Sociedade

Juventude saiu à rua em protesto contra regresso da Escravatura na Líbia

O fenómeno da escravatura que está a ser denunciado na Líbia provocou uma manifestação nas ruas da cidade de São Tomé, e com concentração e vigília diante da embaixada da Líbia na capital São Tomé.

A organização “ Jovens da Sociedade Civil”, disse que protagonizou a manifestação como um gesto de solidariedade para com as vítimas das acções de escravatura, e também para vincar o repúdio da sociedade civil são-tomense, face ao ressurgimento da escravatura na Líbia.

A embaixada da Líbia em São Tomé reuniu-se na passada quinta feira com os organizadores da manifestação pacífica, no sentido de demovê-los, mas não teve êxito.

Salahiddin Aissa, encarregado de negócios da embaixada da Líbia, explicou a imprensa e aos organizadores da manifestação de que o Estado Líbio não pratica qualquer acto de escravatura. « Na Líbia o Comércio de seres humanos é uma actividade individual. O Estado líbio não pratica tais actos», afirmou o encarregado de negócios.

A embaixada da Líbia em São Tomé juntou a sua voz ao coro de condenação total contra os actos inumanos que têm sido denunciados pela imprensa internacional.

O encarregado de negócios da Líbia reconheceu que o Governo da Líbia, não tem controlo sobre todo o território líbio. «Tendo em conta a dimensão do país, é verdade que o Governo líbio não controla todo o território nacional», frisou.

Pelos direitos humanos, e pelo respeito a dignidade humana, jovens são-tomenses sairam as ruas na tarde da última sexta – feira em manifestação pacífica, contra a escravatura na Líbia.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. Clemilson souza

    5 de Dezembro de 2017 as 4:05

    Deviam fazer manifestação contra o desmatamento das florestas são tomense , contra a corrupção dos políticos da pobreza e desemprego da população ?

  2. jao seria

    5 de Dezembro de 2017 as 7:35

    Estou preocupado com esssa situação uma das medidas seria acabar relações diplomaticas com esse Estado.

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo