Política

São Tomé vai ter o maior centro comercial da África Central

Anúncio feito pelo Primeiro-ministro Patrice Trovoada, no regresso da tournée internacional. Segundo Patrice Trovoada, um grupo privado dos Emiratos Árabes Unidos, está a fazer estudos com vista a instalar em São Tomé o maior centro comercial da região do Golfo da Guiné. O Chefe do Governo são-tomense, disse que o centro comercial que está a ser projectado para São Tomé, será composto por 90 lojas. «Eles já estão a fazer alguns estudos para depois negociarmos o contrato definitivo. Mas tudo leva a crer que se chegarmos ao contrato definitivo ainda este ano as obras devem arrancar», garantiu o Primeiro-ministro.

Depois de Dubai, seguiu-se Marrocos, Tunísia e Nigéria. Na Tunísia Patrice Trovoada reuniu-se com a administração do Banco Africano de Desenvolvimento, que segundo o Chefe do Governo deverá nos próximos dias despachar uma delegação para estudar em São Tomé, vias de financiamento ao sector privado. Na Nigéria anunciou contactos com o Presidente do país vizinho. Nigéria é um dos financiadores do OGE de São Tomé e Príncipe, com um montante previsto de 10 milhões de dólares.

Abel Veiga

    81 comentários

81 comentários

  1. samangwana

    26 de Março de 2012 as 9:16

    Ja começa… Depois da passeata, um bom fala-barato. Ja Estamos habituados. Qual privado iria instalar e S. Tomé um maior centro comercial da africa central? para que consumidores? Este primeiro ministro só está prorrogar o tempo rumo as próximas eleições.

    • São-tomense

      26 de Março de 2012 as 10:53

      Ignorante, o samangwana!

    • Piá cu uê tchilá

      26 de Março de 2012 as 12:57

      concordo plenamente…, para que consumidor com tão baixo poder de compras, isto vai virar um museu!

    • A OUTRA VIA

      26 de Março de 2012 as 15:10

      Ai, ai…isto faz-me lembrar o saudoso porto das águas profundas.
      Auó !!!

    • Rio do Ouro

      26 de Março de 2012 as 15:14

      Somos mesmo burrrro…e sem vergonha!!!

  2. Leopaldo

    26 de Março de 2012 as 9:29

    Que vergonha …. não vem ai com promessas falsas e enganar o povinho….Maior sempre Comercial de Africa Central… seja realista e deixa de ilusões baratas…acho que queres é esconder a sua incompetência…

  3. Pedro Cravid

    26 de Março de 2012 as 9:30

    Haver vamos,sei que do poder o senhor nao tera para as proxima eleicoes,so promessa por favor nao trate de burros os Saotomenses que de burros nao sao,agora se pensa o senhor enganar com este falar barrato e na pratica nada,seja honesto pelo menos uma vez,sempre no bla bla bla ………

  4. conterrâneo

    26 de Março de 2012 as 9:31

    Não esqueçamos a excelente localização geoestratégica de STP.

    Bem vindo o centro comercial à STP!

    Nós estamos situados numa sub-região com um mercado de mais de 300 milhões de consumidores.
    É efectivamente um grande mercado e cheio de oportunidade.

    É preciso ter visão e não nos fecharmos nas “ilhas”, e pensarmos que todos investimento são apenas para este pequeno mercado de 160 Mil habitantes.

    Que venham mais investimentos Directo Estrangeiro!

    Isto significa mais trabalho para os santomenses, e mais rendimentos assim como, mais classe média e média alta.

    • Piá cu uê tchilá

      26 de Março de 2012 as 13:04

      francamente…, ñ esta em causa o investimento estrangerio, mais sim coisas concretas. foi isto uma das causas ou pleno no Gonerno??, será a prioridade… como fazer um centro comercial se nem se quer ter a energia garantida axo k vai morrer gente presa no elevador….

  5. Mimi

    26 de Março de 2012 as 9:33

    Conversas de chegada de viajem. Já nao me surpreendem. Resta saber, quem vai comprar o quê e com quê no dito centro comercial…

  6. BRUNO DAS NEVES

    26 de Março de 2012 as 9:40

    Mas que coisa? Esse tipo esta gosando da nossa paciencia! Basta ir aqui ao lado pra nos trazer esses bla bla.

  7. sunshine

    26 de Março de 2012 as 9:41

    Acho que deveríamos ser mais optimistas, o tempo passa e as coisas mudam. Por isso se continuamos com esse pessimismo, nunca sairemos da situação em que estamos.

  8. DOSSANTOS

    26 de Março de 2012 as 9:45

    Dobra subiu.Santome telaoo.
    isto e conversa para o boi dormir. Sera que este empresario e parvo? Tera ele feito pesquisa do mercado, onde sairao os clientes para comprar os produtos. Num pais onde 90% da populacao vive na miseria. Pais so com um hospital e sem condicoes indispensaveis como por example agua.

    • Lupuye

      26 de Março de 2012 as 12:36

      No local onde vivo ha muitos centros comerciais mas estes estao direcionados mais aos turistas. Sao centros que vendem ouro, diamantes, perfumes, produtos electronicos, etc…, e quando nao ha cruzeiros geralmente estao fechados porque a populacao local nao tem muita capacidade de compra. Resta saber se ha planos para aumentarmos o turismo,para se ter mais voos, para se ter cruzeiros, etc, porque realmente a populacao de Sao Tome e Principe nao tera como consumir os artigos expostos no dito centro. Portanto, ao meu ver, se for coisa bem pensada, ate que e muito possivel.

  9. Templa Seco

    26 de Março de 2012 as 9:46

    Senhor Parice Trovoada!

    A um povo com fome, so se promete comida quando sem a cereteza de que a comida existe!

    Pedimos ao senhor responsabilidade de um Primeiro Ministro de um Estado sério, no anuncio destes projectos todos.
    Seja pelo menos 50% destes projectos sejam concretizados e o senhor tem a reelaçao garatida;
    Seja eles nao arranquem antes das proximas eleicoes legislativas, e o senhor tem a sentença ja assinada!

    Estamos ca para ver!

  10. Dra.

    26 de Março de 2012 as 9:48

    Promessas, promessas, promessas e mias promessas………….até quando?
    Tenha vergonha trafulha.

  11. investidor 2

    26 de Março de 2012 as 9:52

    Quem tem poder de compra?

  12. Mochima

    26 de Março de 2012 as 10:04

    Mas Centro Comercial para quê meu Deus? Um país onde:
    a) as pessoas não têm poder de compra;
    b) os salários são baixos;
    c) exporta-se pouco ou quase nada;
    d)importa-se quase tudo;
    e)o défice comercial é grande;
    f)o orçamento de estado é garantido na base de doações de parceiros internacionais.
    Perante este quadro, em vez de se criar mecanismos de sustentação e organização da economia que minimizem os efeitos deste ciclo crónico vai-se construir Centros Comerciais que têm tendência a perpetuar ou aprofundar este mesmo ciclo.
    Eu não compreendo os nossos políticos. Estamos desgraçados. Parece má-fé. Isto não pode ser só incompetência. Eu não acredito nisto.

  13. ele

    26 de Março de 2012 as 10:07

    Povo, embora vivrmos num país pequeno não devemos pensar pequeno

    Vamos pensar grande e mais alto. então nós estamos situados numa região estratégica ou não.

    O Centro vai servir ao mercado da subregião.

    Abaixo aqueles que não fazem nem deixam os outros fdazer.

    Deixem o homem trabalhar e depois faremos as contas.

    Os outros que não tinham bla bla blá, o que fizeram?

    • Mochima

      26 de Março de 2012 as 10:23

      Mercado da sub região? Isto é uma brincadeira! Que país da subregião tem poder de compra tão sofisticado e, no entanto, não tem oferta comercial no referido contexto que faz com que os referidos cidadãos desloquem dos seus países para virem fazer compras em S.T.P? Eu não estou a ver Angolanos, Gaboneses ou outros povos a deslocarem-se dos seus países para virem para cá comprarem produtos importados por nós que são vendidos no nossos Centros Comerciais. Isto é uma autêntica tolice. É óbvio que eles já têm estes Centros Comerciais nos seus países ou prefeririam deslocar-se para Europa para fazerem este tipo de compra. Eu não estou a ver a importância deste Centro Comercial que se vai transformar num autêntico elefante branco. Este dinheiro, se é que existe, deveria ser canalizado para Agricultura, Pesca, Turismo ou outra área que minimizasse os efeitos da nossa dependência crónica dos doadores internacionais. Caso contrário nunca mais sairemos deste filme.

    • Dra.

      26 de Março de 2012 as 10:52

      O problema meu caro, é que já estamos cansado e fartos desse bla bla bla do Patrício e a sua corja, poderá o projecto até ser viável, mas como os outros ficará somente no papel e a população na miséria e o país a ficar sempre pra trás.

    • Mimi

      26 de Março de 2012 as 15:00

      Que mercado de que subregiao? Entao os africanos da subregiao virao ca fazer compras? Nao têm centros comerciais nos seus países? Sao eles assim tao ricos para se darem ao luxo de vir cá gastar os seus tostoes, conseguidos na sua grande parte com tanto sacrifício no comércio de rua das suas respetivas capitais? A quem se pretende atrair (ou enganar) com este investimento? A quem se pretende enganar com mais esta promessa? Quantos de nós vamos sair do desemprego com mais esta promessa? Quanto mais pao cairá na mesa dos santomenses com mais esta promessa? Terá havido contas feitas? Haja paciência!

  14. deixa governo trabalhar

    26 de Março de 2012 as 10:16

    Isso é anedota do Patrice, Varela e Agostinho! Nós os defensores da boca loca, pedra pedra, loja do senhor velo no riboque, da loja do lucumi, vamos fazer uma grande manifestação contra esse arabe que se chama Patrice.

    • Voz da razão

      26 de Março de 2012 as 11:13

      Concordo consigo mano, mas vamos dar-lhes o tempo que precisam, 4 anos pra termos a nossa razão. Enquanto isso contentemos com as nossas pedra-pedra, boca-louca, lojas de lukumi, do riboque que nos têm safado porque o nosso salário compra apenas uma colher de açucar ou uma tampa de óleo, enquanto eles vão a Dubai e vêm nos enganar.

  15. Sou Angolar

    26 de Março de 2012 as 10:28

    Meu amigo concorda contigo, Sr. PM o que deve solicitar os nossos amigos dos Emiratos Árabes Unidos, para minimizar os nossos problemas, deve solicitar-lhes os equipamentos para agricultura bem como cimentos diversos para cultivos, este projetos eles são capazes de nos ajudar, já informaste tanta coisa a povo e nada se vê, por outro deixas concretizar as coisas depois publicam, será que isto é forma com justificar a viagem? Com mentiras? Fui

  16. Voz da razão

    26 de Março de 2012 as 10:43

    Centro comercial?!
    Já existe edifício pra isso? Quem irá construir, estado stp? os emiratos? capital misto? É viável? Terá quantas lojas?
    Esse centro terá boutiques? os produtos virão donde? com que preço? quem irá comprar os “pronto a vestir”? os vizinhos do Gabão, do Togo, do Benin, Guiné?
    Esse centro terá supermercados? Terá frutarias, terá talhos? os produtos (carne, peixe, legumes, hortaliças) virão donde, os pequenos e médios agricultores d stp? a nossa pesca artezanal?
    as lojas desse centro serão alugadas? Para santomenses ou estrangeiros? Qual será o valor da renda? Quanto vai ficar um corte de cabelo pra homem numa das lojas desse centro comercial, 500mil Dobras?
    Não sou pessimista, mas gostaria de ter respostas dessas dúvidas.Ou será mais uma daquelas promeças ou lançamento de pedras que os governantes fazem quando regressam ao País de um deslumbrante passeio que tenho visto há mais de 30 anos em stp. Haver vamos!

    • cidadao

      28 de Março de 2012 as 13:46

      Caro “Voz da Razão”.O edifício já existe.Será mesmo na TVS;onde se encontra instalado o gabinete de Patrice e Varela.Na parte de trás lá em cima há grande espaço.Local onde existe “Saco Azul”

  17. preto

    26 de Março de 2012 as 10:49

    O PM viaja por tudo e por nada, como um vagabundo e quando chega traz uma mão cheia de mentiras. Acham mesmo que um país com péssimo hospital, péssimo aeroporto, péssima estrada… e muita miséria, terá o maior centro comercial da Zona?

  18. COMENTARIO

    26 de Março de 2012 as 11:16

    Jogada Politica, ora vejamos;
    1. Caso houver uma sensura ao Governo no Parlamento como já se diz, e este Governo cair, abre-se o caminho para eleições antecipadas e o ADI já tem argumento para campanha que seria; quisemos fazer e não nos deixaram…..

  19. COMENTARIO

    26 de Março de 2012 as 11:16

    Jogada Politica, ora vejamos;
    Caso houver uma sensura ao Governo no Parlamento como já se diz, e este Governo cair, abre-se o caminho para eleições antecipadas e o ADI já tem argumento para campanha que seria; quisemos fazer e não nos deixaram…..

  20. Fijaltao

    26 de Março de 2012 as 11:56

    É triste, para não dizer insólito!Eu até sorrio! O Patrice Trovoada pensa que esse povo é estúpido, ignorante e que ele é o único que tem um olho? Depois de uma semana em passeatas, vem anunciar um projecto megalómano para uma ilha como a nossa na conjuntura ocidental africana! Nós santomenses, não precisamos destes projectos.S.Tomé precisa de habitações condigna para o povo e para embelezamento do próprio país, S.Tomé precisa de vias de comunicação condigna e duradoira para estabelecer a ligação entre o interior e o litoral do país para seu maior desenvolvimento, S.Tomé precisa de escolas e liceus dignos para os nossos filhos, S.Tomé precisa de água potável instalada para todo povo, S.Tomé precisa de meia dúzia de autocarros para acabar com a famigerada motocagem e a vergonha dos táxis amarelos, a côr do desprezo extremo, é tudo isso mais alguma coisa que esse país precisa, tais como uma sala de teatro, um quartel novo para os militares, barcos para defesa da nossa costa, hospitais novos ou a remodelação dos hospitais das roças para bem do povo, Barcos para ligação entre as duas ilhas. Ora essa, vem o senhor Patrice anunciar o seu projecto megalómano, talvez depois de construído, o seu arranjo exterior seria terra batida! Tenha vergonha Patrice! organiza-te e pare um pouco ou uns dias, faça uma visita ao país de Norte ao Sul e constata na realidade o que o povo precisa, em vez de estar lá fora a passear emiscuindo nos problemas dos outros!

  21. Odair Anjos Trovoada

    26 de Março de 2012 as 12:04

    Cada vez o Primeiro-ministro Está maia Doido.
    Coitado do meu Primo!
    Centro comercial?
    Senhor primeiro-ministro Gostaria que me respondesse as seguintes questões:
    • Onde está o estudo de viabilidade económica deste centro?
    • Onde será construído o Centro comercial?
    • Quem serão os clientes deste centro?
    • Que será do destino dos nossos comerciantes?
    • Porquê Centro Comercial e indústrias de produção de Bem para ser vendido para países vizinhos?
    • Já acabou o concurso público em STP?
    Já basta de tantas promessas.
    A única coisa que lhe peço, por favor não vende a STP.

  22. nora

    26 de Março de 2012 as 12:24

    SEGUNDO OS ESTUDOS DO PATRICE TROVOADA O PROJECTO É EXTENSO, INÍCIA EM SANTA CATARINA – TERMINA EM PORTO ALEGRE.

    UM CENTRO COMERCIAL NUNCA VISTO. SÓ EM SÃO TOMÉ. PORQUE PRINCIPE TÁ FORA.

    MEU DEUS TENHA COMPAIXÃO COM ESTE HOMEM E PERDOA-LHE TODOS SEUS MALES E PECADOS.

  23. baiano

    26 de Março de 2012 as 12:43

    hahahhahahahahhahahahahahhahahahahahahahahahahhahahahahahahahahhahhhhhhhhhahhahahahahhahahahahahahahahahah ….em vez de pensar em envistir no hopital esta a pensar em centro comecial para 160 mil habitantes realmente e muito trite muito triste ….

  24. rapaze riboque

    26 de Março de 2012 as 14:18

    será que o PM nasceu a 1 de abril-dia das mentiras?

  25. frantz cassandra will

    26 de Março de 2012 as 14:19

    ainda tenho um pouco de esperança devido o proverbio que diz quem viver verá mas o projecto do grupo Gabones Ceca Gadis que veio nos fomentar a vontade de ainda viver um pouco, anda ai em passos de lesma e não se entende mesmo é nada, muitos dos inscritos ja desanimaram e tomaram outros rumos, agora surge outro projecto sem terminar o outro com quase o mesmo fim (super mercado) mas são tantas oportunidades para este pequeno país mas que nunca pega respondem me só ,quem é o azarado ? A)São Tomé , Princípe (país) B) Santomenses (povo)

  26. olavo

    26 de Março de 2012 as 14:27

    Conversa fiada. Um país como STP devia investir em tecnologias de informação e industria de electrónico e electro-electrónico para distribuir para toda a África e o resto do mundo. Atraia pra STP fábricas de material informático, papelaria, sistema de comunicação etc, transforme as ilhas num polo industrial. Mesmo que as multinacionais sejam os donos, ainda assim haverá muitos postos de empregos, oportunidades de negócios entre STP e o mundo todo e um sonho de futuro risinho. Agora centro comercial é piada.

    • Maura lindona

      28 de Março de 2012 as 13:54

      Devia investir em tecnologias de informação e industria de electrónico e electro-electrónico para distribuir para toda a África e o resto do mundo. Atraia pra STP fábricas de material informático, papelaria, sistema de comunicação etc, transforme as ilhas num polo industrial. Mesmo que as multinacionais sejam os donos, ainda assim haverá muitos postos de empregos, oportunidades de negócios entre STP e o mundo todo e um sonho de futuro risinho. Agora centro comercial é piada, isto porque, no exercicio económico anterior, foi anunciado que neste ano iria começar-se a fabricação do PC portatil “Magalhães”, cadei? Isto é uma das piadas k temos após a todas as visitas ao Resto do Mundo.

  27. kuali tassondu

    26 de Março de 2012 as 14:29

    Eu so nao sei porque que o primeiro ministro faz nos de parvos! siceramente……a coisas mais importantes coisas simples basicas e necessarias, saude e educacao agua potavel e sanimento basico pra todos isso sim precisamos com urguencia .

  28. Aristides Barros

    26 de Março de 2012 as 15:19

    Um Centro Comercial deste tipo STP precisará talvez daqui a mais 20 anos. Quando tivermos um aeroporto em condições, um porto que valha a pena, estradas sem buracos,energia sem cortes, camas suficientes nos nossos hotéis e outros pressupostos de um turismo desenvolvido e sobretudo uma população com um bom poder de compra. Isso tudo se em 2015 tivermos a sorte de começar a receber alguma receita de petróleo.De resto, é só brincadeira de mau gosto.

  29. estudante de turismo atento

    26 de Março de 2012 as 16:06

    como diz o gabriel pensador é pra rir ou pra chorrar
    acho que vou morrer de rir ou chorar se alguém não me dizer que estão apenas a fazer conversa ahaahahah uuuuuuuaaaaaaa

  30. estudante de turismo atento

    26 de Março de 2012 as 16:11

    oo esqueci mesmo que o dia 1 de abril esta chegando e alguem tem que lançar primeira pedra né ahahahahaha

  31. TRISTEZA

    26 de Março de 2012 as 16:29

    Senhor primeiro ministro por amor a deus ..não goze com aqueles que confiarão em senhor ,que são povo s.tomé e principe ok….

  32. paparazzi

    26 de Março de 2012 as 16:33

    este patrice trovoada e mesmo intrujao
    senao vejamos veio da suissa com promessa de 200milhoes de dolares Agora e pq melhor lojas na sub regiao tudo mentira isso garanto vos tudo mentira inventa isso dentro do aviao para agradar o povo havemos de cobrar
    estamos no 1 semestre e nada feito so promessas e pedidos nada mais

  33. Carlos Ceita

    26 de Março de 2012 as 17:19

    Meus amigos
    O Mochima a que envio uma grande abraço disse tudo. O que precisamos é um plano estratégico de desenvolvimento para crescimento económico e criação de riqueza interna a semelhança do que fez o governo regional do Príncipe. Precisamos de potenciar a nossa agricultura e pesca para reduzir a importação e promover a exportação para equilibrar a balança de pagamento (reduzir o defice). Mas pelo que vejo é sucessivos governos centrais a seguir as mesmas pegadas de países como Portugal e a Grécia. Mas estes com a crise já abriram os olhos nós não infelizmente. Como é possível um país com uma população com poder de compra baixíssimo pensar num centro comercial para alem de numerosos bancos que já temos. Este governo não tem economista? É que estamos a falar de conceitos tao básicos de economia. Foi feito algum estudo do mercado ou estatístico para efeito para saber se é viável ou não a curto medio e longo prazo? Já que pensam num centro comercial porque não construirmos também o maior estádio de futebol Africa? Francamente
    Abraços e coragem

  34. Carlos Ceita

    26 de Março de 2012 as 17:36

    O Mochima a quem envio um grande abraço.
    Já que pensam num centro comercial porque não construirem também o maior estádio de futebol de Africa? Para corrigir a frase anterior.

  35. rapaz de riboque

    26 de Março de 2012 as 17:50

    poça esta não tem peso nem medidas

  36. N.C

    26 de Março de 2012 as 18:14

    Ja me cansei de tanta palhacada desse e dos outros governos.ja nem critico nem sugero, para nao apanhar trombose.como diz o nosso santo…….ver para crer

  37. nelson pontes

    26 de Março de 2012 as 19:41

    Vê-se mesmo que este primeiro-ministro é um grande incopetente e sem visão. Porquê um centro comercial num país com pouca gente e com reduzido poder de compra? Deveria fazer bons acordos para melhorar o nível educacional, infraestruturas, criação de empregos, dar oportunidades as pessoas, e muitas outras coisas que realmente fal falta ao nosso lindo e querido pais. Patrice Trovoada é um grande mentiroso compulsivo. De certeza que vai levar uma surra valente nas próximas eleições.

  38. hernane ferreira

    26 de Março de 2012 as 20:14

    ois eu acredito que o patricio possa trabalhar deixemos de ser pessimistas ao enves disto trabalhamos juntos pra que coincretize quem diria que cabo verde hoje iria atrair tanto investimento externo como atrai um paºis considerado seco velha me deus tanta ignorancia e tanta convesa fiada me desculpem mas tou um pouxco cansado de vcs que estao empre ali a criticar e sabemo s que si fossem vcs seria o mesmo oou pior trabalhemos acreditemos mais um bocado….

    • Fijaltao

      30 de Março de 2012 as 12:02

      Atá que enfim, que no meio de 10.000 à esquerda do patrice, vem um que lhe quer salvar! ” Muala quelê cu hóme gabá!

    • Fijaltao

      30 de Março de 2012 as 12:35

      Bem, até nisto, os nossos governantes são tão orgulhosos e maus, preferindo viver no meio da pobreza exibindo como os únicos ricos do país esperando a vénia do povo! Vejamos: O Primeiro ministro em vez de andar aí a inventar coisas, devia convidar os grandes bancos internacionais que financiam as pequenas e médias empresas em África, tais como: a Geral Stand Bank, a Gofin financiamento, a Myc4 financial, a Oikocredit international, para o desenvolvimento do país com pequenos empréstimos para ajudar os agricultores, os taxistas, as palaiês, os pequenos serralheiros, enfim uma série de artíficies que beneficiavam com esses bancos para que o nosso povo atinja a classe média como no Brasil! Pois, pelo contrário, só temos aquí em s.Tomé meia dúzia de bancos mafiosos que estão à espera do petróleo para negócio a altura do primeiro ministro. Se formos perguntar a esses bancos financiadores dos pobres se S.Tomé está na lista deles, é claro que não, mas estão lá muitos dos nossos amigos!

  39. luisó

    26 de Março de 2012 as 22:20

    mais do mesmo…

  40. luis

    27 de Março de 2012 as 1:35

    Em São Tomé e Principe, o 1º de abril passou a ser celebrado no dia 26 de Março

  41. Filipe Samba

    27 de Março de 2012 as 6:23

    O Povo de S.tomé e Principe é livre e independente não é nem pode ser pertença de nenhuma pessoa e de nenhuma família.
    A fonte do poder supremo é o povo a quem pertence o direito exclusivo de estabelecer as leis fundamentais para si próprio.
    Senhores governantes não se esqueçam que temos símbolos de dois apóstolos que é o nosso CREDO

  42. Eusebio Neto

    27 de Março de 2012 as 9:45

    Se e verdadeira essa noticia, so nos resta felicitar e agradecer o Patrice por isso. Mas ate ai, ainda existem muitas areas de, pelo menos bastante penumbra que urge aclarar. Se nao, vejamos, quais sao os objectivos dos estudos que vao ser feitos? Por aquilo que me aprendi, os estudos relativos a um projecto, visa tao somente apurar a sua viabilidade, quer dizer, saber se valera a pena a sua materializacao. Em conclusao, os estudos e sao varios para um mesmo projecto, tem como objectivos saber se os esforcos financeiros necessarios para a sua execucao garantem o retorno de todo o montante investido mais (+)um acrescimo compativel com tudo o que foi aplicado. Entao, se esses estudos (viabilidade economica, impacto ambiental, estrategico e ate politico) ainda nao estao no(s) devido(s) gabinete(s), por que estarmos a apregoar a sete ventos e com pompa uma noticia desse calibre? E se esses estudos vieram a convencer os potenciais investidores da sua inoportunidade e o seu possivel fracasso, portanto, se os senhores do Dubai desistirem dessa iniciativa, que explicacoes dara o sr. PM ao povo santomense? Olha, acho que a experiencia inter(nacional) ja nos deu muitas dicas para pautarmos pela prudencia e evitarmos colocar a carroca a frente dos bois. Quem nao se lembra dos varios projectos que o Fradique de Menezes, o Rafael Branco, etc andaram a prometer aos santomenses que acabaram por falecer nos papeis? Vamos falar de coisas reais, palpaveis e garantidamente execuiveis. Lembram do que nos foi prometido quando se oficializou a existencia do petroleo na nossa ZEE? Koweit, Monaco, Suica, etc sao alguns dos muitos paraisos que nos prometeram e no fim acabamos por encalhar na miseria mais dura que este pais ja conheceu. No entanto, benvindo seja o Maior Centro Comercial da West e Centro Africa. Vamos cobrar.

  43. Francisco Castanheira

    27 de Março de 2012 as 10:43

    Nao temos que pensar?
    Isto parece obra de Danco Congo em que o Bobo faz carretas. Nao e?

  44. sei lá quê....

    27 de Março de 2012 as 11:31

    Acho que os políticos….não virão ainda que potencial de são tome é príncipe é o turismo. Com esse dinheiro…apostava em escolas profissionais de hotelaria, guias turísticos, elaboração de eventos tradicionais para turistas…etc etc, uma vez dos poucos turistas que existem então ao seu próprio destino na descoberta de São Tomé. Este investimento, juntamente, com uma rebaixa nos preços dos bilhetes, educação da população para receber os turistas…acho que ganhávamos mais, visto ser um investimento a m/l prazo que posteriormente vai dar origem a construções deste tipo…..
    O fraquíssimo poder de compra (como diz o leitor acima) e conluio com a inexistente de formação em hospitalidade da população vai tornar o edifício numa nova doca-pesca ou um porto das águas sem fundo.

  45. sei lá quê....

    27 de Março de 2012 as 11:42

    correcções: virão – viram ; então – estão

  46. Cobra Preta

    27 de Março de 2012 as 11:50

    Sério mesmo Eusébio Neto!

  47. agua viva

    27 de Março de 2012 as 11:59

    êça cada qua!!!!

    maior centro comercial da subregião africana? talvés apenas para os deputados e os ministros ……….
    uma auto estrada? ….. hummm humm tudo isso vai terminar como a DOCA DE PEIXE, STP TRADING,GGA

  48. sunshine

    27 de Março de 2012 as 13:44

    Caros comentadores do Téla Nón, fico muito triste por ver pessoas que ainda têm pensamentos tão retardados no tempo em que estamos…enfim!

  49. pendrive

    27 de Março de 2012 as 16:18

    Esse gajo do PT não tem mesmo vergonha!!!!!!!!!!

  50. Nando Vaz (Roça Agostinho Neto)

    27 de Março de 2012 as 16:49

    Falou Estado falhado!.. Esperaremos por políticas falhadas!…

  51. investidor 2

    27 de Março de 2012 as 18:42

    Com todo o respeito, isto parece uma brincadeira. Um dos paises mais pobres do MUNDO! O potencial é muito grande mas,…., assim é dificil. Desde que sigo STP todas as semanas anunciam um grande projecto, e nada, sempre, nada. Desde a zona franca, porto de aguas profundas, energia, o homem da lua, mais um porto de aguas profundas, um centro comercial. E pequenos investimentos que realmente avancem? de pequenos empresários com 100 ou 200.000 euros? Os que têm milhões investem em grandes países…

  52. gfernandes

    27 de Março de 2012 as 18:56

    Isto é uma palhaçada, maior bluff de sempre de um politico santomense, entristece-me ouvir estas barbaridades, ainda mais vindo de um economista,alguém no seu pleno juízo acredita nisso, alguém acredita que um angolano,um gabonês ou um nigeriano sai do seu pais para fazer compra em s.tome, ou alguém acredita que um pais com cerca de 160 mil habitante e que somente 20% tem poder de compra consiga manter sustentabilidade de um centro megalómano, eu sinceramente não acredito,nem tão pouco acho que isso seja prioridade!

  53. luisó

    27 de Março de 2012 as 21:59

    deve ser para acabar como a doca peixe…
    deixem construir que depois a gente vende por metade do preço aos gaboneses ou aos nigerianos…

  54. Estrangeiro

    28 de Março de 2012 as 0:20

    … e depois do centro comercial, vao construir uma autoestrada – directamente de Sao Tome ate a lua. Ainda este ano.

  55. Jaydee

    28 de Março de 2012 as 1:54

    Os santomenses realmente só pensam no bota abaixo e não merecem o primeiro ministro que têm.

    Eu tenho a certeza que a ideia dele é que se construa esse mega centro comercial para nós Santomenses podermos ter onde gastar todo o dinheiro que vamos passar a ter todos quando o petróleo começar a jorrar do fundo do mar.

    Ele não quer que os Santomenses sejam como os Angolanos que vão gastar a fortuna a Lisboa e outras capitais da Europa, mas assim o dinheiro fica todo cá. Se a minha mulher quiser comprar um vestido de alta costura Francesa ou uma joia, vai ter nesse mega centro. E Ferraris também.

    Como é possível que vocês não compreendam esta excelente ideia ?

  56. deixenos.trabalhar

    28 de Março de 2012 as 10:18

    O senhor primeiro ministro é um trabalhador incansável.nunca apareceu homem como ele em stomé.ele e varela estão a fazer tudo por tudo.deixa os homens trabalhar.invejosos.ele vai tirar stomé de crise.ele sempre que viaja traz nobvidades pra nós.isso mesmo.isso é que nós quer.DEIXA NÓS TRABALHA.

  57. preto

    28 de Março de 2012 as 11:22

    Ó “Jaydee” és patético!

  58. Gualter Divino

    28 de Março de 2012 as 13:40

    Se calhar seria bom financiarmos primeiramente as Pequenas e médias empresas de São Tomé e Príncipe, os comerciantes, os pescadores, etc, e fazer deles os mais fortes da Africa Central

  59. Colomba

    28 de Março de 2012 as 13:53

    O mundo está louco!!!

  60. gigolo

    28 de Março de 2012 as 16:57

    Vamos esperar. Somos são-tomenses VER PARA CRER.
    PM -promessa é divida

  61. Barão de Água-Izé

    31 de Março de 2012 as 0:45

    Se este Governo apostasse na melhor clinica de saúde do golfo da guiné/África Central, nas valências que atraissem turistas de turismo de saúde e ao mesmo tempo desse assistência médica digna aos Sãotomenses, isso sim seria de apostar e elogiar. Um centro comercial???
    Patética ideia; irresponsabilidade governativa.

  62. mano -mano

    2 de Abril de 2012 as 9:31

    É muita bricadeira,tenho pena deste povo k acreditar nessas coisas…..quando a barriga dele tiver cheia vai falando, e rotando em nós mas o k é pra ele vai chegar..

  63. TRINDADENSE

    10 de Abril de 2012 as 11:17

    PATRICIE PIÁÁÁÁÁÁ……úm coventa bô moço…centro comercial para qual consumidor?????? pessoas de Otótó??,ou de monte café??haaaaaa se calhar os de pantufo…..esse gajo é um maluco

  64. sandro seabra sacramento

    13 de Abril de 2012 as 17:44

    olha eu nao tenho palavras por mim tudo q è bom pra s.tomè è benvindo,porque nos estamos muito atrazados em termo de desenvolvimentos o pais esta muito mal quanto a isso,epa se boa coisa eu estou de acordo com voçês .

  65. sandro seabra sacramento

    13 de Abril de 2012 as 17:51

    nao tenho palavras por mim tudo que è bom è benvindo pra s.tomè expero bem que isso tudo seja verdade porque nos estamos muito atrazado no termo de desenvolvimento o pais esta muito mal quanto a isso.eu sò digo muita força pra voçês que tiveram e tenhem oportunidade de tornar pais numa realidade pais precisa disso meus governantes sem mas nenhum asunto de mas obrigado

  66. Eneida Ramos

    16 de Outubro de 2012 as 20:40

    Nao sejamos pessimistas!O nosso pais precisa sim de investimentos como este e logo sao muito bem vindo,e que todos nós direta ou indiretamento damos o nosso contributo de maneira a tornar São Tomé e Príncipe um pais melhor!

  67. Abdul ajjabar

    23 de Fevereiro de 2013 as 14:30

    Alimentação,escola,saúde,habitação,estradas,transporte coletivo muito barato.Todo potencial agrícola deve ser beneficiado no próprio pais,ex:Exportar chocolate industrializado em pó ou barras,para indústria externa.Formar e incentivar indústria do turismo barato para que se forme um comércio de alta temporada Europa e Usa,depois alta temporada sul americana.Mas o importante é o incentivo é o investimento de países de língua portuguesa.São Tomé e Príncipe pode vir à ser, base logística africana e um enorme trampolim de entrada, de mercadorias agrícolas para Africa como um todo, beneficiando pela sua própria agro indústria,produtos de outros países sem precisar comprar mas fazer parcerias até mesmo com o Brasil e Argentina e outros, parcerias em todo o tipo de negociação com empresas privadas;isso tudo numa meia zona franca incentivando o movimento monetário e a estabilidade local.Isso se chama comer pelas beiradas em meu país.Tem que se fazer um estudo com especialista de São Tomé e Príncipe e população no geral;(democracia).feito isso se aplica com rigor.Todos os países de língua portuguesa tem de ser unidos.Para se defender de poderes escusos,o seu povo .Um abraço do irmão brasileiro,de família italiana e que tem o alcorão como base de vida.Que a paz de Allah esteja com todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo