Japão apoia pescadores e palaiês da Praia Melão

O Governo japonês construiu e apetrechou um centro de tratamento e conservação de pescado na comunidade da Praia Melão.

O projecto integrado na acção do governo nipónico de melhoria das condições de trabalho das associações de pescadores e transformadoras de pescado, pretende combater a pobreza e fomentar o emprego.

O novo centro de processamento de pescado está apetrechado com equipamentos que permitem a conservação e tratamento do peixe. A maioria da população da Praia Melão dedica-se a pesca.

arcaO financiamento do Japão em 67 mil 114 euros incluiu a construção de duas embarcações de pesca e a oferta de 2 motores fora de bordo.

Para além de arcas frigoríficas a instalação de secadores solares, contribui para melhor conservação do pescado, nesta altura do ano, a gravana, em que a captura é maior.

Masaaki Sato, embaixador do Japão em São Tomé e Príncipe, manifestou empenho do seu país em alargar a colaboração para outros domínios, nomeadamente o sector da educação. «Queremos continuar a apoiar os esforços do governo e do povo São-tomense no domínio não só da pesca, mas também noutros como a educação», declarou o diplomata japonês.

inauguraçãoPraia Melão é território do distrito de Mé-Zochi. A Presidente da Câmara Distrital, também marcou presença na cerimónia de inauguração do novo centro de conservação e tratamento de pescado.

Através do apoio aos microprojectos no domínio das pescas, Japão pretende apoiar São Tomé e Príncipe no combate a pobreza e o desemprego. «Não somente na luta contra a pobreza, mas também no domínio do emprego. Esperamos assim aumentar o nível de emprego no país», acrescentou o embaixador Masaaki Sato.

O Ministro das Finanças e da Economia Azul, Américo Ramos juntou-se ao embaixador do Japão e a Isabel Domingos Presidente da Câmara Distrital de Mé-Zochi, no corte da fita que simbolizou a inauguração da infra-estrutura.

Abel Veiga

Notícias relacionadas

Deixe um comentario

*