Destaques

PCD solicita debate de urgência sobre ilha do Príncipe

A problemática da ligação marítima entre as duas ilhas, que reforça o isolamento da ilha do Príncipe, a crise energética aguda na ilha do Papagaio denunciada pelo próprio Presidente do Governo da Região Autónoma José Cassandra, alegadamente por causa da falta de gasóleo para abastecer os grupos de geradores na ilha, o partido PCD, decidiu solicitar a mesa da Assembleia Nacional, a realização de um debate de urgência sobre a situação na ilha do Príncipe.

Na carta endereçada ao Presidente da Assembleia Nacional, Alcino Pinto, o PCD manifesta preocupação em relação a situação na ilha do Príncipe, «com a lamentável situação das populações do Príncipe, impedidas do uso normal da energia eléctrica na sua vida quotidiana e impossibilitadas de se deslocarem por via marítima e de transportarem as suas produções, facto duplamente penoso que agrava ainda mais os efeitos negativos da insularidade e os constrangimentos com que se defronta a economia regional», lê-se na carta que solicita do debate de urgência.

O leitor pode ter mais detalhes consultando a carta que pede o debate de urgência – PCD DEBATE DE URGÊNCIA

Abel Veiga

    14 comentários

14 comentários

  1. Fernando

    3 de Julho de 2014 as 11:08

    Não me interessa quem convocou. O que interessa é que a situação seja resolvida depressa, pois cheira a boicote que tresanda!Há semanas que o fornecimento de energia está condicionado pela falta de gasóleo! Já é altura de acabar com esta vergonha!

  2. Zé Povo

    3 de Julho de 2014 as 14:57

    Concordo plenamente Senhor Fernando. Que seja o PCD ou outro partido qualquer o problema tem que ficar resolvido, aliás nunca deveria ter estado a acontecer.
    Verdade porém é que é de lamentar os Partidos politicos estarem q querer tirar proveitos politicos com situações tãop graves para as populações. e o PCD não está a fazer outra coisa senão querer tirar dividendos poluticos. Se assim não fosse o PCD faz parte da Troika Governativa, e seria ao nivel do Governo a busca de soluções urgentes. Debates na Assembleia outra vez para quê? Para o Levy Nazaré voltar a mostrar ao mundo que é um malcriado, falta de educação e que deveria de facto ser detido em desrespeito á casa parlamentar?
    Convenhamos. Já basta de brincadeiras minha gente.

    • mandja

      4 de Julho de 2014 as 17:27

      Acho a sua observação muito justa . De facto, o Levy Nazare (com a sua aparencia de porcao animal, ao menos o físico dele tem a honestidade de mostrar quem ele é, mal educado e sem maneiras, o bruta-montes), merecia uma boa repreensao, pelo irespeito junto da assembleia, o malcriado-insolento…a atitude dele ñ é valentia mas sim baixaria. A formacao academica não é tudo.

      • Manuel Vicente Sousa

        5 de Julho de 2014 as 18:05

        Caro Mandja.
        Qual foi a sua contribuição neste forum? Já reparou que não tens ideias nem discernimento? E que as tuas intervenções só revelam ignomínia,boca suja, boçalidade e vileza de espírito?
        Se não queres ficar calado, então escreva coisas que sejam de facto melhores que o seu silêncio.

  3. Mé Zemé

    3 de Julho de 2014 as 16:51

    Eu como residente da Ilha do Príncipe, acho bem visto debaterem isto, pois a situação cá está muito preocupante, até mesmo as ligações areias estão um pouco condicionada.
    Mas, quanto a ligação marítima, o PCD tem grande culpa, pois foi o ministro do PCD (Benjamin, antigo ministro de Obras Pública)que mandou comprar o navio Príncipe, que não serve para as reais necessidades de ligação entre as ilhas. Na altura quando comprou o barco, veio um barco de recreio para ele juntamente com o navio Príncipe, porque será? O pessoal de PCD devia ser punidos por comprar um mau navio e ainda por cima ter dividendos. Vamos lá ver o que vão dizer no debate sobre este barco Príncipe que nos custou uma fortuna.

  4. Helcio Viegas

    3 de Julho de 2014 as 19:43

    Nós os santomenses somos maus connosco próprios. Vocês estão preocupados com a solução do problema ou estão preocupados com eventual proveito que o PCD na vossa cabeça tira disso? Concentrem-se no problema pelo menos se não querem dar mérito àquele que faz o alerta. A Ilha anda as escuras e isolada e ninguém faz nada. Agora aparece o PCD a lançar o grito de alerta se calhar também não vão fazer nada porque têm medo que isso não resulte em votos a favor do PCD. Libertem-se pessoal. Quem faz o apelo é Hélcio Viegas e não me escondo em alcunhas. Estive lá 3 meses e sei quanto aquele povo sobre com isolamento e falta de insumos básicos a subsistência humana.

    • mandja

      4 de Julho de 2014 as 20:23

      É verdade que São maus…vejo do jeito como falam do Gabika (G. Costa), o tanto mal que lhe querem. FIGAS KANHOTAS!!! Que o mal que lhe desejam, caia em cima das vossas cabeças. Feiticeiros malditos.

  5. Independência diz

    3 de Julho de 2014 as 20:29

    Tudo truque e jogo porque cheira eleições. Alguma vez alguém de S.Tomé se interessou por causas do Príncipe. Vamos ser realistas Dê Cesar o que é do Cesar e ponto final.

  6. António Silva

    4 de Julho de 2014 as 5:37

    Não se vê resolver nada neste país! Há décadas que existe esta dificuldade da ligação entre as 2 ilhas e que arrasta consigo, como é normal, outros problemas, tais como o abastecimento da ilha do Príncipe.
    Praticamente há mais de 30 anos!
    Ninguém consegue encontrar uma solução? Nenhum partido consegue resolver este assunto? Este nosso país está infestado de “empatas”, invejosos e ociosos. Só criam obstáculos aos outros com iniciativas.
    Ultimamente ouviu-se falar num possível empresário que pretendia colocar a disposição do país, uma embarcação para fazer a ligação entre as 2 ilhas e também explorar o seu negócio nos países da golfo da Guiné. O projecto não avançou.
    Neste país é assim! Não fazem nada, ou quase nada e nem deixem outros fazerem.

  7. mandja

    4 de Julho de 2014 as 17:34

    Sim, há quem se preocupa com a situacao do Principe: o Gabriel Costa, ele mesmo é desta linda îlha, de gente boa e honesta. Dêem-lhe tempo e meios.

  8. Manuel Vicente Sousa

    5 de Julho de 2014 as 23:02

    Eu sou do Príncipe e muito sinceramente pertenço a ala que defende a independência total do mesmo.
    Isso assim não dá.

    • anônimo

      6 de Julho de 2014 as 17:54

      Ok, quando é k querem a vossa independência? Para mim deveria ser já isto não faz frio nem calor, aliás a ilha já está vendida! !!

      • Manuel Vicente Sousa

        6 de Julho de 2014 as 21:57

        Mt obrigado pela tua compreensão.

  9. Fuba Cu Biçu

    7 de Julho de 2014 as 15:04

    Na altura os que não viveram a realidade financeira do STP pensaram que a coisa era fácil. Mesmo quando a gestão económica era transparente, STP nunca auto -sustentou. Hoje que o pais não produz nem 10% da riqueza, vai ao lado algum? De mão beijada continuaremos. Tudo que que estamos assistindo é a luta de elefantes quem sofre o capim. Convém não alimentar ilusões das promessas.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Recentemente

Topo