta garantida.

    Isso ‘e importante, para mais tarde nao chamar a mim na idade da velhice sai daqui Feticeiro.

    http://www.telanon.info/sociedade/2017/01/02/23523/fitxicelu-um-documentario-de-sao-deus-lima/

    Nuno Menezes
    Lincoln,Rino Unido England

Deixe um comentario

*