Política

Governo deu posse ao novo Governador do Banco Central

O Governo do Primeiro Ministro Jorge Bom Jesus, exonerou Hélio Almeida. ex-Governador do Banco Central e o respectivo conselho de administração, e sustentou a decisão com a denúncia de situações anómalas verificadas no processo de reforma monetária, que segundo o executivo culminaram « com a transferência de avultadas somas para uma conta de uma sociedade de direito britânico bem como uma queixa-crime relacionada com denúncia de uso indevido de notas velhas recolhidas no âmbito desta reforma».

A reforma monetária que gerou a nova dobra, custou ao país mais de 1 milhão e 500 mil euros. As novas notas sobretudo de 200 dobras, que entraram em circulação no início de 2018, deixaram de ser vistas nas vésperas das eleições legislativas de Outubro de 2018.

O Governo, apresentou mais razões para por fim ao mandato do governador Hélio Almeida. «As suspeitas de falta de transparência verificada no processo de adjudicação e execução das obras do novo edifício do Banco Central».

20 dias, após o Governo ter decidido em conselho de ministros, exonerar o governador Hélio Almeida e o respectivo conselho de administração, e nomear Américo Barros como novo Governador, a resolução governamental terá tido finalmente a luz verde do Presidente da República(promulgação).

Esta sexta feira, Américo Barros,  tomou posse como novo Governador do Banco Central, numa cerimónia que decorreu no Palácio do Governo. «Acabo de assumir uma responsabilidade enorme num dos períodos mais críticos tanto para economia, como para o sistema bancário são-tomenses. O quadro macroeconómico actual, caracterizado por desaceleração do PIB, subida da inflação, derrapagens orçamental, fiscal e monetária não só provocou o incumprimento de metas quantitativas dos indicadores acordados com FMI e Banco Mundial  como também elevou o custo de vida através de subida generalizada do preço», declarou o novo Governador do Banco Central.

Modernização do sistema de pagamento automático é uma das prioridades do novo Governador, assim como a introdução no sistema financeiro nacional dos cartões de crédito internacionais, como Mastercard e Visa.

Luís de Sousa, ex-Governador do Banco Central, também tomou posse como vice-governador da instituição.

Eugénio Soares outro ex-governador do Banco central, Esperança da Costa e Alcino Baptista de Sousa, formam o corpo do novo Conselho de Administração do Banco Central de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Madredeus.igreja

    25 de Janeiro de 2019 as 18:22

    Denúncias, suspeitas, pari com isto.

    É revoltante, ter que ouvir e ler isto dum governo!

    O quê que os senhores BV governantes, tenhem que fazer neste caso?
    Entregue os homens a justiça. Por amor de Deus. Andamos nisto até quando?

    Não há dinheiro para hospitais, mais os senhores, fazem 3 ou 4 casas

    Não há dinheiro para educação, os senhores, tenhem 3 ou 4 mulheres

    Não há dinheiro para estradas e Saniamentos básico, mais os senhores compram casas na Europa

    Que raio de vida é está. Temos maiores número de desempregados no país. Mais os senhores comem dinheiro da EMAE, ENASA, ENAPOR, ANP, CORREIOS, das ALFÂNDEGAS.

    Ninguém vai ao banco de réus?

    Como vai o governo acabar com a corrupção. Se eles não vão a justiça?

    Devolvam a justiça ao povo, que nós saberemos usá-lo.

  2. Homem Grande

    25 de Janeiro de 2019 as 19:11

    Bom! Ao novo Governador e sua equipa nós “população” damos os Parabéns… Mas queremos ver trabalho e prestação de Contas.. Não é estarem ali a vestirem Fatos e Gravatas e Saltos Altos e saias Travadas e não fazerem nada.

    Os Anos que sr. HÉLIO Cabeça esteve à frente do Banco Central, queremos que se torne público tudo que foi feito e se essas mesmas suspeitas tiverem fundamentos, ministério Público e os Tribunais têm que agir… Povo de Hoje não é Igual a Povo de Ontem…

    Queremos vêr trabalho, quem sabe que não é competente afasta…Trabalhem porque vocês vão ser cobrados depois. Vão ter bons salários, regalias então têm que trabalhar…

  3. arroz podre

    28 de Janeiro de 2019 as 9:30

    Força mano. Chegou a tua vez, faça coisa direitinho, cumpra as normas não deixe levar pela vaidade. Trabalha em equipa, não marginaliza os técnicos.
    Boa sorte

  4. Grupo Me-Zedo

    28 de Janeiro de 2019 as 12:22

    Parabens para novo governador do banco central. Senhor americo barros vai ter que dar provas de sua competencia. Neste governo, poucos sectores estao a dar provas de trabalho. Mas Pelo menos a EMAE melhorou fornecimento de energia e agua, comunicacao social melhorou ja tem bons programas de radio e televisao nao falha muito mais como antigamente e melhorou qualidade, estradas estao a ter buraco tapado nalgumas partes de cidade, mas para alem disso nao se esta a ver quase nada. Esperemos que arroz vem a ser vendido para povo para nao fazer como antigo ministro americo de ADI que guardou bastante de arroz que ate hoje esta no armazem dele a estragar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo