Política

CSD ordenou a cessação das funções do Chefe de Estado Maior das FASTP

O Conselho Superior de Defesa( CSD), órgão de consulta do Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, anunciou esta quinta – feira a cessação das funções do brigadeiro Horácio Sousa(na foto), como Chefe de Estado Maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe.

O anúncio foi feito pelo porta voz do Conselho Superior de Defesa, o Coronel Marçal Lima. Segundo o porta voz, o mandato de 3 anos do brigadeiro Horácio Sousa, expirou a cerca de 1 ano.

O Coronel Marçal Lima, acrescentou ainda que o próximo Chefe de Estado maior das Forças Armadas de São Tomé e Príncipe, será nomeado segundo a lei pelo Governo, que deverá escolher entre os coronéis no activo e com mais de dois anos com a tal patente, para substituir Horácio Sousa como Chefe de Estado Maior das Forças Armadas.

O porta voz não revelou o nome do próximo Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, mas prometeu que será conhecido nas próximas horas.

O Conselho Superior de Defesa, é presidido pelo Presidente da República Evaristo Carvalho, e dentre os membros deste órgão, destacam-se o Primeiro Ministro, o ministro da defesa, os comandantes da guarda costeira e do exército, assim como o comandante geral da polícia nacional.

Abel Veiga

 

    7 comentários

7 comentários

  1. Fusoê

    16 de Maio de 2019 as 22:18

    Agora já dá para divulgar o podre deste irresponsável que se vendeu ao partido politico, manchando a FASTP como nunca desde a sua historia.
    Mais um que devia ir preso.

  2. STP Terra linda e gente boa

    17 de Maio de 2019 as 6:58

    Foi mais um que viveu a custa do estado e dos contribuintes durante 4 anos. Chega. Vem o outro e vai ser a mesma coisa. Vira o disco e a música é a mesma.

  3. Atento aos que sonharam acordados.

    17 de Maio de 2019 as 7:21

    As forças armadas precisam de união e precisam ser respeitados. Acho que só o comandante Paxire é que neste momento reúne condições de unir os militares e fazer a separação de poderes entre política e a classe castrense.

  4. Militar descalço

    17 de Maio de 2019 as 7:43

    Coronel PAXIRE para por ordem na casa e dar dignidade aos militares.

  5. STP Terra linda e gente boa

    17 de Maio de 2019 as 8:36

    Há muita coisa no nosso país que precisa de dar uma reviravolta para o desenvolvimento. Mas para que isto aconteça, precisava no poder, pessoas de carácter. Essa forças armada com tanta gente e com despesas enormes. Sobre tudo a boa vida desses oficiais no quartel e não fazem absolutamente nada. Num país sem guerra, eles deviam ter mais ocupações, em vez de estarem com todos esses benefícios sem produtividade.

  6. STP Terra linda e gente boa

    17 de Maio de 2019 as 10:10

    Mais um que viveu a custa do estado e dos contribuintes durante 4 anos. Chega. Vem o outro e continua a mesma coisa. Só vira o disco, mas a música é a mesma.

  7. raposao

    17 de Maio de 2019 as 20:03

    Esse pais nem de soldados precisa quanto mais de coroneis que nem sabem manusear uma arma.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo