Política

Carrinha Dyna nunca esteve ao serviço de Paulo Bacuda

O ex-Presidente da Câmara Distrital de Cantagalo, chamou o Téla Nón, para esclarecer que a Carrinha Dyna que foi arrestada pelo Tribunal da Primeira Instância e entregue a Câmara de Cantagalo, nunca foi sua propriedade, e nunca estive ao seu serviço.

Paulo Bacuda disse ao Téla Nón, que a Carrinha foi doada à Liga de Cantagalo, uma organização não governamental, criada após o fim do seu mandato como Presidente da Câmara de Cantagalo.

Foi enquanto deputado da nação na actual legislatura, que uma delegação da Câmara de Santo Tirso de Portugal, veio a São Tomé, e assinou um protocolo de cooperação com a Liga de Cantagalo.

No mesmo acto que foi acompanhado pelas câmaras da Televisão São-tomense, a delegação da câmara de Santo Tirso de Portugal, fez a entrega da carrinha Dyna, à liga de Cantagalo. Na foto pode-se ler na porta da viatura que se trata de uma oferta para a LCSTP, a sigla da Liga de Cantagalo.

«Não houve nenhum outro procedimento que deixa-se entender que não era um bem destinado à liga. Até mesmo porque quando veio a delegação, ela reuniu-se com a liga na cidade de Santana. A delegação da Câmara de Santo Tirso veio assinar um protocolo com a Liga e também para a entrega deste bem», detalhou Paulo Bacuda.

Segundo o ex- autarca de Cantagalo, a viatura passou a ser gerida pelos jovens de Cantagalo. «A viatura veio para servir as necessidades da liga e da sociedade civil de Cantagalo», precisou.

No entanto Paulo Bacuda, diz ter sido surpreendido no mês de Novembro último, por um oficial de justiça. Foi notificado pelo Tribunal da Primeira Instância na base de uma providência cautelar, que exigia a entrega da carrinha ao fiel depositário ou nos tribunais.

«Procedi todos os expedientes para que a carrinha fosse entregue ao Tribunal. Imediatamente contactei os jovens que geriam a viatura para que entregassem a mesma aos Tribunais. Isto foi desde o dia 26 ou 27 de Novembro», explicou Paulo Bacuda.

Segundo o ex-Presidente da Câmara de Cantagalo, a carrinha Dyna ofertada pela Câmara de Snto Tirso à Liga de Cantagalo, tem 30 anos de idade. Entrou em circulação desde o ano 1989. «É um carro que sempre teve muitos problemas», sublinhou.

Apesar de ser velha a carrinha Dyna, serviu à comunidade de Cantagalo e sempre esteve disponível para atender as necessidades do povo do distrito de Canataglo.

«O senhor Presidente da Câmara de Cantagalo, o senhor Aleixo Pires, é um homem perturbado. Ele sabia que este transporte circulava no distrito com os jovens, e ele poderia recorrer. Em momento algum foi-lhe impedido ou limitado a possibilidade de utilizar o transporte. Se ele não o fez é porque não lhe interessou», pontuou Paulo Bacuda.

O Tribunal da Primeira Instância decidiu com base numa queixa apresentada pela câmara de Cantagalo de Aleixo Pires, retirar a carrinha Dyna de 1989 das mãos da Liga de Cantagalo presidido por Paulo Bacuda.

Na semana passada o Tribunal entregou a viatura oficialmente ao Presidente da Câmara de Cantagalo Aleixo Pires.

Abel Veiga

    9 comentários

9 comentários

  1. Adeliana Nascimento

    17 de Dezembro de 2019 as 9:17

    Paulo Bacudo. Fique quieto. Os teus argumentos, nbão têm razão de ser. Falta muita substância.

  2. PAULO BICUDA

    17 de Dezembro de 2019 as 9:57

    “Nunca foi sua propriedade, e nunca esteve ao seu serviço”, apenas foi “doada à Liga de Cantagalo, uma organização não governamental, criada após o fim do seu mandato como Presidente da Câmara de Cantagalo, que por coincidência das coincidências é presidida por Paulo Bacuda.

    Haja cara de pau nesse País. Não podia ficar calado ?

  3. PINGOLETA

    17 de Dezembro de 2019 as 10:36

    ALEIXO PIRES DEIXA DE POLITIQUICES E TRABALHA,DEIXA DE SER BAIXO

  4. boca pito

    17 de Dezembro de 2019 as 14:50

    Ao dar o benefício de dúvida, reflito:
    O bem foi uma doação feita por uma instituição estrangeira a outra instituição (nacional). Onde estão os documentos todos desse processo desde o BL, levantamento das Alfãndegas, e outros tantos documentos achados necessários, para se saber para que destinatário iria ser afecto o referido veículo?
    Só a partir dessas provas documentais é que se poderá aferir com precisão se o tal veículo era para Liga de Ctglo ou para Câmara de Ctglo.
    Isso de estar aí a justificar o injustificável não convencerá aos que “pensam com a sua própria boa cabeça”.

  5. franciscojosé

    17 de Dezembro de 2019 as 18:27

    ò Bacuda. Essa tua explicação não me convence. Tu não és culpado. Se o Ministério Público investigasse bem essa questão que é simples de esclarecer, acho que aí sim ficaríamos todos satisfeitos.
    Enfim uma terra tão pequena para tantos políticos mesquinhos.
    Só pensam em maldade.

  6. Vanplega

    17 de Dezembro de 2019 as 19:51

    So agora sabes que a carrinha e velha do ano de 1989.

    Para fazer dinheiro e alguns trabalho em teu proveito, nao e velha.

    Deixe disto, a doacao foi feita para Camara de Cantagalo, entraga o que nao e teu, rapaz, mao leve.

    Tas com medo de pagar o tempo todo que andavas a ganhar dinheiro com ela.

    E agora Bacuda, tas feito, acabou a mama

    • quimpo

      17 de Dezembro de 2019 as 23:36

      O Aleixo sempre soube q nao valias nada nem como medico pq n tens relacoes humana qto menos como politico. A tua ira pelo Bacuda nao e de hoje pq sabes q politicamente es zero. Toma juizo e preocupa com os teus processos q estao no tribunal. Quem andou a vender os terrenos de cantagalo em proveito proprio e vc devolve a povo de cantagalo os euros que vc recebeu com a venda de praia pomba. Terrenos de agua ize e por ai fora

  7. Aborrecido com tudo isso

    18 de Dezembro de 2019 as 4:24

    (A carrinha foi doada para liga de Cantagalo que nem existia e a liga nasceu já na actual legislatura que por ironia do destino o presidente é bacuda enquanto deputado da nação e gerida por jovens da liga de Cantagalo, subordinados do deputado).

    Este homem é burro ou tenta fazer se de parvo?
    Ele tenta enganar a nação de que diz ser deputado.
    Papel de um deputado é mesmo este?

  8. Zé de Neves

    18 de Dezembro de 2019 as 10:39

    Analogia da desgraça de uma Nação:

    1 -A Câmara Municipal de Santo Tirso em PT tem há muitos anos um acordo de geminação com a Câmara de Cantagalo em STP.
    2 – Ao abrigo desse acordo, a congénere Portuguesa faz uma doação ao Município de Cantagalo.
    3 – Em data posterior à doação o menino Bacudo funda uma organização obscura chamada de Liga de Cantagalo que desvia um bem doado para benefício pessoal em detrimento do interesse geral, do Município de Cantagalo.
    4 – O Tribunal prova que o legítimo proprietário do bem é o Município e não a Liga
    5 – O menino Bicudo (desculpem-me todos galináceos pelo acrónimo de Bacudo) desdenha do bem caracterizando-o de velho e problemático mas devolve-o de imediato e nem luta um segundo que seja pela sua posse nem que seja para defender a sua posição.

    Conclusão: O menino Bicudo é um artista, daqueles que burla e abusa da confiança e da boa fé dos munícipes portugueses; apropria-se indevidamente de um bem através de falsificação de venda fictícia, peculato, abuso de confiança e usurpação prejudicando os reais destinatários do bem, ou seja, a população de Cantagalo.

    Pede-se ao Ministério Publico, a bem da moralização do sistema, que justifique a sua própria existência e actue exemplarmente, caso contrário todos os que neste momento ainda acreditam no nosso projecto como nação podem muito bem deitar a toalha ao chão e ir criar os filhos para outro país.

    Eu ainda acredito, mas cada vez menos…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo