Destaques

Turquia através da Fundação Maarif entra no sistema de ensino de STP

O governo são-tomense através do ministro dos Negócios Estrangeiros Urbino Botelho, assinou na quarta-feira, acordo com o Director da Fundação turca designada Maarif, para a implantação da entidade turca no sistema de ensino são-tomense.

Um sistema de ensino privado, que abre as portas no dia 2 de Outubro próximo para já a nível do pré-escolar. Hayrettin Bediz Saraçoglu, Director da Fundação Maarif em São Tomé, saudou na sala de reuniões do Ministério dos Negócios Estrangeiros, o papel desempenhado pelo Primeiro-ministro Patrice Trovoada e pelo governo são-tomense no seu conjunto, para que o ensino turco fosse realidade no país através da Fundação Maarif.

O Director da Fundação que assinou o acordo com o ministro dos negócios estrangeiros, explicou que a fundação não vai implementar um programa autónomo de educação, mas sim vai seguir o programa nacional de educação.

Segundo Hayrettin Bediz Saraçoglu, o ensino da língua turca, será a grande novidade, tendo em conta que os alunos mais destacados, serão mais tarde enviados à Turquia para formação superior.

O processo de ensino da Fundação Maarif, envolve a pré-escolar, ou seja, começa nos jardins-de-infância, e progride até o nível liceal.

Crianças dos 4 a 5 anos, são os primeiros alvos do ensino turco, que assim vai acompanhar todo o processo de formação do futuro homem são-tomense até o nível liceal. Os melhores beneficiarão de uma bolsa de Estudo na Turquia.

Por isso, Hayrettin Bediz Saraçoglu, disse na ocasião que os frutos da assinatura do acordo, serão colhidos dentro de 15 anos.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Urbino Botelho, anunciou todo o apoio do Governo em relação a entrada do ensino turco no país, tendo considerado que abre mais opções de escolha para formação do homem são-tomense e ajuda a fortalecer o sistema de ensino no país.

A Fundação Maarif, é suportada pelo Governo da Turquia, e tem apoio directo do Presidente Recep Erdogan. Está presente em alguns países africanos como Nigéria e Marrocos, e apoia também o sistema de ensino no Afeganistão.

Abel Veiga

    5 comentários

5 comentários

  1. EX

    15 de Setembro de 2017 as 17:19

    Muito cuidado e atenção com o ensino de Islão,e a radicalização.
    O Homem são-tomense já tornou um alvo facil para esse tipo de situação tendo em conta a falta de confianças e poucas oportunidades, e cria um certo desespero e frustação.
    E ai nasce a radicalização, e por sua vez jovens deviante.

  2. Justim

    16 de Setembro de 2017 as 14:25

    Uma vergonha pra quem ve isso com bons olhos pegarão peixe podre meteu no poder esta tudo a podrece jabo ca leva bo eeee pixi podle,o povo piqueno não quer dar ouvidos a verdade pagara amanha os seus filhos e netos.

  3. Lemba

    16 de Setembro de 2017 as 23:46

    Acho complicado implantar essa religião Muçulmana aqui em São Tomé e pode até levantar muitos problemas, por exemplo, segundo essa religião, a mulher que engane o homem é condenada á morte por apedrejamento, ora em São Tomé não tem assim tanta reservas de pedra como em outros países, já temos muito problemas com areia e também corre-se o risco do país no futuro poder ficar quase só com população masculina

  4. Refugiado Económico

    18 de Setembro de 2017 as 15:42

    Por algum motivo até hoje a Turquia não entrou para a comunidade europeia e as perspectivas de um dia poder entrar são muito baixas.
    E lá vamos nós por força de vontade de um político que só vê para o seu umbigo fazer esta aproximação.
    Com aquele presidente fantasma estamos entregues a Acção dos Demónios no Inferno (ADI).

  5. Marco Melo

    20 de Setembro de 2017 as 21:27

    Há um proverbio português que diz claramente.
    ” Diga-me com quem andas e dir-te-ei quem tu és. Herdogan é um rejeitado no Mundo por causa da sua politica contra os jornalistas e opositores. Só aceita a religião Islã Sunita e não Xiita.
    A Europa não quero que a Turquia entre na União Europeia.
    A aproximação perigosa deste Governo que teve como mentor o ministro Olinto recordo quando a cabeça de João Baptista foi entregue na bandeja só para satisfazer a vontade e ambição pessoal.
    Estamos a entregar uma nação inteira aos caprichos do 1º. Ministro PT. O que vamos ganhar com isso meus compatriotas?
    Herdogan + Tropa ruandesa = MASSACRE, HUMILHAÇÃO dos Opositores.
    Vem Senhor meu DEUS nos salvar do BEZEBU e os seus cúmplices.
    Temos que unir todos numa corrente de oração independentemente da sua crença religiosa ou filiação partidária.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo