Sociedade

Agricultor Abel, dá apoio alimentar ao hospital Central Ayres de Menezes

Na luta contra a Covid-19 em São Tomé e Príncipe, Abel Bom Jesus(à esquerda na foto), jovem agricultor na localidade de Mesquita, levou ajuda alimentar ao hospital Central Ayres de Menezes.

A terra fértil da localidade de Mesquita, devidamente picada e remexida pelas enxadas de Abel Bom Jesus, produz hortaliças e frutos tropicais de boa qualidade.

Pelo menos 500 quilos de produtos diversos, destacando-se ananás, pimentão, couve, beringela, mamão etc etc, reforçaram a dispensa do Hospital Central Ayres de Menezes.

Abel Bom Jesus, disse ao Téla Nón que o hospital central atende toda a população de São Tomé e Príncipe. «Por isso a nossa ajuda acaba por atender gentes de todo o país», afirmou.

Numa altura em que o principal hospital do país, começou a receber os primeiros casos do novo coronavirus, o agricultor considera que a produção do seu campo, poderá «contribuir para o reforço da alimentação dos doentes internados e também aumentar a imunidade dos mesmos», frisou.

Com 37 anos de idade, e 25 dedicados ao trabalho agrícola, Abel Bom Jesus, disse ao Téla Nón que a Cadeia Central, única penitenciária do Estado santomense, é o próximo alvo da sua campanha de solidariedade alimentar. Esta sexta feira vai ofertar uma grande quantidade de hortaliças e frutas ao estabelecimento prisional.

Abel Veiga

    7 comentários

7 comentários

  1. Vanglega

    23 de Abril de 2020 as 20:25

    Se todos nos Sajtomenses, temps condicoes para ajudar, porque nao.

    Como tirador de vinho Palma, nao posso dar, ja que os doentes nao podem beber, irei auxiliar doutra forma.

    Chamo atencao, que ajuda agora efectuada, nao e para senhores directors, levarem para suas casas, nem tao pouco senhores da continha.

    Ajuda e para os doentes, aguentem da melhor forma para os doentes.

    Sei como e

  2. A Verdade

    24 de Abril de 2020 as 9:41

    Não querendo ser mauzinho, deixem-me dizer que tem sido excelente a partilha do que foi entregue no hospital.
    Foi pena não ter sido em quantidade suficiente para todos os auxiliares, enfermeiros e pessoal médico.
    Mas alguém no seu perfeito juízo pode pensar que eram os doentes que imitiam comer o que foi entregue.

  3. profeta

    24 de Abril de 2020 as 10:25

    muito bem cidadão exemplar, que o teu gesto seja registado na memória desde povo, em particular aos utentes pacientes do Hospital Ayres de Menezes, em nome dos mesmos, o povo agradece. Nesta senda aproveito para solicitar,…….??…. cadê o gesto solidário, desses camaradas que a vida toda andaram a roubar e a enriquecer as custas da miséria desse povo, não preciso sujar o meu texto citando os seus nomes, mas quero lhes deixar um recado, …” haviem-se façam boas obras, abram o coração, lavem e abram as mãos enquanto é tempo,já não há hospitais de europa para atender simples dores de cabeça, pé “ovo” e muclúclú…..,…
    quem sabe só assim Deus compadecerá de vossa elma…

  4. Nita

    24 de Abril de 2020 as 11:44

    Parabéns jovem. Deus vai acrescentar mão e mais.!!

  5. Dar César o que é de César

    25 de Abril de 2020 as 11:14

    Muito bem Abel, meus parabéns! Deves concentrar a fazer o bem. Não estejas na rua a fazer polítiquices a favor de um bandido corrupto que usa política para saber da sua vida, quando cai o poder foge para mais além. Abel tu és trabalhador não dê cobertura a um bandido preguiçoso.

  6. Eduardo

    25 de Abril de 2020 as 14:40

    parabens Deus vai-te ajudar…

  7. Quilixe Furtado

    27 de Abril de 2020 as 7:27

    Isso mesmo.sao os 30 mil USD de que beneficiaste.
    Nem todos os jovens agricultores tiveram esta chance.
    Valeu!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo