Política

NRP ZAIRE cumpre 900 dias de missão em STP

O NRP Zaire, em missão de capacitação operacional da Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe desde 22 de janeiro de 2018, cumpre hoje o seu 900º dia de missão em águas jurisdicionais santomenses.

Esta missão, que decorre de forma ininterrupta, conta com mais de 2400 horas de navegação, tendo percorrido cerca de 21400 milhas náuticas. No mar, realizaram-se 12 ações de busca e salvamento, 24 missões de fiscalização conjunta, 4 ações de segurança marítima no âmbito da pirataria e 7 vistorias a navios, tendo-se identificado duas presumíveis infrações. Acrescenta-se ainda, a participação em 8 exercícios internacionais de promoção da Segurança Marítima no Golfo da Guiné, tais como o OBANGAME EXPRESS 2019, o NEMO, o GRAND AFRICAN NEMO, entre outros.

No âmbito da Busca e Salvamento no mar, o navio tem prestado auxílio a diversos navios em águas jurisdicionais de São Tomé e Príncipe, sendo de realçar o papel desempenhado aquando do naufrágio do navio “Amfitriti”, em abril de 2019, no apoio prestado no combate ao incêndio no navio “Ville D’Abidjan” e, mais recentemente, o auxílio prestado ao rebocador “Bonsai” que se encontrava à deriva em alto mar.

Mas não só de mar se faz a missão do navio Zaire. Em terra, o navio promove diversas ações de formação e treino, particularmente, no âmbito da marinharia, saúde, limitação de avarias e abordagem a navios.

Esta última conta com a presença de um elemento do Corpo de Fuzileiros especializado nesta área. O Corpo de Fuzileiros vê a sua presença reforçada nesta missão, com um outro elemento responsável pela Oficina de botes, incumbido da manutenção dos botes pneumáticos e respetivos motores fora de borda, assim como, da formação de militares santomenses nesta valência.

Entretanto, para além do conhecimento gerado, o projeto tem reabilitado e modernizado algumas infraestruturas nas instalações centrais da Guarda Costeira, com o intuito de melhorar as condições de habitabilidade e de operação dos seus militares.

O assinalar desta data sucede-se à entrega de uniformes e material de proteção para combate à COVID-19, pela Marinha Portuguesa à Guarda Costeira de São Tomé e Príncipe, por intermédio do NRP Zaire.

A cerimónia teve lugar nas instalações da Guarda Costeira santomense, em 8 de julho de 2020, e contou, entre outros, com a presença do Ministro da Defesa e Ordem Interna, Coronel Óscar Sousa, do Embaixador de Portugal, Dr. Luís Gaspar da Silva, do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, Brigadeiro Idalécio Pachire, do Comandante do Exército, Coronel José Maria Menezes, do Comandante da Guarda Costeira, Capitão-de-Mar-e-Guerra Pedro Barros, do Diretor de Política de Defesa Nacional, Capitão Kenente Nascimento, do Adido de Defesa junto da Embaixada de Portugal, Coronel Costa dos Reis, do Encarregado do Núcleo da Missão Naval do Brasil em São Tomé e Príncipe, Capitão-de-Fragata Zeque Monteiro, bem como dos militares portugueses em missão no âmbito da Cooperação no Domínio da Defesa.

Mesmo num contexto de pandemia, o NRP Zaire prossegue a sua missão nas águas de São Tomé e Príncipe, com uma guarnição mista, constituída por militares portugueses e santomenses, dando assim continuidade à Capacitação da Guarda Costeira, mantendo uma elevada prontidão de atuação no âmbito da segurança marítima da região e dos navegantes.

Fonte : Adido de Defesa da Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe 

    Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo