Política

François Fall surpreendeu a oposição são-tomense

A oposição são-tomense diz-se surpreendida com a partida do enviado especial do Secretário Geral das Nações Unidas, François Fall que na última semana mediou os termos de compromisso entre a oposição e o poder com vista a sanar a crise político-institucional reinante em São Tomé e Príncipe.

Segundo a oposição, François Fall abandonou São Tomé sem prestar qualquer pronunciamento público, como tinha sido agendado e prometido pelo enviado da ONU. « Cerca das 17:00 horas( de quinta – feira 25 de Janeiro), o Senhor Representante Especial das Nações Unidas voltou a negociar com a oposição uma nova alteração dos termos do compromisso apresentado, que iria ser submetido ao Governo na última audiência com este órgão, e cujos resultados nos seriam transmitidos através de uma declaração pública. Infelizmente, fomos surpreendidos com a sua partida, na mesma noite, e a tomada de posse dos juízes do dito Tribunal Constitucional na manhã de sexta-feira», explicou o maior partido da oposição o MLSTP, numa conferência de imprensa.

A oposição manifesta-se surpreeendida com François Fall, quando desde quarta – feira 24 de Janeiro, encetou várias rondas negociais sob coordenação do enviado especial da ONU, com vista a resolução da crise político-institucional. «Na quarta-feira última, a saída do encontro com o Senhor Presidente da Assembleia Nacional, o Senhor Representante Especial das Nações sublinhou a necessidade do respeito pela Constituição e apelou a todas as partes, incluindo a maioria parlamentar e a oposição, para encontrarem um compromisso que evitasse a deterioração da situação.  A sessão da tarde do mesmo dia, foi inconclusiva, pois, não se registou qualquer avanço. Entretanto, durante a noite de quarta-feira, foi solicitada à oposição a elaboração de um compromisso que permitisse ao Senhor Representante Especial das Nações Unidas fazer avanços no processo negocial», detalhou a oposição.

Os partidos da oposição dizem que elaboraram o compromisso, contendo condições prévias que deveriam ser atendidas pelas Naçºoes Unidas em concertação com outros parceiros incluindo o próprio Governo. « Ao meio dia de quinta-feira, este compromisso foi apresentado ao Senhor Representante Especial das Nações Unidas, e negociado com o mesmo, ficando implícito que as condições prévias na nossa proposta mereceriam diligências das Nações Unidas junto a outros parceiros e ao Governo no sentido da sua concretização. Referimos concretamente a auditoria ao sistema informático do recenseamento de raíz, o acesso à Comunicação Social pública, o respeito pelo Estatuto da Oposição e a reforma dos tribunais».

A oposição diz que a viagem de François Fall na noite de quinta – feira sem o prometido pronunciamento público, tipo balanço da sua missão de mediação, surpreendeu a todos. « Lamentamos a viagem do Senhor Representante Especial das Nações Unidas, sem qualquer declaração final à imprensa».

A surpresa de François Fall, foi seguida por mais uma desta feita por parte do Governo. « Ficamos, igualmente, surpreendidos, com o teor do comunicado de imprensa do Governo que não reflecte o espirito que norteou as negociações e tenta, mais uma vez, distorcer os factos perante a opinião pública nacional e internacional».

A oposição considera o emposssamento dos juízes do novo Tribunal Constitucional como sendo um acto ilegal. « Repudiamos a atitude antidemocrática do poder que, desrespeitando a missão de bons ofícios do Senhor Representante Especial das Nações Unidas e os princípios elementares de qualquer negociação, contra tudo e todos, avançou com a cerimónia ilegal de posse dos cinco juízes».

O partido líder da oposição em São Tomé e Príncipe, o MLSTP, detalha num comunicado lido numa conferência de imprensa, todos os contornos das negociações que decorreram na última semana sob a mediação do enviado da ONU Françoi Fall, com vista a resolução da crise político institucional no país.

Para a oposição a constituição do Tribunal Constitucional Autónomo ferida de inconstitucionalidade, segundo o acórdão do Supremo Tribunal de Justiça, não é a causa da actual crise. Ao enviado da ONU foram apresentados diversos aspectos da crise instalada em que a questão do Tribunal Constitucional é apenas mais um.

Pode ler o comunicado da oposição para inteirar-se sobre os meandros da problemática – Declaração do MLSTP sobre negociações

Téla Nón

    12 comentários

12 comentários

  1. Fala pouco

    29 de Janeiro de 2018 as 12:49

    Estava claro que o tal enviado especial, nao iria e nem irá resolver nada neste nosso STP. O objectivo do partido no poder, sempre foi de dominar as instituicoes e monopolizar o sistema. Passasse isso em paises como Venezuela…Neste caso torna-se necessario a criaçao de grupos Armados com objectivo de combater sistemas ditatorial como este que se vem instalando no nosso país. Porque, o que esta em causa é a democracia…É a liberdade…O MLSTP congrega pessoas que deram vida por esse país, É necessario que se tenha um pouco de respeito para com essas pessos…

  2. José Rocha

    29 de Janeiro de 2018 as 14:20

    Bandidos de oposição. Desapareçam que só atrasam o país. O país não precisa dessa oposição nojenta.

    • Olho Vilo

      29 de Janeiro de 2018 as 19:34

      Daty como estas com problemas em Portugal e esta vedado a possibilidade de voltares a cometer outro crime o k fez k agora andas debaixo da sombra do PT prestando alguem servicos como o k fizestes no dia da manifestacao k fostes pago pra vires falar babuzeira e recebestes o dinheiro e vc e Mjail (Mija) receberam do ADI enganado os coitado k passaram fome e ficastes com bolsos cheio tens moral de vir fazer algum commentario? Talvez pra sair outra massa? Bajulador.

    • Púmbú

      29 de Janeiro de 2018 as 19:56

      Tens um hálito imundo!!! E és o nojento padrão!!! Seu mal educado.

    • Sem vergonha

      30 de Janeiro de 2018 as 7:57

      José Rocha, vulgo Dati, andaste em Portugal na bandidagem, por isso não podes voltar para lá, porque terás problema com a justiça, agora vens chamar oposição de bandidos.
      Lava essa boca com alcatrão antes de dizer isso.
      Ainda por cima, para além de seres bandido és burro, que nem sabe para que serve Tribunal Constitucional, vai mas é ganhar juízo sem vergonha.

  3. Mitó

    29 de Janeiro de 2018 as 16:51

    Este comportamento já era de esperar, alertei que pelo comportamento deste indivíduo a qndo da visita a STP em 2017.
    Aquele povo (vcs são mto pacivos, quer dizer que podem aguentar todas as atrocidades que hão de vir.

    Lamento.
    Não há nenhum corajoso alí que consiga fazer um sinal (-) no cabecilha?
    É Só isto o que resta…

  4. Cláudia

    29 de Janeiro de 2018 as 16:51

    ONU fez o seu trabalho… Cabe o governo fazer o seu. As recomendações da ONU são para serem cumpridas. Não cabe a ONU dizer o Governo k ele deve cumprir a lei. Mas entregou recomendações para os deputados da ADI cumprirem. Só espero que a ONU não volte atrás. O Governo está a tentar pressionar a ONU e a comunidade internacional para dizer que estão correctos. Mas a informação k o Governo vai usar toda a sua influência para pressionar a oposição a acatar ordens para haver eleições.

  5. Bom

    29 de Janeiro de 2018 as 16:55

    Ficou claro que a oposição fez um grande e bom trabalho. Parabéns para tds. OBRIGADO ONU POR AJUDAR A SALVAR A NOSSA DEMOCRACIA. OBRIGADO ANTÓNIO GUTERRES. OBRIGADO SENHOR FAL.

  6. Felicio Rangel lima

    30 de Janeiro de 2018 as 7:51

    Será que esta ONU, através do seu representante fez um bom trabalho? Ou ludibriaram a nossa oposição

  7. Antonio Rocha

    30 de Janeiro de 2018 as 10:54

    Atitude incorrera e inaceitável do representante da ONU para Africa que se deslocou à STP em missão de mediação. Atitude mais incorrecta ainda do governo da ADI e da assembleia nacional em avançar com a posse dos membros do tribunal constitucional. Todavia, permita-me dizer de viva voz e sem receios que o ADI esta cada vez mais a perder credibilidade à escala nacional, não apenas ao nivel dos intelectuais, mas também junto do chamado povo pequeno. Porém, não será de certeza o MLSTO que vai levar os louros. o MLSTP não vai ganhar as proximas eleições, porque o povo quer e sempre querera transparencia e rigor. O povo quererá governação séria, dai que na realidade, deverá surgir forças politicas que se afirmam como a verdadeira alternativa ao ADI.

  8. Carlos Cravid

    30 de Janeiro de 2018 as 12:35

    É um apena não entendermos como funciona esse sistema – DEMOCRACIA. ora bem vejamos;

    “A democracia muitas vezes significa o poder nas mãos de uma maioria incompetente”.

    George Bernard Shaw

    “Democracia é oportunizar a todos o mesmo ponto de partida. Quanto ao ponto de chegada, depende de cada um”.

    Fernando Sabino

    Logo, entendendo o enviado da ONU que;

    1- Todos não estavam ao mesmo nível de pensamento inicial para alcançar o consenso,
    2- e que a maioria não entendia os riscos das decisões tomadas;

    O mesmo simplesmente deixou uma mensagem muito clara tanto para os políticos como para o povo de STP:

    1- Saibam muito bem o que estão a fazer.
    2- Ninguém, nenhum país ou instituição vai resolver os nossos problemas internos. Estamos, se é a democracia que escolhemos e queremos, estamos condenados a viver e conviver com diálogo e respeito por outros e pelas instituições que garantam a democracia.
    3- Este problema é vosso e não deveriam existir num pais democrático e pequeno.

    Cada um seu devido lugar e todos devem contribuir, mesmo quando não estamos de acordo.

  9. Reflexão

    30 de Janeiro de 2018 as 13:16

    O tribunal anulou a promulgação presidencial e não foi respeitado. Foi aprovada com 32 ao invés de 36 deputados o tribunal constitucional. Foram empossados os juízes do t constitucional surpreendentemente sem conhecer qualquer resultado do representante da ONU. Dai acho q é o momento das Forças Armadas de uma forma diplomática ajudar-nos a resolver a gritante situação em que o país atravessa. Aliás os militares também são políticos. Poi lembro-me quando fui militar em que havia um slogan que dizia: Um militar apolítico é um candidato a Mercenário. Obdecendo aos bons tons de que caracterizam o nosso povo, chamam o PT e ajudem a corrigir os erros porque so a oposição não está a aguentar.

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo