Turismo

“Turismo é de Todos” tema da campanha lançada em STP

É o lema da campanha lançada nesta sexta – feira 27 de Setembro pelo Ministério dos Turismo. Uma campanha promovida pelo Governo, que pretende sensibilizar todos os estratos da sociedade são-tomense, para conhecer as vantagens do turismo para a economia e o desenvolvimento. Ao mesmo tempo o governo quer que cada cidadão se aproprie do Turismo.

De modo que qas pessoas se apropriem do Turismo, e façam desta actividade algo que é delas», declarou o Director do Turismo, Hugo Menezes.

O Ministério do Turismo, registou no ano passado a entrada de 33 424 visitantes em São Tomé e Príncipe. As autoridades consideram que o turismo está a crescer no país, e pode melhorar muito mais.

Exactamente no dia internacional do Turismo foi lançada a campanha, “Turismo é de Todos”.

«Incentivar a preservação do património, natural, histórico e cultural. Despertar interesse da juventude para a carreira na área de turismo, e aumentar o grau de satisfação dos turistas em termos de acolhimento», são dentre vários objectivos da campanha, enumerados pelo director do Turismo. .

Com a campanha que vai demorar 1 ano, o ministério do Turismo, Cultura e Industria, pretende transformar cada cidadão são-tomense num operário da indústria do turismo.

O PNUD considera que o turismo tem enorme poder transformador da economia. Katarzyna Wawiernia, representante do PNUD no país, considerou o desenvolvimento sustentado do turismo, como uma das melhores ferramentas para combater o desemprego.

« Abraçar este espírito criactivo e com a colaboração eficaz dos parceiros do sector das tecnologias e as universidades, o turismo vai impulsionar a criação de mais e melhores empregos», assegurou a Representante do PNUD em São Tomé e Príncipe.

Crianças, jovens e adultos vão ser informados e formados durante um ano, sobre o valor do turismo, para o progresso das ilhas verdes.

STP quer despertar-se para transformar as suas potencialidades para o turismo em fonte de receitas e de desenvolvimento.

Abel Veiga

    2 comentários

2 comentários

  1. manueluisarmando

    1 de Outubro de 2019 as 10:25

    Qual turismo qual o quê? vou fazer breve inventariação dos problemas:
    Andam a tirar areia nas praias com a conivência dos militares e dirigentes.As árvores são abatidas excessivamente no País. A cidade capital é um caos, está desorganizada, com buracos, falta de passeios, porcos, cabras, cães, lixos, venda em passeios e tudo a mistura. As roças e casas antigas todas em ruinas. Ainda por cima o Sao-Tomense não gosta de estrangeiros. Perguntem aos poucos estrangeiros que estão cá como tem sido a vida deles…O Estado não dá incentivo a ninguém apenas
    Os sectores públicos só perseguem os que investem para subtrair ao máximo o dinheiro. O fundo de turismo apenas serve para engordar os quadros da direção do turismo com subsídos.
    Não há bom acesso as praias. Em cantagalo e outras localidades onde há potencial para turismo, as pessoas não têm acesso a água. A electicidade falta muito. A ministra não sabe nada de turismo. enfim são muitos problemas que não se resolve, os ministros e directores andam a dormir….

  2. joaofelipe

    1 de Outubro de 2019 as 16:05

    Muito bem Manuel luis. Acho que andamos a enganar uns aos outros. Também gostaria de perguntar? o que é feito de club Nautico, bengue dôxi, pousada Boa Vista?
    Acho que os dirigentes andam a governar em contra mão. As politicas até hoje praticadas são contrárias ao desenvolvimento do turismo.Aprendam com o Príncipe que Tozé saberá ensinar como é que se faz as coisas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo