Política

Ministério da Justiça criou Gabinete de Informação e Consulta Jurídica

Ivete Lima Ministra da Justiça(na foto), considerou o gabinete inaugurado nas instalações do seu ministério como um instrumento importante da reforma da justiça. O gabinete vai agir no sentido de dar acesso à justiça aos cidadãos que não têm recursos financeiros para suportar os custos dos processos judiciais.

A Ministra da Justiça citou a constituição política, para provar a importância da abertura do gabinete de informação e consulta jurídica. «De acordo com a constituição política, todo cidadão deve ter acesso a justiça, e a ele não pode ser denegado a justiça por insuficiência de recursos económicos e financeiros», afirmou a ministra.

Um imperativo constitucional, que o Ministério da Justiça promete levar a prática em parceria com a Ordem dos Advogados. «O Ministério da Justiça irá trabalhar em estreita colaboração com a ordem dos advogados de forma a aligeirar e tornar mais fácil o acesso a justiça principalmente aos cidadãos de fraco recurso financeiro», pontuou Ivete Lima.

A bastonária da Ordem dos Advogados Célia Posser, assistiu a abertura do gabinete de informação e consulta jurídica.

A Bastonária, considerou que a iniciativa é boa, mas deixou claro que a Ordem dos Advogados não abre mãos do dinheiro das defesas oficiosas. «Se o ministério da justiça não der a Ordem as condições para fazer as defesas oficiosas, vai ser muito difícil salvaguardar a defesa das pessoas que vêm para este gabinete. A nossa verba que está alocada no Orçamento Geral do Estado tem que nos ser entregue», avisou.

Abel Veiga

    4 comentários

4 comentários

  1. Vanplega

    18 de Setembro de 2019 as 13:17

    Grande novidade, coisa de outro mundo.

    Tudo isto mostra o nosso abraco.

    Atirem aria para nossos olhos, tantos cases para serem resolvido e nada fazem, isto tudo e para desviar bossa atencao.

    Ja agora, quem matou Jorge Santos?

    A justica pode dar-nos a resposta?

  2. Seabra

    18 de Setembro de 2019 as 22:54

    Gostaríamos de conhecer a verdade sobre o atroz crime cometido na madrugada de 2 para 3 de junho de 2018 , na residência do economista Jorge Pereira dos Santos, onde ele foi víctima de uma violenta e mortal execução…foi torturado até à morte , no seu domicílio que se encontra situado há 2 passos da presidência da República,que apesar de guardas à volta, ninguém ouviu a violenta agressão. Como cúmplice que participou no assassinato do economista Jorge Pereira dos Santos, foi a sua vagabunda desgraçada” disfarçada ” empregada de casa , MARLENE, que assistiu à cena e que lhe roubou , encontra-se livre….muitas incoerências , que facilitaria a justiça sãotomense, mas tudo foi se fazendo para CONFUNDIR as provas flagrantes , como a atitude SUSPEITA do governo Trovoada Patrice, onde tentaram abafar o assunto, por prova , não houve nenhum gesto de um único responsável político para condenar tal ato de uma SELVAJARIA que não tem nome. Nenhum homem do Estado sãotomense foi representado no funeral de um filho digno e patriota como foi o Jorge Santos, em toda a sua discrição e humildade.
    Quando é que haverá justiça sobre este assassinato ? QUANDO? Cheguei a pensar na jurista Edite TEN Jua (que era muita amiga dele) , iria se interessar no dossiê do Jorge Pereira dos Santos, com quem ela trabalhou em ABUJA ( Nigéria) , mas afinal ela não quer comprometer-se, prefere ocupar -se do seu bem estar e promoção na sociedade sãotomense…mas ninguém está a abrigo, todos podem vir a ser ou à ter um prôximo víctima desses vagabundos/as criminosos /as que circulam impunimente nas ruas de STP , como a Marlene ,o coveiro do cemitério, e muitos outros em STP e o mandatário que se encontra fora do país ( por instante ).
    Madame la ministra queremos e exigimos JUSTIÇA no caso do crime assassinato do nosso amigo, irmão, do Jorge Pereira dos Santos…não nos devolverá o nosso saudoso amado Bar Boy, mas dar-lhe-á paz lá aonde ele se encontra e os familiares, poderão fazer o luto dignamente.
    Dê-nos uma resposta , porque já lá vão mais de um ano. Há URGÊNCIA ! !!!

  3. pedro sequeira

    20 de Setembro de 2019 as 11:56

    Que gabinete qual o quê, o Afonso, director da cadeia anda sempre a soltar os presos para passarem fins de semana em casa como é que o País vai andar..É só gatunagem…..A ministra da justiça deve olhar melhor para cadeia e tomar medidas sobre esses comportamentos…..se o estado não tem dinheiro para sustentar os presos que soltam todos e pronto e aproveita-se para entregar o pais a outro estado. muita brincadeira…..

  4. MIGBAI

    20 de Setembro de 2019 as 16:51

    Mais um crime que como tantos outros que aqui neste país foram cometidos, vai cair nas calandras do esquecimento.
    É caso para se dizer,STP no seu melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo