Política

Requalificação dos esgotos para receber um novo tapete betuminoso

A velha praça de táxis e de autocarros da cidade mais antiga do espaço lusófono em África, – São Tomé, vai ser requalificada. Pela primeira vez nos mais de 40 anos da independência nacional, vai ser removido o pavimento da praça que congrega taxistas, motoqueiros, vendedoras de peixe, de hortaliças, e de todos outros produtos.

A estrada centenária que atravessa a zona mais antiga da cidade, ganhou buracos de grande profundidade. A maior parte do alcatrão soltou. Água parada e nauseabunda delimita a estrada e o passeio do mercado municipal.

Em março de 2019, o Ministro das Obras Públicas e Infra-estruturas, Osvaldo Abreu, recusou tapar os buracos cada vez mais largos nas ruas da cidade de São Tomé. «Gostaríamos que entendessem que tapar buracos nesta situação é jogar dinheiro fora….e São Tomé e Príncipe não tem dinheiro para jogar fora. Pedimos um pouco mais de paciência porque vamos fazer a intervenção…aos poucos vamos fazer as coisas como elas devem ser feitas», declaração do ministro Osvaldo Abreu, em Março passado.

No dia 10 de Dezembro de 2019, o Ministro das Obras Públicas, Osvaldo Abreu, convocou reunião com uma comissão multi sectorial, envolvendo os sectores público e privado, para lançar o projecto de mudança profunda do centro da cidade de São Tomé.

O Presidente da Câmara de Água Grande que envolve a cidade de São Tomé, explicou que a reunião, tinha como principal objectivo definir a estratégia de actuação, de cada grupo social envolvido em negócios na velha Praça de táxis. Tudo para facilitar a execução das obras de requalificação da zona histórica da cidade.

A obra de requalificação vai ser de fundo. «Mudança do tapete completo, por via de uma intervenção de fundo. Isto evita esses retoques que se dava todos os anos, e que causam muitas despesas aos cofres do Estado. É uma das melhores medidas que se tomou até agora. Todo o sistema de esgotos e das sarjetas, vão ser requalificado, e isso vai implicar a mudança das tubagens», descreveu o presidente da autarquia da capital, José Carvalho, após reunião com o ministro das Obras Públicas.

Os presidentes das Associações dos Taxistas e dos Motoqueiros, reconheceram a importância da obra que vai melhorar a qualidade de vida no centro da cidade de São Tomé.

«Para isso é necessário que o espaço esteja livre. Os taxistas e motoqueiros, terão que sacrificar-se para que as obras avancem e tenhamos uma cidade moderna», destacou José Carvalho.

Esta quinta feira o Governo realiza a cerimónia de lançamento da primeira pedra para o arranque das obras de requalificação de todo o sistema de drenagem da zona centro da cidade de São Tomé, e o consequente lançamento de uma nova pavimentação a base de betão betuminoso.

As obras serão realizadas por empresas de construção civil da República Popular da China, e são financiadas pelo Governo da China.

A intervenção de fundo, no sistema de drenagem da cidade, deverá eliminar as inundações que nos dias de chuva transformam a capital num lago.

Abel Veiga

    16 comentários

16 comentários

  1. Boinal

    12 de Dezembro de 2019 as 6:07

    Obra chinesa KKK, vai durar 2 anos no máximo.

    • Panela vêra

      13 de Dezembro de 2019 as 6:39

      Sem vergonha

    • Fusoê

      15 de Dezembro de 2019 as 7:22

      Palacio dos congressos foi contuído a dois anos atrás?
      Fala barrato. Pensa antes de fala oh muleque.

  2. Antonio Danqua

    12 de Dezembro de 2019 as 9:24

    Digam o que disserem a Roma nao foi contruida num só dia e nem num ano.
    Digam o que disserem, em um ano o Governo de Jorge Bom Jesus não poderia fazer quase nada porque encontrou o país de rastos, sem recursos financeiros, sem reservas cambiais, um pais descomandando e o governo anterior nem se dignou a fazer a transferência das pastas como manda a administração publica e a boa educação também.
    Digam o que disserem, após este primeiro ano de mandato o Governo de Jorge Bom Jesus esta no bom caminho e quem viver verá que a diferença será marcada.Haverão sinais claros de uma governação responsável. Vamos iniciar a descolagem para o desenvolvimento. Em u ano, as liberdades ja foram recuperadas e a democracia volta a entrar no seu leito normal.
    Viva no Povo de S.Tomé e Principe, viva a nova maioria.

    • Mepoçon

      12 de Dezembro de 2019 as 18:24

      Ou meu caro comporta-se como cidadão patriótico ou partidário, você fez parte das asneiras do passado, tem razão para não dar nas vistas

  3. Elton Santo

    12 de Dezembro de 2019 as 9:52

    Nos os saotomense estamos de parabens…Melhor e tarde que nunca, e Espero que as obras sejam feita da melhor qualidade possivel afim de durar mais tempo se possivel..

  4. Nada haver

    12 de Dezembro de 2019 as 10:03

    E de louvar pela iniciativa mas para que é ela faz valer apena deve haver uma boa fiscalização dos órgão competente durante a realizarão e que o povo agradece.

  5. Souza

    12 de Dezembro de 2019 as 10:24

    Será sempre assim, “As obras serão realizadas por empresas de construção civil da República Popular da China, e são financiadas pelo Governo da China.”
    haverá um ou dois São tomenses nesta obra a maioria dos trabalhadores serão chineses e nos teremos mas dívida com China.

    Todo o dinheiro que a China investir voltará para China

  6. Luiz

    12 de Dezembro de 2019 as 11:07

    O Sr. Ministro prometeu não deitar dinheiro fora e está a cumprir a promessa. uma intervenção de fundo é o que o povo anseia.
    Bem haja STP.

  7. Jorge Carvalho

    12 de Dezembro de 2019 as 11:52

    Boa notícia, e muito boa acção do Governo. Faz tempo que o povo de S. Tomé e Príncipe clama por estas grandes intervenções. Agora vir dizer que é obra Chinesa e vai durar pouco tempo?! se isso acontecer é devido a fiscalização que muitas das vezes tem funcionado de forma muito coxa, capeada de muitos interesses pessoais. Chineses! e quantas obras de empresas nacionais construídas e com defeitos enormes, com resistência zero?
    Temos é que ser mais sérios com o bem público, porque se esses forem bem geridos, estaremos a legar para os nossos sucessores um País DIGNO com obras dignas para que os mesmos possam vir a beneficiar deste paraíso que DEUS nos deu, mais sob uma Forte ameaça antrópica.
    Parabéns ao XVII Governo Constitucional.

  8. Vanplega

    12 de Dezembro de 2019 as 12:05

    Haver vamps.

    Ja agora, facam as coisas cabeca e os seus menbros. Nao faca nada que prejudique o presente e o future. Ja vimos muitas desonestidade nesta terra.

    Eh sa tela craga Ladron compa! Misericordia

  9. joao quaresma

    12 de Dezembro de 2019 as 12:20

    Na verdade apenas quando o governo fizer esses obras, reconhecendo são tome como capital é que merecerá o meu crédito. Essa cidade está um nojo só um cego é que não vê.

  10. Tristeza

    12 de Dezembro de 2019 as 15:35

    Aproveitem para sensibilizar as pessoas que o tapete deve ser mantido limpo e nao ficar aguardando que o estado faca tudo. A higiene comeca em primeiro lugar por nos proprios.

  11. Olivio

    12 de Dezembro de 2019 as 20:17

    Bom trabalho do nosso governo,aora temosque fiscalizar bem a obra ,não temos dinheiro para por no contentor, vamos arregaçar as mangas e,vamos por a mão na massa. Bom trabalho.

  12. Panela vêra

    13 de Dezembro de 2019 as 6:37

    Sempre acreditei que esse governo iria fazer a diferença , acredito k o país irá ganhar muito com essa governação .Força

  13. Armindo Assuncao

    14 de Dezembro de 2019 as 19:26

    Se todos temos a consciência que turismo é uma das alavancas da nossa economia, então já não era sem tempo.
    Leve,leve lá chegaremos.
    Tive de férias em S.Tomé há uma semana fsleicom as pessos de meu ciclo de amizade.
    Se este Governo não deixar nenhuma marca,nas próximas eleições terá muito poucas hipótese.
    Em totos os transportes,em todas sa freguesias,e luchans a marca de Patrice Trovoada ficou.
    Água e inergia para todos os catos de S.Tomé.
    Portanto meus amigos acordem, porque o povo de hoje ja não é o mesmo de hotem.
    Um abraço

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo