Economia

FMI diz que está contente com a gestão pelo Governo dos dinheiros da Covid-19

Xiangming Li,  na qualidade de chefe da missão virtual do FMI, que avaliou a situação macro-económica do país, manifestou satisfação pela forma como o governo está a gerir os fundos atribuídos à São Tomé e Príncipe no âmbito da luta contra a Covid-19.

O FMI, é até agora o principal financiador do plano de contingência de São Tomé e Príncipe, para mitigar os efeitos da Covid-19, e provocar a recuperação económica. Em maio último, o Ministro das Finanças, Osvaldo Vaz(na foto), anunciou que o FMI depositou 12 milhões de dólares na conta do Estado são-tomense.

«A missão registou ainda com satisfação a recente publicação dos contratos públicos celebrados e das despesas mensais relacionadas com a COVID-19. As autoridades devem assegurar igualmente que todos os contratos e despesas mensais relacionadas com a COVID-19 são publicadas em tempo oportuno e na íntegra, incluindo os respetivos anexos», afirma a chefe da missão técnica do FMI.

Os fundos alocados pelo FMI, permitiram garantir os postos de trabalho de centenas de cidadãos santomenses, sobretudo no sector do turismo. Com as empresas paralisadas, o Estado santomense através da ajuda financeira do FMI, assegurou o pagamento dos salários de todos os trabalhadores, tanto nas empresas públicas como privadas.

Por outro lado mais de 1500 trabalhadores informais, afectados pela crise do novo coronavirus, também começaram na última semana, a receber compensações financeiras, no âmbito do fundo concedido pelo FMI.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. sem assunto

    1 de Julho de 2020 as 16:56

    E desde quando esta corrupta e obscura organização fez uma avaliação realistica e fiel das coisas. Quem garante que volvidos meses/anos não voltarão feito barata tonta, ou perú bebado, dizendo que foram enganados e iludidos com relatórios falsos assim como aconteceu no inicio desta governação, face aos dados do desempenho economico na era do PT, isto é 2014-2018!
    A vossa boca só destila mentiras e falsidades, hão de desaparecer sem deixar saudades.

  2. deidato carlos

    1 de Julho de 2020 as 18:12

    ADI…
    Não felicita os feitos do governo ?

  3. Andorinha

    1 de Julho de 2020 as 20:36

    Esta contete baseado em que dados? So se for dados forjados pelo governo porque nos sabemos que o governo não comprou nada nem uma mascara foi tudo oferta dos parceiros eu não acredito nisto.

  4. Pascoal Carvalho

    2 de Julho de 2020 as 10:15

    basta fazer aquilo que lhes foi pedido para estarem ou ficarem contentes.
    tudo jogada.

  5. Feça Pata

    2 de Julho de 2020 as 10:22

    É triste! Ter um país mergulhado na miseria, e nigume de bom coração aparece para muda a sorte do País.
    Bandos de gatunos, mentirosos, falsos,…. ATÉ QUANDO?
    Isso é mesmo tudo uma mentira. Como pode o relatorio chegar a FMI e não ser apresentado aos cidadãos? Falta de trnsparencia na governação. Porque até aqui, não vimos nada que fizeram com os 12 milhões. Se fizeram queremos ver o relatorio. Porque se não apresentarem um relatorio verdadeiro, é porque já distribuiram entre eles, e o relatorio que foi a FMI é forjado.

  6. deus nos proteja

    2 de Julho de 2020 as 16:24

    Eu não acredito nisso que o ministro diz. Por mim esses dados foram todos forjados.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo