Sociedade

NOTA DE IMPRENSA

O Observatório Transparência STP é uma iniciativa da sociedade civil que surgiu em 18 de Abril de 2020, durante o contesto da pandemia da COVID-19, para contribuir de forma patriótica e determinante na gestão mais transparente e efetiva dos recursos públicos, promoção da participação social, melhor administração das políticas de saúde, bem como na promoção e proteção dos direitos humanos, liberdade de Imprensa e de expressão, através de elaboração de conteúdos técnicos audiovisuais a partir de Manifestos, Informações, Análise, Investigações e questionamento sobre as comunicações e ações dos decisores públicos.

O Observatório Transparência STP é uma associação para o exercício da cidadania, democrática e apartidária, regida por estatuto próprio constituído no Cartório Notarial de São Tomé e Príncipe e congrega nas suas fileiras mais de 50 membros de variadas áreas de formação e ideologias, residentes no país e no estrangeiro.

Apesar de algumas tentativas de intimidações e condicionamento das suas ações, o balanço do Observatório Transparência STP tem sido amplamente positivo, tal como se denota dos milhares de visualizações nas suas plataformas e dos constantes incentivos e participação de cidadãos e organizações nacionais e estrangeiros em relação a continuidade das suas ações, em prol de mais transparência e maior efetividade na gestão dos recursos públicos.

Os trabalhos do Observatório Transparência STP têm contribuído para persuadir e prevenir situações gravosas de desvios, atuações lesivas para o erário público e outras práticas que revelam pouca acuidade e transparência na gestão da coisa pública.

O controlo social ativo e o acompanhamento das ações e decisões de todos aqueles que direta ou indiretamente atuam em nome do Estado são-tomense e das instituições da República constituem o principal foco do Observatório Transparência STP, que tem a sua própria linha editorial norteada pelo escrutínio e o controlo permanente das ações de todos aqueles que, no presente ou no futuro, tenham a seu cargo a gestão dos recursos públicos nas suas diferentes áreas e dimensões.

Salientar ainda que não é competência ou tarefa deste Observatório investigar os eventuais atos de má gestão ou corrupção praticados por cidadãos anónimos ou anteriores governos ou decisores públicos, uma vez que esta é a função e responsabilidade dos órgãos públicos inseridos no sector da Justiça, cabendo apenas a este Observatório questionar as suas respetivas decisões ou exortar para a correta aplicação das leis em vigor.

O Observatório Transparência STP reafirma a sua firme convicção em continuar a contribuir, no presente e no futuro, para a promoção de mais rigor, transparência e responsabilidade na tomada de decisão e gestão dos recursos públicos por parte dos governantes de São Tomé e Príncipe. Uma vez mais apela-se a todos os cidadãos e amigos de São Tomé e Príncipe, que anseiam por um País melhor que participem nesta iniciativa, com vista a mais transparência e maior efetividade na gestão dos recursos públicos.

O Observatório Transparência STP reitera que o seu papel, enquanto iniciativa da sociedade civil, é o de questionar, alertar e contribuir para a defesa da legalidade, dos direitos fundamentais dos cidadãos, da transparência e melhor comunicação por parte dos decisores públicos, cabendo a estes, no âmbito das suas responsabilidades e funções, tomar as decisões com vista a salvaguardar o interesse público, no estrito cumprimento das leis em vigor e das regras da democracia que fundamentam o nosso Estado.

São Tomé e Príncipe 14 de Fevereiro de 2022

OBSERVATÓRIO TRANSPARÊNCIA STP + transparência > efetividade

3 Comments

3 Comments

  1. Ana

    14 de Fevereiro de 2022 at 15:23

    Resumindo e concluindo, não interessa nada falar das barbaridades praticadas pelo pinta cabra.
    Resumindo e concluindo, não interessa nada elogia e reconhecer k o Dr Jorge bom jesus é melhor do que o pinta cabra, principalmente na matéria de liberdade de imprensa e expressão.
    Resumindo e concluindo , vão dormir, pinta cabra do raio. Quidaleouuuuuu deixa homem trabalhar em paz. Deixa governo em paz. Claro que tem algumas pessoas do xadrez que tem k ser corrigido. Só se organizar isso se o homem ganhar com maioria absoluta. E o povo acredita que ele, Dr Jorge bom jesus, consegue mudar o rumo do país. Claro que não é com os pinta cabras k país irá encontrar o seu rumo. Deixo uma pergunta, preferem um homem k pegá o nosso dinheiro e leva para sua província no estrangeiro ou um homem k nem tem ilusões de ficar no estrangeiro.
    Resumindo e concluindo só um cego mais MT cego é que não ver que são Tomé e Príncipe, não tem neste momento ninguém com competência para governar são melhor do que DR JORGE BOM JESUS.

  2. Stp

    14 de Fevereiro de 2022 at 15:40

    kkkkk, pois conta lá um pouco da história do pinta cabra, será k terias coragem. Posso te contar em 2018, o povo lembrou de gorgulho. Vocês não sofreram pk estavam noutra barricada. Já k são tão especias fazem um resumo do governo de pinta cabra, como o povo sofreu. Fala como os deputados da nação foram impedidos de entrar na assembleia. O povo é impedido de falar. Instituição de estado controlada por um só homem. Até o mais alto magistrado da nação, foi ridicularizado. Povo pequeno já nem se fala, cada passeatas do pinta cabra, quando o povo lhe questionava ,falava com arrogância. O dinheiro de estado não tinha controlo. Todos os adjuntos do pinta cabra e os andaplocos ficaram extremamente ricos até hoje. K fazem questão de comprar toneladas de combustível e outras coisas , guarda e ficarem a gozar com o povo.

  3. SANTOMÉ+CU+PLIXIMPE

    15 de Fevereiro de 2022 at 7:35

    macacos a procura de banana…

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top