Política

Cimeira de Cabo Verde consolida Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP

A II Reunião do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP (CONSAN-CPLP) decorre com a intenção de consolidar a Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP (ESAN), realizando-se no âmbito da XII Conferência de Chefes de Estado e de Governo (XII CCEG), a decorrer no dia 16 de julho de 2018, em Santa Maria, na Ilha do Sal, em Cabo Verde – reunindo diversos atores em matéria de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN), nomeadamente, autoridades de alto nível dos Governos, parlamentares, autoridades locais, organizações da sociedade civil, representantes do setor privado e pesquisadores/investigadores de todos os Estados membros da CPLP.

A anteceder a plenária, o Secretariado Técnico Permanente do CONSAN-CPLP, com a responsabilidade de coordenar a nível técnico e administrativo os assuntos subordinados à SAN, reúne no dia 14 de julho de 2018.

Na reunião plenária, o Ministro da Agricultura e Meio Ambiente de Cabo Verde, Gilberto Silva, vai acolher os participantes e aprovar a agenda que contempla a apresentação do plano de atividades e orçamento indicativo. Na sessão de abertura ,prevê-se as intervenções da Secretária Executiva da CPLP, Maria do Carmo Silveira, do Diretor-Geral da FAO, Jose Graziano da Silva, do Presidente do Comité Mundial de Segurança Alimentar e Nutricional das Nações Unidas, Mario Arvelo.

Entre os dias 12 e 15 de julho, prevê-se a realização de diversas reuniões subordinadas à temática da SAN, nomeadamente, o “Fórum de Soberania Alimentar das Organizações da Sociedade Civil”, o “Fórum sobre o papel do Sector Privado no desenvolvimento da CPLP”, as reuniões dos Grupos de Trabalho sobre Agricultura Familiar e sobre Nutrição e Sistemas Alimentares, e ainda um evento paralelo sobre Sistemas Importantes do Património Agrícola Mundial.

Fonte ; CPLP

 

    2 comentários

2 comentários

  1. sotavento

    9 de Julho de 2018 as 8:28

    Outra paraquedits também ocupando um cargo para qual nao tem competencia…o apelido conta muito.

  2. Leonel Barros

    12 de Julho de 2018 as 9:52

    Se o eleito fosse o ” Sotavento” , claro que teria competencia. Nunca se reconhece e se valorizam as pessoas. S’o sabem criticar para destruir, por isso o Pais esta como esta.

    Viva CPLP e a Secretaria Geral pela mestria como tem conduzido os trabalhos na organizacao.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo