Eleições presidenciais

Posser exige que a CEN esclareça as reclamações em torno das eleições de domingo

O candidato apoiado pelo partido MLSTP, no poder, diz que está preocupado com a polémica que se instalou em torno dos resultados das eleições presidenciais de 18 de Julho.

«Vejo com alguma preocupação, esta polémica a volta dos resultados das eleições presidenciais….A nossa candidatura tudo vai fazer para ajudar a Comissão Eleitoral Nacional a esclarecer de uma forma definitiva e inequívoca a todo o povo santomense o que se passou para que não fique qualquer suspeita a volta do nosso acto eleitoral… para que possa ser esclarecido as eventuais reclamações feitas pelas outras candidaturas», declarou.

Guilherme Posser da Costa, manifesta-se confiante, agradeceu ao eleitorado pela aposta na sua candidatura, mas avisou que a luta ainda não acabou.

«Estamos a meio caminho, ainda temos que lutar porque o nosso objectivo principal não foi ainda atingido. E o nosso objectivo principal é levar o povo ao palácio do povo…», precisou.

Para conquistar o Palácio do Povo, Posser da Costa terá que melhorar muito o seu desempenho junto aos eleitores. Na primeira volta conseguiu 20,75% dos votos expressos nas urnas. Para ser eleito Presidente da República, é preciso arrecadar 50% mais 1 voto.

Os jornalistas perguntaram ao candidato se vai pedir apoio do terceiro candidato mais votado, Delfim Neves que é também Presidente da Assembleia Nacional.

«Eu quero ser presidente de todos os santomenses, mesmo daqueles que não votaram em mim…», assim respondeu Guilherme Posser.

A imprensa procurou saber se Posser da Costa já estava a negociar apoio para a segunda volta, com os seus camaradas de partido que concorreram às eleições presidenciais, e foram derrotados nas urnas.

«Eu não queria responder a esta questão, porque é realmente extemporânea. Como deve compreender são facto que não se torna público…» afirmou Guilherme Posser da Costa.

Continua aberta a luta política para a conquista do cargo de Presidente da República de São Tomé e Príncipe.

Abel Veiga

    6 comentários

6 comentários

  1. Andorinha

    20 de Julho de 2021 as 17:38

    S.tomé e Príncipe só conhecerá prosperidade e dias melhores quando se livrar destas escomalhas do MLSTP.
    Nada que o Guilherme Posser e esta gente do MLSTP conseguiu na vida foi por mérito próprio eles não sabem fazer outra coisa se não sambacar os bem públicos comprar casas na Europa.

    • Antonio Nilson

      23 de Julho de 2021 as 10:01

      Eu não concordo com essa coisa de corrupção e com muita dor e tristeza descobri a realidade sobre os Africanos que saquearam e roubam a riqueza do povo Africano para investirem no estrangeiro, sobretudo no Ocidente onde não nos valorizam.
      Todavia:
      Meu povo Santomense, escuta-me atentamente: o candidato à Presidência da República de São Tomé e Príncipe mais preparado para aguentar a “batida” do mundo corrente é o Sr. Dr. Guilherme Posser da Costa, não obstante os defeitos que ele eventualmente tem, e também devemos frisar que o defeito é uma característica humana—-ninguém e perfeito/a;. Entretanto, quando o mundo se transformar com uma outra realidade mais positiva, de virtudes inspiradas pelos os nossos heroes do passado, assim poderemos escolher um candidato que refletirá a realidade na altura própria. Ser um líder de uma nação na atual conjuntura política não é uma matéria fácil para nenhum político inexperiente. Temos que ter esperança de uma vida melhor e um STP e Africa estável e feliz. Quem descorda com a possibilidade de nós construímos um país mais saudável se todos trabalhamos com o objetivo comum de melhorar e mudar o “status quo”? A instabilidade política e o desentendimento entre as pessoas não é a via para nós seguirmos. Eu gostaria de dar o meu apoio ao desenvolvimento do continente Africano e lutar para a melhoria do nosso povo sem nenhum interresse ou ambição pessoal. Toda a gente de bom coração e boa vontade de fazer o bem e melhor, nós todos temos de continuar a estudar e pesquisar alternativas para compreender qual é o alvo que a nossa gente quer alcançar, independentemente de diferenças de ideias ou estratégia. Devemos começar agora a combater aquilo que nos tem atrasado o desenvolvimento e a solidariedade entre nós, mulheres e homens, velhotes e crianças rumo ao desenvolvimento a nossa nação contribuindo de forma objetiva e com boa fé para a prosperidade d’Africa—- Leve leve…
      Eu acredito em São Tomé e Príncipe e na maioria dos Santomenses em reverter o rumo actual para uma outra direção dirigida ao progresso enquanto mantemos e valorizamos os valores culturais, históricos e conservativos que definem todos os Santomenses, dentro e fora do país.

  2. Gentino Plama

    20 de Julho de 2021 as 17:41

    O longo caminho percorrido desde a nossa afirmação como um estado soberano até os dias de hoje, a experiência acumulada faz deste candidato um ser dotado muitas valias em relação ao seu opositor, que nada da política entende, se não, estar a reboque do seu patrono que apenas e só pensa em saque ao País.
    Posser da Costa em momento algum e que tenho a memória, abandonou o País, embora nalguns momentos menos sóbrio. Foi infortúnio como deve calcular, não obstante alguma ação levada a cabo. Todavia, isso não lhe retira a honra e mérito de se representar São-Tomé e Príncipe a mais alto nível. Comparativamente com o candidato oposto, Posser da Costa é capaz de discernir, e advogar por uma causa que a priore requer a reflexão do grupo.
    Referente ao seu opositor permita que lhe diga, é um homem aquém da política, lacónico e com imensa dificuldade de se expor em público. Não possui a capacidade oratória e sempre espera pelo coletivo numa clara posição de incapacidade. É claro que certa matéria requere imediata resposta do representante, e que a meu ver, Carlos Vila Nova não é o mais indicado para a função que concorre.

  3. Gregorio Furtado Amado

    20 de Julho de 2021 as 18:51

    Deixe de demagogia. Levar o povo ao Palácio do povo? Que povo se nenhum dos ministros do seu partido concede audiência. Queres ir para continuar a maltratar o povo e contribuir para seus camaradas continuar a delapidar o bem que pertence ao povo. Um governo que cerca o espaço de domínio público (jardim) o que espera de um presidente desta ala? O povo não pode ter acesso a um jardim a beira mar? Nem o senhor nem o seu governo podem ir todos ao inferno.

  4. Fuba cu bixo

    20 de Julho de 2021 as 19:53

    Um cinismo sem modos por parte do Guilherme Posser, o Presidente da comissão eleitoral é membro da comissão política do MLSTP ele que explique aonde foi parar quase 5 mil votos que andam desaparecido.
    Os cerca de 5 mil votos foram desviados dos outros candidatos para permitir que Posser va a segunda volta
    Da mesma maneira que o mundo lutou contra os Nazis para desaparecem temos que desaparecer também com o MLSTP para bem de S.Tomé e Príncipe.

  5. Matabala

    21 de Julho de 2021 as 9:40

    Já conhecia o conservadorismo dos eleitores do MLSTP – estes normalmente votam sempre no candidato escolhido pelo comité central nem que seja o capeta próprio, são relógio sem cabeça não pensam por si mesmo e depois falam dos outros que seguem “chefe”…tudo farinha do mesmo tacho. Fico satisfeito da chapada que foi dada a Delfim pelo meu povo mas confesso surpreendido por não ter sido ele para segunda volta…acho que foi tramado pelo MLSTP e esses resultados levantam muitas duvida…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo