Política

Cantagalo foi arruinado

É a primeira constatação feita pelos Presidentes das autarquias de Cantagalo e Lembá. Os primeiros 30 dias do novo poder autárquico foram marcados por inquéritos sobre a situação financeira e patrimonial.

No distrito de Cantagalo que tem Santana como capital, Aleixo Pires, presidente da autarquia, recorreu ao relatório preliminar da auditoria feita pelo Tribunal de Contas a gestão do seu antecessor Paulo Bacuda.

O relatório preliminar de auditoria do Tribunal de Contas, constatou má gestão dos fundos públicos em Cantagalo. Praticamente toda verba utilizada pelo ex-presidente da autarquia Paulo Bacuda, no período compreendido entre 2014 e 2017, não tem nenhum justificativo.

Muito dinheiro foi utilizado pelo ex-Presidente em viagens fantasmas, e nos almoços em restaurantes do país. O relatório do Tribunal de Contas denuncia a subtracção e utilização indevida da contribuição de reforma dos funcionários camarários. Uma verba de cerca de 300 mil dobras, mais de 4 mil euros, que deveria ser depositada no Instituto de Segurança Social, mas que foi devorada, sem qualquer justificativo.

A auditoria do Tribunal de Contas em Cantago, acontece depois do protesto dos membros da Assembleia Distrital que em 2015, exigiram ao então Presidente da autarquia Paulo Bacuda, a apresentação das contas.

O ex-presidente Bacuda, acabou por asfixiar a Assembleia Distrital, que é o parlamento local,, sonegando a apresentação das contas. A intervenção do Tribunal de Contas, acabou por gerar conflito durante a auditoria entre o ex-presidente da Autarquia e os inspectores do Tribunal.

O novo poder local de Cantagalo, aguarda pelo relatório definitivo da auditoria do Tribunal de Contas, para apurar a verdadeira situação em que se encontra Cantagalo, após 4 anos de exercício de poder por Paulo Bacuda da ADI.

O relatório final de auditoria deverá seguir para as instâncias judiciais.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. arroz podre

    18 de Dezembro de 2018 as 14:09

    Mandam para cadeia os maus gestores e ladrões.
    Caso não eles virão a dizer que fizeram muita coisa boa para o Distrito.
    Ministério Público, Tribunal de Contas, Policia Judiciária tomam medidas para que não seja mais um blá..blá..

  2. JOAO CARLOS

    18 de Dezembro de 2018 as 14:14

    Agora que se percebe porque razão o senhor Bacuda disse que sairia da Camara de consciência tranquila… Pois depois de comer tanto só faltava isso

  3. MadreDeus.igreja

    18 de Dezembro de 2018 as 14:35

    Porra, só a ladrões neste país?

    Ministério Público, PJ, polícias, fazem vosso trabalho por amor de Deus.
    Este país, é teu, meus, dos teus filhos, teus netos e de toda nossa geração.

    O que estamos a deixar para os que venham?
    O quê, meus ladrões?

  4. Metido a Besta

    18 de Dezembro de 2018 as 16:16

    Governar com arrogância nunca deu bons resultado. A democracia tem regras.

  5. Clemilson brasileiro

    18 de Dezembro de 2018 as 20:24

    É fácil só prender já que está comprovado a corrupção ?

  6. Abenilde Ramos

    19 de Dezembro de 2018 as 7:34

    Mano Abel, esta foi a forma que o Patrice e o ADI encontraram para dar suporte a este grande numero de Bufos que criaram no país.Dando-lhes um vencimento através da obtenção de informações

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo