Sociedade

Vacinação contra Covid-19 será “maior campanha em massa” da África

PARCERIA -Téla Nón / Rádio ONU 

Fase inicial envolve  90 milhões de doses a partir de final de fevereiro; OMS destaca que imunização ajudará os 3% da população que mais precisam de proteção; plano de implementação foi anunciado pela iniciativa Covax.

A imunização de africanos contra a Covid-19 começa em fevereiro com cerca de 90 milhões de doses da vacina.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, OMS, a iniciativa promovida pela Covax será a maior campanha de vacinação em massa da África. O mecanismo envolve 92 economias de baixa e média rendas.

Fabricantes

Diante da crescente demanda por vacinas, os lotes finais serão baseados na capacidade de produção dos fabricantes e na prontidão dos países.

Na fase inicial, o total de 90 milhões de doses ajudará os países a imunizar os 3% da população que mais precisam de proteção, incluindo profissionais de saúde e outros grupos vulneráveis, no primeiro semestre do ano.

De acordo com a OMS, a região africana tem mais de 3,6 milhões de casos confirmados da Covid-19. Mais de 3,1 milhões de pessoas se recuperaram da doença e outras 94 mil perderam a vida.

A diretora regional da agência em Africa, Matshidiso Moeti, disse que a região tem observado outras regiões vacinarem suas populações, enquanto espera.

Unicef/Translieu/Nyaberi
Meninos lavam as mãos para evitar transmissão de Covid-19 no Quênia

Primeiro passo

Para a representante, o plano de implementação é um primeiro passo para garantir que o continente tenha acesso equitativo às vacinas.
Matshidiso Moeti disse que o anúncio da iniciativa Covax permite que os países ajustem seu planejamento.
O pedido feito às nações é que estejam em prontidão e finalizem seus planos nacionais de implementação de vacinas sem “desperdiçar uma única dose”.

    2 comentários

2 comentários

  1. SANTOMÉ CU PLIXIMPE

    11 de Fevereiro de 2021 as 14:43

    PORQUE NÃO MAIOR CAMPANHA NOS OUTROS CONTINENTES?

  2. Ralph

    12 de Fevereiro de 2021 as 0:27

    Espero que isto funcione tão bem como a OMS tenciona. Como refere o artigo, muitos países desenvolvidos estão envolvidos numa corrida para comprar todas as doses possíveis das vacinas, porque têm o dinheiro e os sistemas de saúde e planeamento necessários para o fazer. Mas isto deixa os países africanos numa situação preocupante, sem os recursos para competir com a nações ricas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo