Política

IMAP assinou memorandum em Portugal para formar quadros são-tomenses

O Director Geral do Instituto Marítimo e Portuário de São Tomé e Príncipe (IMAP), Aléris Frank do Nascimento Mendes, assinou na quarta feira em Lisboa, um Memorando de Entendimento (MdE) com a Direcção Geral dos Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), a FOR-MAR — Centro de Formação Profissional para Pesca e Mar, e a Escola Superior Náutica Infante Don Henrique.

O Memorandum de Entendimento visa ajudar o reforço da capacidade institucional dos sectores marítimos em São Tomé e Príncipe, em particular, o IMAP, no que concerne a formação e capacitação, digitalização dos procedimentos dos processos administrativos da Administração Marítima, bolsas de estudos ao nível superior e profissional na área marítima, estágio/praticagem, assessoria técnica, etc, cujo fim é elevar o país para lista branca da Organização Marítima Internacional (IMO), garantindo mais e melhor segurança e proteção aos navios que navegam nos mares de São Tomé e Príncipe.

Cerimónia de assinatura do memorandum

«Este Memorando de Entendimento irá permitir ainda este ano, jovens e quadros santomenses prosseguirem seus estudos superiores, técnicos e profissionais na área marítima nos diversos centros de formação académica portuguesa», afirmou Aléris Frank director do IMAP de São Tomé e Príncipe.

O Ministro da Economia e do Mar de Portugal, António Costa e Silva, e o Ministro das Infraestruturas e Recursos Naturais de São Tomé e Príncipe, Osvaldo Abreu marcaram presença na cerimónia e homologaram o Memorandum de Entendimento assinado pelas instituições portuguesas e são-tomenses.

Os dois ministros homologam o Memorandum de Entendimento

Segundo a nota do Instituto Marítimo e Portuário a assinatura do Memorandun decorreu no Ministério da Economia e do Mar de Portugal, na Praça Luís Camões, em Lisboa.

Téla Nón / FONTE – IMAP

1 Comment

1 Comment

  1. Fuba cu bixo

    1 de Julho de 2022 at 22:23

    Estamos sempre a assinar memorandun que nunca deram em nada, memorandun em memorandun desde 1975 e estamos na porcaria é mais uns milhões para bolsos dos camaradas.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top