Política

Servir o Povo, Abrir o Futuro —–A meta da luta do Partido Comunista da China

Em 1 de Julho, foi realizada com sucesso em Beijing a Cerimónia de Celebração do Centenário do Partido Comunista da China (PCC), durante a qual o Secretário-Geral do Comité Central do PCC e Presidente da República Popular da China Xi Jinping proferiu um discurso, que reveu a gloriosa jornada de luta nos últimos 100 anos, olhou com expetativas a revitalização da nação chinesa, enquanto declarou solenemente que a China alcançou a primeira meta centenária de construir uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos, erradicando historicamente a pobreza absoluta, e está em marcha em direção à segunda meta centenária de transformar a China em um grande país socialista moderno em todos os aspectos.

—– Colocando sempre o povo no centro, o PCC persiste em unir e conduzir o povo chinês na luta incessante por uma vida melhor. O Presidente Xi disse que, o país é o povo e o povo é o país. O PCC sempre representa os interesses fundamentais das mais amplas massas populares

e compartilha com eles as dores e alegrias, a vida e a morte, não possui nenhuns interesses particulares próprios, nunca representa nenhum grupo de interesse, nenhum grupo do poder ou influência,nenhuma classe privilegiada. O PCC persistirá no propósito fundamental de servir ao povo de todo o coração, apliacar uma concepção de desenvolvimento centrada no povo, desenvolver a democracia popular em todo o processo, defender a equidade e justiça social, esforçar-se para resolver os problemas de desequilíbrio e insuficiência no desenvolvimento, a fim de promover avanços mais notáveis e substantivos no sentido de alcançar um desenvolvimento integral de seres humanos e prosperidade comum de todo o povo.

—– Mantendo a liderança firme do Partido, o PCC persiste em aplicar e desenvolver o socialismo com características chinesas. A história comprova plenamente que, sem o PCC, não haveria a nova China. Tanto a história como o povo têm elegido o PCC. Seguir o nosso próprio caminho é a conclusão histórica que o Partido tirou das lutas ao longo do século passado. Persistindo nos princípios fundamentais do marxismo e na busca da verdade dos fatos, partindo das realidades da China, o PCC vem guiado o povo chinês no avanço de grande revolução social. Na insistência deste socialismo, com seu desenvolvimento e promoção de desenvolvimento coordenado da civilização material, política, espiritual, cultural, social e ecológica, tem criado um caminho novo de modernização com modelo chinês e novas modalidades para a civilização humana. Ao mesmo tempo, deseja aprender e tomar com referência todos os frutos beneficiosos da civilização humana, e respeita o direito dos outros povos em escolher independentemente o seu modelo do sistema e o caminho de desenvolvimento.

—–Seguindo o caminho de desenvolvimento pacífico, o PCC persiste em promover incessantemente a construção de uma comunidade com futuro compartilhado para a Humanidade. A Paz, a concórdia e a harmonia constituem as ideias que a nação chinesa tem buscado e desenvolvido em mais de 5 milénios. No seu sangue não possuem os genes para invadir os outros ou dominá-los . Tem erguido a bandeira de paz, desenvolvimento, cooperação e de benefícios mútuos, aplicado uma política externa independente e de paz, perservando no caminho do desenvolvimento pacífico. Tem promovido a articulação de um novo tipo de relações internacionais, a estruturação de uma comunidade com futuro compartilhado para a Humanidade, e o desenvolvimento de alta qualidade de construção conjunta de “Um Cinturão e Uma Rota”, oferecendo novas oportunidades ao mundo com novo desenvolvimento da China.

A China vem sendo desde sempre o construtor da paz mundial, o contribuinte para o desenvolvimento global e o defensor da ordem internacional. Persiste na cooperação em vez do confronto, na abertura em vez de estagnação, em benefícios mútuos e ganhos compartilhados em vez de jogo de soma zero, combatendo a hegemonia e a política do poder. A nação chinesa nunca atropela, oprime ou subjuga povos de demais países. Não fizemos isso antes, nem fazemos agora, nem faremos no futuro. Ao mesmo tempo, a nação chinesa não permite em absoluto nenhuma força estrangeira a atropelar, oprimir ou subjugar.

—–Defendendo o princípio de Uma Só China, o PCC persiste em impulsionar o processo de reunificação pacífica da Pátria. Como um problema pendente deixado pela guerra civil, a questão de Taiwan define-se puramente um dos assuntos internos e dos principais interesses da China. É inaceitável qualquer interferência de forças externas. Resolver a questão de Taiwan e concretizar a reunificação completa da China é uma missão histórica e um compromisso inabalável do Partido Comunista da China. É também uma aspiração compartilhada por todos os filhos e filhas da nação chinesa. Todos os compatriotas de ambos os lados do Estreito de Taiwan, vão se avançar unidos e tomar medidas determinadas para derrotar totalmente qualquer tentativa de “independência de Taiwan”, trabalhando juntos para criar um futuro brilhante para a revitalização nacional. Ninguém deve subestimar a determinação, a vontade e a capacidade do povo chinês de defender a sua soberania nacional e integridade territorial.

O PCC, firmemente determinado a promover a grande causa duradoura da nação chinesa, está exatamente no auge no momento de chegar ao seu centenário. Na nova jornada, reunirá e liderará o povo chinês para construir uma China mais próspera, forte, aberta e tolerante. Junto com outros países e povos amantes da paz, continuará a promover os valores comuns de toda a humanidade – paz, desenvolvimento, equidade, justiça, democracia e liberdade, com o objetivo de impulsionar as rodas da história em direção esplêndida.

Xu Yingzhen – Embaixadora da República Popular da China em São Tomé e Príncipe

    8 comentários

8 comentários

  1. Delfim

    15 de Julho de 2021 as 18:32

    Já não há pachorra para lermos os anúncios do partido comunista chinês, ainda por cima depois deste maldito vírus

    Fui

  2. Joaquim

    16 de Julho de 2021 as 0:28

    A senhora embaixadora,
    A China concentra-se em seu desenvolvimento e a senhora não precisa de explicar muito aos santomenses.

  3. Cobra branca

    16 de Julho de 2021 as 6:38

    Ja, o melhor do mundo é o comunismo, com liberdade de expresiao, sem cadelhas de re-educaçao, sem presos politicos…. Uma vergonha que Tela Nón apoie o regimen comunista

  4. Maria das Dores

    16 de Julho de 2021 as 8:24

    E sobre o vírus Chinês do Covid 19, alguma palavra?

  5. Zé de Neves

    16 de Julho de 2021 as 11:43

    Ui tanto mel e flores…
    a vantagem de ser Sãotomense e não chinês é que posso dizer o que quiser sem medo e sem a possibilidade de levar um tiro na cabeça… e a isto chama-se democracia. Se o sistema comunista é tão bom porque razão estão os Cubanos na rua a manifestar-se contra o regime comunista esta semana?

    O Telanon deveria abtser-se, por imperativos de imparcialidade, recusar fazer loas a esta ou qualquer ideologia política de origem extremista e que sistemática e comprovadamente, violam os direitos, liberdades e garantias das pessoas e que deram origem aos maiores massacres da história da humanidade.

  6. Liu Linda

    16 de Julho de 2021 as 12:58

    a senhora embaixadora,

    em primeiro lugar declaro que sou um chinês e não falo bem português.
    Gostaria de fazer-lhe uma pergunta profunda
    :a senhora é representante da China ou do partido comunista Chinês? nunca ouvi que um embaixador ou uma embaixadora é representante dum partido.

    sua função é aumentar amizade entre stp e china, não é para fazer publicidade do partido Comunista chinês.

    eu amo China e também amo partido comunista Chinês, tenho respeito comsigo más tenho de falar verdade que a senhora está a sujar o nome da china.

    por favor não faça mais isso.

  7. Antonio Nilson

    17 de Julho de 2021 as 4:29

    Existem problemas em todos os regimes políticos
    Não existe uma democracia perfeita
    Cada país se adapta ao regime que da
    Não devemos desprezar, mas sim aproveitar o que é bom de cada regime, seja ele democrático ou comunista

    • Antonio Nilson

      17 de Julho de 2021 as 5:03

      As empresas privadas Americanas e Corporations do Ocidente é que fizeram transformar e enriquecer a economia da China, em grande parte
      Eles foram lá investir e aproveitar de mão de obra barata sob o controle do sistema duro
      China está crânio. África tem que abrir os olhos e aprender a lição
      Muitos países do mundo estão interessados no interesse particular, no valor e no que precisam para se desenvolverem, etc
      Esta competição entre as nações e os sistemas ou regimes de governação em cada país deve ser analisada de forma objetiva e não baseada na especulação ou propaganda
      A política econômica e social é complexa para cada país
      Temos de entender os detalhes e os pormenores da conjuntura internacional antes de tirar conclusões
      Nós, ser humano, estamos preocupados com coisas banais.
      Lê isso:
      “Colocando sempre o povo no centro, o PCC persiste em unir e conduzir o povo chinês na luta incessante por uma vida melhor.”

      Os dois: democracia e comunista querem vida melhor para todo povo—-foda. Será verdade? Quem acredita nesta fantasia e utopia? BS all over the world because the elite will always impose the rules of the game to their advantage. Some people will succeed, some people will fall to the cracks…That’s just reality of life

      Note: Both USA and China need to work collaboratively to maintain peace, security, stability and harmony in the world with partnership of other nations.

      I respect the United States of America
      I respect China
      África needs to change and to fight to get better and to transform to earn the respect it deserves

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo