Cultura

O teatro popular Tchiloli em São Tomé: origem quinhentista ou oitocentista?

É o título de um artigo de investigação de Gerhard Seibert e que foi publicado pela revista “Ler História”. Artigo de importância capital para uma das maiores manifestações culturais do país, numa altura em que as autoridades políticas são sensibilizadas a valorizar o Tchiloli como património nacional, para depois concorrer a património imaterial da humanidade pela UNESCO.

O Téla Nón coloca a disposição do leitor o conteúdo do artigo :

Tchiloli é um teatro popular emblemático são-tomense, baseado na peça quinhentista Tragédia do Marquês de Mântua e do Imperador Carlos Magno, escrita por volta de 1540 por Baltasar Dias (c.1515 – c.1580), um dramaturgo madeirense da escola de Gil Vicente (1465-1536). Este artigo discute a questão da data de introdução do Tchiloli pelos colonizadores portugueses em São Tomé.

Inspirados pela ideologia do luso-tropicalismo, nos anos de 1960, alguns autores portugueses afirmaram que esta peça teatral existia na ilha desde o início da sua colonização no século XVI, apesar da ausência de qualquer documento histórico comprovativo desta ideia. Em 1985 foi publicado um artigo de
pesquisa que argumenta de forma plausível que a peça não chegou a São Tomé antes
de 1880.

Ignorando este e outros artigos subsequentes sobre o assunto, vários autores e instituições continuam a divulgar a ideia infundamentada da literatura colonial sobre a origem quinhentista deste teatro em São Tomé.

Reinaldo de Montalvão – Figurante do Tchiloli

Leia o artigo na íntegra em formato PDF ou no link em baixo :

https://journals.openedition.org/lerhistoria/10264

1 Comment

1 Comment

  1. Sem assunto

    11 de Julho de 2022 at 16:22

    Poxas Seibert… a me.da do teu artigo ninguém leu, ninguem passou cavaco a este lixo em forma em forma de pesquisa. Noutro dia te escutei na rádio sobre a independência de Cabo Verde na RDP África, que nabo revelaste ser. Investigador da quinta!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

To Top