Sociedade

ROSEMA : Mais um proprietário da fábrica dá a cara

Nas redes sociais, um cidadão português actualmente residente no Canadá, apresenta-se como sendo o proprietário inicial da Cervejeira Rosema, quando em 2009 o Tribunal de Lembá na altura sob mando do Juiz Augério Amado Vaz, iniciou a operação de venda da cervejeira, sem o aval do Tribunal de Angola que tinha solicitado apenas a penhora da fábrica de cervejas.

O cidadão português que se chama José Luís Tavares de Lima, conta quase toda a história corrupta que envolveu o negócio de venda da cervejeira Rosema, e tece duras acusações ao deputado Nino Monteiro. Diz que Nino Monteiro robou-lhe a fábrica. Acusa o deputado de ser corrupto e considera que Nino Monteiro e a Rosema, estão a ser protegidos por pessoas corruptas.

Mais uma história da cervejeira Rosema que mistura Jogo no Casino, muitas mulheres para sexo, e lavagem de dinheiro, contada por José Luís Tavares de Lima a volta do negócio envolvendo o Patrão da Cervejeira Rosema. Tudo numa entrevista em video que está a circular nas redes sociais, e em espaços de debate on line sobre São Tomé e Príncipe.

Temas:O VERDADEIRO DONO DA FÁBRICA ROSEMA QUE QUER QUE A FÁBRICA SEJA DEVOLVIDA AO MELO XAVIER O NINO MONTEIRO E OS NEGÓCIOS OBSCUROS. Convidado: José Luís Tavares de Lima, Português ( Açoriano) residente em Canadá. MODERAÇÃO: Octávio Bandeira

Publiée par Informar COM verdade sur lundi 11 juin 2018

 

  

    9 comentários

9 comentários

  1. Metido a Besta

    12 de Junho de 2018 as 22:26

    Tudo a condizer com os relatos da opiniao publica, e so acho estranho que uma empresa de direito Sao Tomense alguem tenha feito um registo de compra e venda num cartorio Portugues e nao na Embaixada de Sao Tome % Principe em Portugal,

    Quanto ao resto esta tudo muito claro num acordao de STJ e infelizmente , temos um governo apostado em afrontar do que cumprir e fazer cumprir respeitando ele propio a Lei e a Constituicao.

    Triste e vergonhosa aquela explicacao da ministra da Justica de Sao Tome & Principe. vai ponto de fazer afirmacao em relacao ao STJ de Angola atribuindo decreto que nunca existiu,

    Ninguem espera que um governo seja composta por gente burra, meno qualificado e perante uma situacao de foro internacional continua com a fuga para frente.

    Uma coisa seria nao gostar de Juiz ou de seu acordao e outra coisa seria nalisar seus fundamentos e seu enquadramento legal perante a Lei.

    A pior caisa que pode acontecer na vida dos povos seria ser governado por mediocres

  2. Zani

    13 de Junho de 2018 as 0:22

    Isso parece mais manivela mexicana!
    Infelizmente tem gente desocupada demais nesse país metido em investigadores e criminalistas.
    Que pena!
    Manda esses gajos trabalhar pra ocupar a mente!
    Há meses à trás veio um tal de Peter com acusações falsas e essas mesmas desmentidas pelos seus ex-colegas búfalos!
    Agora vem este senhor que não tem o que fazer e com ajuda de um santomense trazer elementos desconhecidos e acredito inexistentes acerca da Rosemary!
    Êpá tenham a santa paciência pá!
    Acham o quê? Que são Tomé e Príncipe é um quintal pra lavar vossas ruas sujas ou o quê?

  3. Conobia

    13 de Junho de 2018 as 8:05

    Fica claro que estamos perante o mais corrupto governo da nossa história. O governo fez de tudo para proteger o Nino Monteiro. Sabe-se e sempre se soube que esse cidadão é um corrupto. Agora o governo liderado pelo também corrupto Patrice Trovoada tem que prestar contas à nação sãotomense. Destruiu um órgão de soberania por causa de um corrupto. O igualmente corrupto presidente da república entrou no jogo. Estamos nu.m pântano que nem o mais alto magistrado da nação sai ileso. STP deveria ir de imediato às eleições gerais. Temos que nos indignar contra esses escumálias!

  4. Descamizado

    13 de Junho de 2018 as 11:29

    Cabe para alem do Juíz corrupto de Lembá Augério Amado Vaz o Afriland First Bank pronunciar-se a esta macabra vergonha que envolvem alguns corruptos membros do Governo e políticos de S.Tomé e Príncipe.No mesmo negócio criou-se elementos fantasma como Rosema Imposto,Rosema,Soveny e muitos mais. Para acabar com esta incerteza, porquê que o Ministério Público não averigua os elementos expostos pelos jornais e outros órgãos digitais.

  5. José Carneiro

    13 de Junho de 2018 as 14:01

    O bandido do Octávio Bandeira há muito que estava a pedi-las, agora leva com um processo crime para aprender a ser gente. Associa-se a um outro bandido fazendo passar um vídeo sem pés nem cabeça para denigrir certas pessoas e descrebilizar instituições do País. O Octávio que assuma as consequências das suas brincadeiras sentando muito brevemente na cadeira do réu .

  6. Zagaia

    14 de Junho de 2018 as 13:15

    Sr.José Carneiro,Sr.acha que isso é uma peça de teatro? Sr. e os outros que pensam como sr. estão enganados. Fica sabendo,que isso não é montagem,é verdade,sò é pena as nossas autoridades não ligarem a isso e nem noticiarem nada no telejornal,por algum motivo existe. Só, é pena ,quem sofre com as consequência da corrupção, é o povo de São Tomé e Príncípe. Um bem haja.

  7. Álvaro Sousa

    14 de Junho de 2018 as 18:58

    Quando tudo se despoletou alguém havia dito no seu comentário o seguinte: “…. O Nino Monteiro enganou o Patrice, por não lhe contar toda verdade das suas fac-atroas …” em diante perguntava:”… se na verdade o Nino comprou a fabrica e tem todos os documentos legais passados pelo legitimo dono que lhe vendeu, por que não pede a pessoa que lhe vendeu, para vir ao público explicar toda a verdade em sua defesa…? Estas questões foram avançadas de propósito porque se sabia que tratava-se de um tramóia montada por um bando de bandidos a saber: cabeça de Lista – Nino Monteiro, segue-se Algerio Amado Vaz e Roberto Raposo. Com a conivência do Silvestre Leite e José Bandeira. O tal de José Lima participou na montagem financeira para transferência do dinheiro limpo, por isso foi lhe passado o contrato de compra e venda para justificar o valor transferido. Mas, o Nino como sempre não cumpre o que combina com ninguém, passou a perna a todos, mesmo aqueles que receberam algum, também foram prejudicados porque não recebeu o valor acordado e agora o Nino vai ter que arcar com as consequências. No computo geral todos esses senhores devem ser chamados a justiça e cada um responder pelo crime cometido, desde burla, lavagem de capital, falsificação de documentos, trafico de influências, abuso de poder dentre outros. O Patrice também não pode ficar impune!!! Finalmente, agora, já se sabe quem são os verdadeiros corruptos em S.Tomé e Príncipe… Fui

  8. Quilixe Furtado

    17 de Junho de 2018 as 6:07

    Será que Patrice não sabia abraço initio que nino é pequenino?

  9. Zani

    18 de Junho de 2018 as 14:25

    quando se fala de competência, significa no fundo, verificar o perfil ideal dos comportamentos, conhecimentos, processos envolvidos para o sucesso de uma função – é isso que juízes que foram mandados para casa pela maioria dos deputados da Assembleia Nacional (AN) não têm ou não possuem.

    O que a maioria dos deputados fez, foi verificar, comparar e decidir. Isto é, verificar as competências dos juízes (agora exonerados) e comparar com a função do tribunal no contexto atual do nosso país. E, percebe-se para os que querem ver, que os perfis dos juízes ora exonerados estão completamente desajustados com a função que desempenham, por isso temos tido o desempenho que conhecemos dos referidos juízes – medíocres, familiaridade deliberadamente por desregramento e corrupção nos tribunais.

Deixe um comentário

Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo