Opinião

Daqui desta Lisboa,  Mentiras em Trovoadas

De regresso a Lisboa, Patrice Trovoada reuniu-se secretamente com António Costa num restaurante da região de Lisboa metropolitana e tem prevista uma reunião formal, na próxima semana, conforme fonte próxima do gabinete do PM português.

Deve ser o único líder, certamente por ser tão indesejado, que abandona o país, rumo ao Gabão, secretamente, seguindo para Lisboa, sem ter o processo eleitoral concluído, e se refugia numa cidade onde a qualidade de vida é francamente melhor que a do país que liderava. Talvez por isso, escolheu como destino para o estudo dos filhos residência da mulher.

Para todos os santomenses, manifestou um completo desrespeito pelo povo que antes lhe deu a maioria absoluta. Hoje questionável, depois do processo atribulado de urnas violadas, registo feito pela Missão de Observadores da CPLP, como declarado por Zacarias da Costa no dia seguinte ao processo eleitoral.

Tal como o PM cessante, outros elementos do executivo – com a pasta das finanças e famigerado Sum Levy Nazaré – que trocaram os seus desencantos pela confortável cidade de Lisboa e saltaram do barco, sem que ele tivesse ancorado.

Em declarações à Lusa, diz Patrice que quer informar o PM português sobre a situação do país, como se não chegassem a Portugal as vergonhosas notícias sobre o estado da arte do nosso país. Graças a ele, o turismo refreia e ouvem-se os comentários: São Tomé parece uma selva. Enquanto isso, o Sum Dita_Patrice cessante, que nunca visitou Portugal oficialmente, apesar de se exilar na 2º mais rica zona do parque natural Sintra-Cascais, acha que é bem vindo. Há limites, para tudo. Até para a falsa liderança, salta do barco. Atenção: há tubarões ao largo. O melhor é informar estes senhores que em Portugal a liberdade de imprensa vigora. Aliás, desde que o país que conquistou a liberdade em 74. Em São Tomé foi em 75. E agora foi abafada fortemente.

É importante recordar, e amos lá regressar a São Tomé: curiosamente, a jornalista  portuguesa da Agência Lusa e o fotógrafo Nuno Veiga, correram debaixo de tiroteios de kalashnikov. Que triste cena. Que imagem. Um falso democrata e mau cidadão. Não gosta da pobreza mas precisa dela para captar ajuda internacional. Depois não vemos investimento no país.

Não há memória de um homem com um coração tão mau e negativo. Que sorri e cujos olhos espelham ódio. Acumula valores fascistas e direita e que perseguiu alguns portugueses no país que não o viu nascer, mas que teima em liderar. Um homem, não na versão descrita por Oriana Fallacci a referir-se a Alekos Panagoulis – porque esse reconhece a sua bandeira e lutou contra Papadopoulos – um fascista grego – mas na versão decrépita que há 20 anos nada tinha.

Hoje, reconsidero a profissão da política (não sou jornalista, apenas investigadora que gosta de análise socioeconómica e politica): como enriquecem alguns políticos e empobrecem de dia para dia o seu povo, cada vez mais miserável e sem condições de higiene e segurança. Não gosta de pobres. Patrice deveria olhar para os pés deste menino. Pegá-lo ao colo e sujar a sua fatiota de lama e mostrar que é capaz de amar a pobreza. Porque só assim conseguiria abraçar o povo e fazer mais por ele. Mas não. Ele não se envergonha com o seu Dubai e quer obrigar tudo e todos que fez mais e melhor.

Inserir fotografia do menino de costas e pes na lama

Tal como o menino, este ser humano com perturbação mental.  No dia da saúde mental fizeram propaganda de pessoas na TVS – estação pública – como se fossem todos seres com aquelas caras lavadinhas e limpas. É isto que um chefe de governo auspicia para a pasta da saúde? A tua prima?

Inserir fotografia do louco na marginal

Que tragicomédia. No saco das inverdades, certamente, não relatará que saiu (à socapa) de São Tomé e Príncipe com 9 malas recheadas de cacau e café, “sem autorização” do Ministério da Agricultura, ou de serem fotografadas pelo RX do aeroporto, rumo ao Gabão. Só depois entrou em Lisboa.

Não. Não queremos mais trovoadas em Lisboa, não. Escreve a Lusa, “tinha previsto para esta sexta-feira um encontro com o primeiro-ministro português, o qual foi adiado para o final da próxima semana porque António Costa participava em Bruxelas na cimeira Europa-Ásia.”. Tive a oportunidade de cruzar-me com o homem, que por acaso dizes que vais reunir. Cada um faz a sua magistratura. Neste Estado democrático, onde se respeita o Povo e os emigrantes legalizados e ajuda os ilegais, não espera a sua Excelência – que goza de fartura (in a Cidade e as Serras) que António Costa lhe dedique atenção de estado na dita audiência.  Costa é exímio. E não gosta de ditadores.

Relatos de ameaças fizeram com que as notícias que chegavam a Portugal, apenas mostravam um décimo da realidade. São Tomé e Príncipe agradece à LUSA e à equipa de jornalistas, portugueses que refugiaram na casa em que estava. Viram tudo e fotografaram tudo. E mostraram o que a TVS  e Rádio Nacional não foram capazes de fazer

 

E faça o favor: deixe o D. Manuel António dos Santos, Bispo da Diocese de São Tomé e Príncipe, em paz. Ele foi tão acalorado pelo Presidente Marcelo Rebelo de Sousa na companhia do MNE português Santos Silva, na visita à cidade de Neves. É que, sabe, graças a ele, a Casa dos Pequeninos existe e protege 40 meninos abandonados e que o teu Governo não ajuda, em nada e nem energia elétrica fornece. Para isso, servem os euros de Portugal.

Relembro-te, com amizade, o que o Chefe de Estado português discursou na Assembleia Nacional afirmou: “esta é a casa da democracia. As ditaduras morrem com os seus ditadores”. É que à mulher de César, não basta ser. É preciso parecer. E confesso-te: não és um bom homem. Não és um bom político. Não foste bom para São Tomé que poderia ser uma Singapura. Mas esta cada vez mais transformado num caixote de lixo e de esgoto.

Não assusta mais ninguém senhor das Trovoadas que foge à  procura de socorro. Como fez com depurados deputados do CDS como José Ribeiro e Castro que já lamentou o teatro e o desmentiu?  O Jorge Bom Jesus tem a palavra dada e o povo está a espera dele. E espera que ele cumpra. Não foi sé escolhido pelo MLSTP-PSD. Mas pelo Povo. Pela pessoa que ele é. Sem banhos e lavagens de votos. O Povo santomense saiu à rua, numa noite assim e tirou-te do poder.  O povo põe, o povo tira.

Isabel de Santiago

    16 comentários

16 comentários

  1. EUMILTOM

    24 de Outubro de 2018 as 13:46

    Deixa dessas merdas. Estás a denegrir a imagem de um país que te abriu as portas.
    Achas bonito, colocar essas fotos de pessoas inocentes nessas redes sociais?

    Resolve o teu problema com o teu amigo e não denigras a imagem do nosso STP!

    Desde que não denigras o bom nome de STP e das suas pessoas inocentes, o resto é entre ti e o teu amigo PT.

    • Seabra

      24 de Outubro de 2018 as 22:48

      PT, Lévy, Varela, Zanicu, Diogo, alma de ADI, saiam do corpo deste infeliz anônimo, com alcunha bizarro.
      Dói, dó-dói. Paxenxa !
      O menino de lama nos pés, os pais do jovem assassinado pelos homens do PT, a família Pereira dos Santos e tantos outros sofreram, sofrem e continuarão a sofrer.
      A formosa miss Isabel de Santiago, está no país dela (há mais sãotomenses em Portugal, com a nacionalidade portuguesa do que portugueses sãotomenses…) .A Isabel de Santiago é nossa, ninguém lhe vai “CHATEAR “. Ela é mais sãotomense do que o PT. Acabou de vez esta DITADURA medonha de impedir os esclarecidos de DENUNCIAR o regime e o vosso CHEFE da seita ADI…vocês não intimidam ninguém.
      Onde é que está o vosso patrão PT ?
      Em Portugal, e nacmelhor e mais ricà zona . E é você que vem falar à toa , para dizer que a Isabel de Santiago não está no país dela? É gozação, pára já porque brincadeira tem hora.
      Isabel de Santiago, vamos continuar a denunciar, a trabalhar ninguém nos intimida. FORÇA!
      O incomodado que se retire.

    • Deus não dorme

      25 de Outubro de 2018 as 7:46

      “Deixa dessas merdas. Estás a denegrir a imagem de um país que te abriu as portas.
      Achas bonito, colocar essas fotos de pessoas inocentes nessas redes sociais?” Eumilton, por acaso as imagens são falsas? Ou refletem o país real.
      Dói ou não doi enfrentar esta realidade?
      É este orgulho e falta de humildade que nos “mata”. O querer viver de aparências têm consequências.

  2. Deus não dorme

    24 de Outubro de 2018 as 14:11

    O sr EX primeiro ministro tem andado a perseguir os portugueses, principalmente os empresários, para assim ficar com o monopólio das importações e do comércio que tem com os libaneses. Ao aniquilar os outros concorrentes fica à vontade para praticar os preços que quer.
    Apenas os empresários nacionais e portugueses é que pagam impostos. Nem os libaneses nem os chineses.

    Andou a criticar o Bispo. Então assumisse o papel social que a igreja católica tem assumido. Orfanato, lar de idosos,distribuição de alimentação diária aos carenciados, etc Quantas instituições de solidariedade social tem o estado santomense? Devia ter vergonha

    Agora vai pedir apoio a Portugal? Que cara de pau.
    Os portugueses deviam fazer a mesma coisa com ele e com a família dele. Que vão para a Libia ou para a China, já que são tão amigos e os cidadãos de lá só tiveram regalias cá
    BANDIDO

    • Seabra

      25 de Outubro de 2018 as 3:07

      Muito bem dito, Deus não dorme.
      PT é serpente de múltiplas cabeças : Varela, Diogo, Zanicu, Abnilde, Agostinho Lévy. ….mas a cabeça dele não está mais no poder. Kabô !

  3. Gentino Plama

    24 de Outubro de 2018 as 15:55

    Os Santomenses fizeram de propósito. Aceitaram as promessas falsas como sendo o mundo de riqueza.
    “ Custa-me aceitar, que os ditos senhores que compõem o Tribunal Constitucional, são académicos; para mais, detentores de licenciatura em Direito. O Patrício só por si, não teria tanto poder em impor os seus ideais, os culpados são os titulares de pastas e afins que foram admitindo abuso. É de recordar que, Gabriel Costa na sua última palavra dirigida a Nação Santomense disse” Que Deus Proteja São-Tomé e Príncipe”. O pedido clamado pelo um cidadão de espírito nacionalista e conservador, quase adivinhava o que o aventureiro seria capaz de fazer.
    “O caso de morte no nosso País sempre foi ato de sentimento e de tristeza para todos. A dor pela perda de vida do ente querido era como se fosse algo que se repartia um pouco para todos. O respeito para com o próximo era a condição indispensável na pessoa dos santomenses. Comparativamente com os dias de hoje, e a situação criado no País, alguns fracos têm usado a violência para justificar a razão. Em certos casos, as autoridades dão a cara para dizer, que se tratou de reação ao assalto e, que culminou com a preda de vida, como se vivêssemos na favela “Brasil”.
    _Não resta dúvida, que na legislatura de Patrício Trovoada, houve mais perda de vida de Homens Santomense do que nas do Partido Único, associado a 2 legislatura do Miguel Trovoada; 2 legislatura de Fradique de Menezes, mais 1 do Pinto da Costa. Esse facto tem a explicação que espelha quanto a pessoa do Patrício é, ou tem á ver com os costumes santomense. Ele não tem o amor a Pátria por mais que se esforça.
    Os 30 milhões de Dólares tem que ser esclarecido; quanto não, imputar a responsabilidade ao Artista.
    O brigado a Isabel de Santiago pelo seu feito.
    O meu e o nosso País, embora piqueno, tem pessoas com qualidade e, que noutros palcos pode fazer ouvir o sofrimento do povo.

    • Seabra

      25 de Outubro de 2018 as 3:33

      Senhor Gentino Plama, o seu argumento é muito valoroso quanto a situação política catástrófica provocada pelo médiocre mandato do PT.
      Mas acabo de sublinhar (por conhecimento de causa),que o Gabriel Costa, foi um grande colaborador para o regresso da família TROVOADA, inclusive fez parte do 1o membro ADI, abandonando o militantismo junto do MLSTP( a história merece ser bem contada, quer dizer, expôr a verdade do porquê, do quando é do como). Esta União não funcionou, houve polémica entre eles, onde esteve presente o Fradique de Menezes, com quem o Miguel Trovoada fez o pacto de lhe passar o cargo de presidente, à condição de colocar o filho como ministro de Negócios Estrangeiros, com o objectivo deste último recuperar depois o “ASSENTO ” do F.de Menezes. Já estavam querendo dar um golpe de “baú” ao Gabriel Costa. Entretanto, houve uma intervenção do economista Jorge Pereira dos Santos (falecido ), que veio ao socorro do Gabriel nesta injustiça, dizendo ao Fradique de Menezes ” a pessoa mais indejetada, competente que pode ocupar o cargo do 1o ministro é o Gabriel Costa “. Eís como o Gabriel foi nomeado como 1o ministro pelo Fradique de Menezes, que se encarregou pouco tempo depois de o destituir por questões que já expliquei outrora.
      Gente, somos alguns, bem vivos e lúcidos ainda, que conhece bem o que se passou, ás rasteiras uns contra os outros, os acordos debaixo da mesa etc.
      Agora perguntámos, quem é que se sente e que estima não ter o RABO de PALHA?!

  4. Madredeus.igreja

    24 de Outubro de 2018 as 17:11

    Você é Santomenses, está fazem papel que alguns jornalista em São Tomé não fazem.
    Os que lêem e ficam satisfeitos ao ter alguém que nos informam. Deixe lá os críticos, aqueles que ficaram calados a ver ditadura ser implantado e a plaudiram. Manda-os plantar batatas

  5. Seabra

    24 de Outubro de 2018 as 22:15

    A-do-rei, Isabel de Santiago. Mas que lindo “ROMANCE” realista à brava.
    Uma descrição transparente, exata, EXCELENTE.
    Posso contar com um super “duo” , neste combate contra o maléfico, LARÁPIO, mafioso e corrupto Patrice TROVOADA , que destruiu STP e seu Povo GRANDE.
    Nunca mais este marmanjo PT,poderá ocupar um posto de responsabilidade em STP. Jamais!
    A única vez que este individuo PT, deve ser aceite em STP é para responder pelos seus atos e para restituir os millions de dollars que ele desviou do cofre de Estado, de reemborsar o montante excesssivo das suas inúmeras viagens exageradas viagens pessoais, de negócios em nome do Estado…sem esquecer os dossiês sobre os crimes não elucidados,cujo o último foi o assassinato, em junho último, do economista Jorge Pereira dos Santos , durante o seu mandato. Mais escandaloso ainda, foi que o dito pm PT como CHEFE do governo , não cumpriu o seu dever de denunciar e de render homenagem, ou pelo menos de enviar um dos seus capangas representar em nome do Estado, um cidadão honesto, íntegro e de grande valor navional ,víctima de um crime atroz e bárbaro.
    Como podemos traduzir esta posição do primeiro ministro Patrice TROVOADA?
    Contámos com este novo governo, para esclarecer este dossiê…os assassinos continuam vivendo sem tormenta. Os familiares e os amigos do JPS, estão sobrevivendo à espera, impacientemente, dolorosamente… o desfecho sobre esta desgraça que lhes abateu, que arrebatou o Jorge da nossa convivência.
    Houve morte de HOMEM, tem e deve haver justiça.
    Bravíssimo, miss Isabel de Santiago.

  6. wilsan

    25 de Outubro de 2018 as 10:47

    esse momento n é propio para o nosso país

    esse momento é momento de calma para o país por favor paremos de criar mas clima de barulhos se é que somos santomensses

    • olho

      26 de Outubro de 2018 as 10:10

      ??

  7. olho

    26 de Outubro de 2018 as 13:44

    Caros leitores, eu anseio ardentemente com o dia em que cada dirigente deste país (independentemente da cor poliítica)será chamado a responder pelo tipo de governação que tiverem feito durante o exercício das suas funções ao serviço do estado.
    Governar um país, não pode ser confundido com gerir um bem privado. Todo aquele que gere algo que é do coletivo, tem por obrigação, dar satisfação, prestar contas, dialogar, ouvir e também seguir orientações dos seus colaboradores.
    Decisões ou actuações deliberadas em prejuízo da nação como fruto de uma atitude autoritarista e arrogante, deve ser enquadrada e tratada como crime contra a nação ou seja: TRAIÇÃO A PÁTRIA.

  8. Adeliana Nascimento

    26 de Outubro de 2018 as 14:35

    EUMILTOM, a Isabel é também se calhar como tu, santomense. Deixe la de xenofobia

    Não te chores, há de passar a vossa dor

  9. olho

    26 de Outubro de 2018 as 14:46

    É preciso adotar medidas para que jamais os criminosos e traidores da pátria voltem a governar este país.

    Sim SENHOR SEABRA, haja justiça para os criminosos e os traidores da nação.

  10. Barão de ÁguaIzé

    4 de Novembro de 2018 as 20:50

    Isabel, deixe o homem, PT, não lhe dê importância. Pergunte antes onde está o modelo econômico que pode tirar STP da miséria. Houve eleições e nenhum partido apresentou como vai gerir a economia??!!
    Ajude com as suas ideias sobre economia para o nosso País. A política e a verborréia jornalística não alimentam o povo.

  11. Fala correcto

    6 de Novembro de 2018 as 22:21

    Bom dia
    Aprecio como a Isabel relata isbfactos, mas,só nao gosto a forma como ela descreve o nosso país,nas piores das maneiras. Ela tem o direito de maldizer daqueles que se portam mal, mas não tem o direto de falar mal do país, tal como ela faz, porque em s.tomé nao é só o pt e as escumalhas, há também gente honesta e trabalhadora e que nao têm culpa do tipo de dirigentes que têm.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo