Economia

BC diz que a economia desacelerou em 2021 e que em 2022 vai crescer 2,8%

O Banco Central perspectiva que a economia de São Tomé e Príncipe vai crescer cerca de 2,8% no ano 2022. Américo Barros(na foto), governador do banco central fez o balanço do ano económico-2021, e indicou que no ano que terminou a economia do país registou uma forte desaceleração.

Segundo as contas do Banco Central a pandemia da Covid-19, travou a retoma que a economia nacional começou a registar no ano 2020. Américo Barros, governador do Banco Central confirmou a desaceleração da economia em 2021.

«Após uma recuperação da actividade económica em 2020, os dados recentes apontam para uma desaceleração do PIB que rondará 1,8% justificados pela diminuição dos investimentos públicos e pelo enfraquecimento do sector privado, com realce para o sector do turismo», explicou Américo Barros governador do Banco Central.

Em 2021 São Tomé e Príncipe reconfirmou que é um país que importa quase tudo, e exporta muito pouco.

«Causando assim um agravamento do défice comercial, que rondará os 22,1% e promovendo a pressão sobre as reservas cambiais sem contudo comprometer as condições para preservação da paridade fixa com o euro, no âmbito do acordo de cooperação económica com Portugal, bem como os compromissos assumidos com o FMI», sublinhou Américo Barros.

O banco central destacou a reforma do sistema financeiro executada em 2021 que permitiu a introdução pela primeira vez dos cartões internacionais VISA, no mercado nacional. Para curto prazo está previsto a inclusão financeira da maioria da população.

«Elevar a inclusão financeira da população adulta de 39% para 70% e facilitar a construção de uma economia verde…Alargar e aprimorar o sistema de pagamentos internacionais», são dentre outras metas a curto prazo programadas pelo Baco Central.

Para 2022 o Banco Central perspectiva um crescimento moderado da economia. «Perspectiva-se que a economia nacional deverá crescer em 2022 entre 2,5% e 2,8%. Por outro lado a inflação deverá manter a actual tendência de desaceleração e fixar-se em 8,7%», pontuou o governador do Banco Central.

No entanto a dependência do país em relação a ajuda financeira internacional vai aprofundar em 2022.

Abel Veiga

12 Comments

12 Comments

  1. Paulo Durães

    3 de Janeiro de 2022 at 9:46

    Ehehehehe… Crescimento robusto só nas bochechas de cada gajo!!!
    Patético pah.

  2. Sem+assunto

    3 de Janeiro de 2022 at 11:55

    Pago à preço de ouro e com regalias feito um rei para ler papéis e mais papéis. Cada vez mais gordo que nem um leitão de engorda.
    Está terra tem que ser refundada, assim não vamos a lugar nenhum!

  3. João+Pedro

    3 de Janeiro de 2022 at 12:09

    Irá crescer com base em que pressupostos ? Parece-me que há um desalinhamento entre o Banco Central e o Ministro das Finanças e Economia Azul…. Lembrem-se quando o Ministro apresentou o OGE para 2022!? Estamos perdidos com tanta incompetência…..

  4. Gregorio+Furtado+Amado

    3 de Janeiro de 2022 at 13:03

    Melhor é eliminar contradicao das informações veiculadas nas imprensas estrangeiras e as passadas ao povo. O que houvi é que houve contração no ano 2021 e essa contracao irá persistir no ano 2022. Se estou erado esclareca-me mas não com as mentiras do chefe.

  5. Santana

    3 de Janeiro de 2022 at 14:46

    Vocês todos vão tomar banho, melhor coisa que fazem.

  6. Bôbu

    3 de Janeiro de 2022 at 21:42

    Desgraçados.

  7. Sam ponha

    4 de Janeiro de 2022 at 0:20

    Há unica coisa que está a mudar neste país é que esses dirigentes estão a ficar sem pescoço, com grandes buchechas e queixadas e ainda com barriga grande.
    Depois vêm ler papéis pré escritos que nem sabem o significado.
    Só com Cristo.

  8. FCL

    4 de Janeiro de 2022 at 14:52

    Previsões do BCSTP

    O desemprego vai aumentar mas algumas pessoas vão encontrar emprego
    A economia vai cair, mas alguns setores vão crescer
    A taxa de inflação vai subir, mas alguns produtos vão baixar de preço

  9. Sotavento

    4 de Janeiro de 2022 at 17:34

    Tem graça isto…que economia vai crescer??

  10. Edson Neves

    4 de Janeiro de 2022 at 23:58

    O líder do BC foi bem generoso na sua projeção, como a economia pode crescer tanto com a taxa de desemprego tão elevada, sem infraestrutura (estradas, aeroportos, portos, sem aumento do poder de compra da população responsável pelo consumo, salário miserável, sonegação fiscal, aumento de trabalhadores informais, sem corte de gasto público desnecessário, corrupção, dentre tantos outros problemas ligados a economia? Será que São Tomé encontrou a fórmula de milagre económico? Quando chegar final do ano trarão justificativa pra dizer que a economia cresceu menos de 1%. Queira Deus que essa projeção aconteça, senão, será mais uma decepção pra todos nós que sonhamos com crescimento da economia, distribuição justa de renda, aumento de consumo, melhoramento de vida num futuro próximo para cada cidadão nacional e estrangeiro que mora na face dessa terra.
    Bem haja.

  11. Madiba

    6 de Janeiro de 2022 at 8:33

    Enfim. Deus acuda S. Tomé e Príncipe perante tanto amadorismo. Este país não pode arrancar com gentinhas deste género. Como é possível que, indivíduos com desconhecimento total das nocções básicas de economia pode vir a praça pública falar de assuntos tão técnicos? Crescimento de 2,8%. Isto é alguma coisa? Onde está aquela robustez de economia? Que se falava há anos atrás?

  12. C Pereira

    6 de Janeiro de 2022 at 17:41

    O governador de BC faz a sua projecao independente da projecao de governo e elas nao tem que estar necessario em linha ,

    Assim tem acontecido em Portugal com o Banco de Portugal bem como a Comissao Europeia, FM e as Agencias de Rating.

    Apenas no passado que as previsoes da Comissao Europeia previa um crescimento superior a de Governo Portugues .

    Governo Portugues previa um crescimento de 4% e tal enquanto a Comissao Europeia previa 5% e tal , normalmente sao inferior ao do Governo.

    Mas como a Comissao Europeia falhou varias vezes hoje ja vejam Portugal com outros olhos porque chegaram a conclusao que o governo Portugues acertou em todas as previsoes de crescimento com a excepcao de 2 semestre que a economia Portuguesa cresceu 16% .

    Deixam de ver contradicao onde ela nao existe ate porque o BC como independente nao tem que consultar a projecao de governo para acertar o fazwer sua igual ao de governo.

    Nao seja ingnorante e so tolos fazem de subjectos que ele nao conhece .

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top