Desporto

Tó Adão figura marcante do futebol de STP – Homenagem

A MINHA HOMENAGEM

Hoje a homenagem vai para uma figura marcante, sem dúvidas, do nosso futebol.  Osvaldo da Costa de Deus Lima ou se preferirem “TÓ ADÃO”.

Tó Adão, natural de S. Tomé e Príncipe , nasceu à 29 de Julho de 1965. Tó Adão médio possante de ala esquerda portador de um talento acima da média e de um porte atlético invejável.

E é por fruto desse talento que é contratado para representar o Andorinha Sport Clube. Dono de um portentoso e fabuloso pé esquerdo, Tó Adão começa a sua actividade futebolística representando as cores do Andorinha Sport Clube quando apenas tinha 17 anos, tendo representado o clube por duas épocas e ter sido campeão logo no primeiro ano.

Facilmente adivinhava-se uma promessa no jovem talento, e é assim que representa grandes clubes do nosso futebol, e uma passagem ainda pelo futebol no estrangeiro.

Representou ao nível nacional para além do Andorinha, o Vitória Futebol Clube do Riboque e o Desportivo Militar 6 de Setembro. E no auge da sua carreira uma passagem pelo futebol estrangeiro. Representou nos Camarões o Dynamo de Douala, Unisport de Bafang, Vautor de Tchang e no Gabão o Petro Sport de Port Genti. E claro representou nossa seleção A de futebol em 18 ocasiões.

Depois de uma época espetacular ao serviço do desportivo 6 de Setembro, (86/87), parte para aventura fora de portas. Pelas mãos de Arlindo Carneiro, um conhecido do nosso futebol, e do Blaise Ngwe-Scke, um então funcionário camaronês na empresa de seguros em São Tomé, Tó Adão assina o seu primeiro contrato internacional com o Clube dos Camarões, Dynamo de Douala em 1988.

Desde então, Tó nunca mais parou, espalhando o seu futebol e elevando o nome de São Tomé e Príncipe pelas terras camaronesas e gabonesas e obviamente em África, até o dia em que o azar lhe bateu a porta.  Tó Adão ao longo da sua carreira apontou mais de oito dezenas de golos dos quais 46 no estrangeiro.

  “O INFORTÚNIO”

Representando as cores do Petro Sport de Port Gentil, do Gabão, Tó Adão é vítima de uma lesão inesperada e inexplicável cabalmente, até ao momento.

Estávamos em 1996, e tudo aconteceu na véspera do jogo em casa- Port Gentil, (Estádio Roger Butain), num treino de preparação para o jogo de segunda mão da Taça dos Clubes Campeões Africanos, contra o Raja Casablanca, de Marrocos.

A lesão afectou os dois membros inferiores do Tó, e atirou-lhe para fora dos relvados aos 31 anos de idade.

Mas o amor pelo futebol e a vontade de querer fizeram do Tó um treinador de futebol. Orientou os clubes, Cruz Vermelha Nacional, Sporting Clube da Praia Cruz, onde foi Campeão e o Santana Futebol Clube, onde é o actual treinador.

⚽️ “TRAJECTÓRIA” ⚽️

– épocas 1982/83 e1983/84: Andorinha Futebol Clube

– épocas 1984/1985:, Victória Futebol Clube do Riboque

– épocas 1985/86 e 1986/87: Desportivo Militar 6 de Setembro

– época 1988/89: Dynamo de Douala (Camarões)

– época 1989/90: UNISPORT (Camarões)

– épocas 1990/91, 1991/92, 1992/93 e 1993/94: Vautour de Tchang (Camarões)

– época 1995/96: Petro Sport de Port Gentil (Gabão)

Represento por 18 vezes a Seleção A de S.Tomé e Príncipe
===//

⚽️ “PALMARÉS” ⚽️

– Campeão Nacional pelo Andorinha Sport Clube (1982/83),

– Campeão Nacional pelo Victória Futebol Clube do Riboque (1984/85),

– Vencedor da Taça de S. Tomé e Príncipe pelo Victória Futebol Clube do Riboque (1984/85)

– Campeão Nacional pelo Desportivo Militar 6 de Setembro (1985/86),

– Vencedor da Taça de S. Tomé e Príncipe pelo Desportivo Militar 6 de Setembro.
===//

⚽️”CURRICULUM”⚽️

– Treinador do Desportivo Militar 6 de Sembro,
– Treinador do Sporting Clube de Praia Cruz,
– Treinador do Santana Futebol Clube,
– Treinador do Futebol Clube de Neves,
– É actualmente o instrutor da CAF e FIFA para a zona ocidental de África.

BEM HAJA TÓ!

by Nelson Carneiro// 08/2020

Se conheceu, ouviu ou privou alguma vez com o Tó, fala-nos dele como atleta e como pessoa. Conta-nos a sua história.

Juntos vamos recordar aquelas figuras que marcaram o nosso desporto nacional

 

    5 comentários

5 comentários

  1. Vendaval

    24 de Agosto de 2020 as 8:00

    Não conhecia o seu invejável curriculum enquanto futebolista, teve grande carreira e certamente deve estar orgulhoso disto. Como pessoa é alguém de uma verticalidade e respeito elevado.

  2. Macalacata

    24 de Agosto de 2020 as 20:14

    Muito bem Nelson Carneiro. Os meus parabèns para te e para o Tò Adào que eu vi jogar muitas vezes. Uma historia muito Linda. So nào entendo porque nao ha mais comentaristas.Se fosse algo com politica havia muitos comentaristas. Precisamos de escritas como do Nelson onde nào existe ataques e contrataques.
    È isto que è ser Santomense.
    Muito obrigado Nelson.

  3. Costa

    24 de Agosto de 2020 as 20:46

    Meu mister. A minha ultima época como jogador de futebol federado, foi no Santana FC, meu único clube. Nesta época o meu treinador foi mister Tó Adão. Foi uma grande época, por pouco seriamos campeões, terminamos no segundo lugar. Fui sempre lançado pelo mister no segundo tempo com a missão de agitar a defesa adversária e, as instruções dele eram bem claras e estratégicas, ele tem muita visão de jogo.

  4. Pagué

    25 de Agosto de 2020 as 14:14

    Grande homenagem e bem merecida, bom trabalho Nelson Carneiro.
    Tó Adao foi o jogador com um porte atletico que nao vi igual em Saotome, uma força e remate incrível.
    Hoje fala-se muito na europa a trivela, o Tó Adao ja fazia a trivela em marcaçao de canto, livres em trivela, mudança de flanco direito ou esquerdo em trivela, era incrível e fazia-o com muita precisao..quem o viu jogar e entende de futebol entao dispenso o meu comentario…quando via o Hulk do Porto jogar vinha-me a imagem do Tó Adao, pelo porte fisico,remates e força, mas desculpem para os portistas, o Tó Adao pra mim foi melhor que Hulk, so teve o azar de nascer em Saotome e de nao ter a sorte de ir a europa naltura, Atençao nao sou treinador, mas vi os dois jogar nos estadios…Aproveitando ainda esta época anos 80 e principio dos anos 90 merecia também uma homenagem ao grande jogador que diria no meu ponto de vista o melhor jogador que vi jogar no estadio nacional 12 de Julho, pela tecnica,leitura de jogo,dominio falo do Jordao II de Praia Cruz…pense nisso Nelson ele tambem merece e ficaria muito contente. Obrigado Nelson, vai nos dando mais dicas dos nossos cracks.
    Valeu.

  5. Mário Martins

    25 de Agosto de 2020 as 16:41

    Muito bem Nelson Carneiro. Eu acrescento algo acerca do Tó Adão, na quinta classe turma 20 foi campeã na qual fez parte da equipa Afonso, Tó Adão, o Dí, Canuto e José Antônio.Somos campeão!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo