Cidadã em greve de fome contra introdução de milho “dito híbrido” em STP

Desde as 15 horas e 30 minutos de quarta – feira que Elsa Garrido, cidadã são-tomense promotora do movimento cívico contra a introdução de milho transgénico/híbrido na zona de Mesquita em São Tomé, iniciou o protesto de greve de fome diante da embaixada de São Tomé e PRíncipe em Portugal.

Num comunicado enviado a redacção do Téla Nón, Elsa Garrido anuncia que «Venho assim informar e declarar, a partir das 15h 30 desta data, o meu estado de GREVISTA DE FOME por tempo indeterminado, frente à Embaixada de São Tomé e Príncipe, sita na Avenida 5 de Outubro, 35, em Lisboa,até o Ministro da Agricultura rever a sua posição sobre as questões essenciais acima enumeradas».

elsa garrido fomeAs questão enumeradas, estão plasmadas no comunicado que o Téla Nón coloca a disposição do leitor, assim como uma pequena biografia da cidadã, que junto a centenas de são-tomenses no país e no estrangeiro, exige a suspenção imediata do teste de milho importado da China, que o governo está a realizar na localidade de Mesquita em São Tomé.

Clique para ler tudo na íntegra :

1 - Comunicado-Greve-de-fome-Ok

2 - MICRO BIOGRAFIA ELSA GARRIDO

Notícias relacionadas

  1. img
    zé maria cardoso Responder

    De longe, vai um toque de coração pela causa da terra sagrada.
    Seria de bom-tom que as redes sociais a partir de Lisboa e nesta quinta-feira inundassem de fotografias solidárias num cordão humano ligado à cidadã em greve.

  2. img
    tenho uma lagrima no canto dos olhos Responder

    Todo meu apoio Elsa, as tuas razões são nobres.
    Compreendendo o prejuízo futuro para o País no que toca as questões ambientais, agrícolas e sanitárias não deveríamos ficar impávidos à isso.
    Manifestemos todos o nosso apoio a Elsa e a nossa posição contra OGM.

  3. img
    Emilio Freitas Responder

    Uma tremenda falta de respeito com todo um povo, é isso que essa cidadã, que se revela mto imatura, faz na sua abordagem. Tu n és expert no assunto, leste meia duzia de bobagens na rede e desceu em vc o santo do conhecimento. É incrivel , como algumas pessoas para aparecerem fazem coisas q a gente ate duvidaria. Alguns santomenses, alias uma grande maioria deles não têm escolha, porque a fome é lhes imposto, não têm a opção da greve. Os hibridos e os trangenicos são usados largamente na agricultura com uma margem de segurança mto boa e em mtos casos eles são ate prioritario, ai vem uma cidadã metida a green peace pra atrapalhar todo mundo que quer sair da fome e da miseria extrema. Isso que estão nos oferecendo ajuda, talves por estarmos recebendo conhecimento para produzirmos nós mesmo e não bugigangas velhas e usadas, guardadas a devidas proporções, ela relincha tanto, tal qual uma criança mimada!Talves devessemos permanecer sentados esperando que daqui a dez anos a ONG “terra verde” desse-nos uns kg de arroz trangenicos que os franceses e os portugueses n mais quiserem comer pra matar nossa fome, fosse melhor. É preciso sermos mto tosco mesmo pra embarcarmos nessa tolice.

    • img
      Aguinaldo De Ceita Responder

      Caro Emilo Freitas.

      Respostas a tua intervenção:
      Uma tremenda falta de respeito com todo um povo, é isso que essa cidadã, que se revela mto imatura, faz na sua abordagem. Provavelmente deves ter as tuas razões para ter um tal discurso, quando as consequências deste processo, caso forem negativas, também não estarias de fora, nem tão pouco a tua Mãe, o teu irmão e porque não os teus filhos. Ver o assunto resolvido é do interesse de todos nós.
      Podes dizer até que ponto esta cidadã faltou com respeito os santomenses? Achas que todos nós que estamos a seguir este assunto somos imaturos e estamos a faltar com respeito este povo?
      Tu n és expert no assunto, leste meia duzia de bobagens na rede e desceu em vc o santo do conhecimento. É incrivel , como algumas pessoas para aparecerem fazem coisas q a gente ate duvidaria.
      Pessoalmente fiz apelo aos nossos técnicos para esclarecerem o assunto e debelar o dilema. Mas o que se observou foi figuras públicas falar sem argumentos convincentes do assunto. Não é preciso ser expert para dar a sua contribuição ao bens estar de um povo. Faça a sua parte! Achas que a RTP (https://www.rtp.pt/rdpafrica/noticias-africa/sao-tome-e-principe-vai-cultivar-milho-transgenico-para-racao-animal_8310#), o OBSERVADOR (http://observador.pt/2017/04/10/chineses-introduzem-em-sao-tome-cultivo-de-milho-modificado-para-racao-animal/) são uma fonte de informação duvidosa? Não achas que um assunto tão técnico devia ter uma resposta técnica e sem rodeios? Devia o ministério fazer o seguinte: pegar a referência do milho, se já têm esta referência, pois parece que o ministerio ainda não tem, pegar uma amostra já plantada e enviar ao movimento contra o OGM, para trabalharem sobre o assunto e tirarem conclusões. Simples não é? Ora não é o que se observa. E esta atitude do ministério leva esta cidadã e mais pessoas, imaturas como dizes, a ficar num estado de desconfiança para com o ministério.
      Alguns santomenses, alias uma grande maioria deles não têm escolha, porque a fome é lhes imposto, não têm a opção da greve.
      Pois, isto é que se chama cidadania, quem pode fazer desperta quem não pode fazer. Sabes qual o símbolo por de trás de uma greve de fome? Procura saber, vais ver que esta cidadã está no bom caminho, alias como dizia o outro, quando a oposição se manifesta é porque estas no bom caminho. Ou seja há algo a esconder neste processo sim e, pelos teu comentário tudo indica que estas no ministério. Tenha pelo menos a coragem de dar a referência do milho. Tu que aparentemente é expert, embora te escondas, porque não tentas saber mais (http://www.odisseiasnosmares.com/2017/04/movimento-civico-exige-o-fim-imediato.html)?
      Os hibridos e os trangenicos são usados largamente na agricultura com uma margem de segurança mto boa e em mtos casos eles são ate prioritario, ai vem uma cidadã metida a green peace pra atrapalhar todo mundo que quer sair da fome e da miseria extrema.
      Caro, és daqueles que aceitaria que o País guardasse lixo radioactivos em noma da fome. Na hipótese de que este milho seja nocivo a saúde humana e não só, achas que temos meios para circunscrever a área cultivada e evitar que as pessoas, justamente com fome, não consuma este milho, produzido para animais? Achas que temos meios para garantir esta “margem de segurança mto boa”?
      Isso que estão nos oferecendo ajuda, talves por estarmos recebendo conhecimento para produzirmos nós mesmo e não bugigangas velhas e usadas, guardadas a devidas proporções, ela relincha tanto, tal qual uma criança mimada!Talves devessemos permanecer sentados esperando que daqui a dez anos a ONG “terra verde” desse-nos uns kg de arroz trangenicos que os franceses e os portugueses n mais quiserem comer pra matar nossa fome, fosse melhor. É preciso sermos mto tosco mesmo pra embarcarmos nessa tolice.
      O que já fizeste para este povo? Ao não ser esconder por de trás de nomes falsos e dizer que estas a contribuir para despertar todos os santomenses em São Tomé e Príncipe e no estrangeiro que esta causa não é justa de investigação?
      Caro, esta cidadã está a tentar evitar que dentro de 7 a 8 meses tu, se estiveres em São Tomé e Principe, não comas este milho com safu a beira do caminho conforme os nossos hábitos. Mas pronto, como não se vê para além das escolhas que não se entende, entendo a tua intervenção, solicitando apenas que sejas, Santomense, Avô, Pai, irmão, Tio, padrinho de um filho desta Terra.

      • img
        Emilio Freitas Responder

        Meu caro Guina, só para parecermos mais intimos, algumas pessoas, muito poucas por sinal, preferem fazer suas intervenções sociais no anonimato, sem alarde, pois não visam nenhum retorno material ou social com isso, salvo em ultima analise o reconhecimento de DEUS.
        Em relação ao desrespeito, considero um desrespeito porque existem 180 mil santomenses e ela depois de ter feito as intervençoes dela sobre o assunto pôde perceber que não é unanimidade. E mais ela tem um irmão que do ramo da agricultura, ai depois de ler meia duzia de BOBAGENS, presume que se tornou PHD em fitopatologia e ainda que fosse, jamais pode presumir que o conhecimento se encerra nela. Ela desrespeita todos os tecnicos que trabalham diuturnamente para trazerem melhores resultados para tudo nós, sem falar que esse em um projeto em forja dependente da outra parte e ficamos criando um wawê infernal pondo o nosso nome e o bom nome da outra parte em causa. O ministro da agricultura tb ja esclareceu que o projeto se trata de hibridização e não trangenia, msm assim na birra ela acha que se deve parar tudo. Em nome de quê não sei, ela deve ter outras razões bem obscuras.
        Ah, vc sabia que ha varias decadas STP ja havia introduzido o cacau hibrido ai para maximizar a produção ?? Eu mesmo ja “comi” uns tantos cacaus hibridos quando criança la na roça João, indo para almeirim, onde desmatarm completamente , compreensivel em ultima analise. É preciso apetrechar e capacitar tecnicos para que possamos lidar com as mudanças que qualquer intervenção na natureza causa, ainda que seja infima.

        So para constar, as intervenções opinativas são extremamente importante, ate para a saude de qq democracia, ainda mais a nossa que é tão fragil, mas não devemos jamais banalizar essa intervenção, todos nos temos direitos mas tb temos deveres como cidadãos a trabalhar em conjunto para a melhoria e o desenvolvimento da nossa ilha. É preciso encontrarmos meio termo e formas adequadas de fazer intervenções criticas, porque o que está em jogo é o futuro de todos nós, as intervenções dessa magnitude põe em causa qq cooperante que queira cooperar connosco.

        Me diz uma coisa, caso vc tivesse filhos com uma cidadão nordica, ( nordica porque assim garanto que a variedade genetica seja garantida) esses filhos na sua otica poderiam ser considerados hibridos!? Na minha otica não deixa de ser, mas ninguem acha que essas crianças são futuras aberrações, isso claro numa comparação bem rasteira.

    • img
      Jaca & Safu Responder

      Prezado Emilio Freitas
      Acredito na crença que há dias maus e dias bons, pois aceito que ao fazeres o comentário sobre noticia da Greve de fome da Elsa Garrido estavas nuns daqueles maus dias, pois assim se justifica desculpe -me a expressão todo este vomitar do fel. Diga me o que já fez de útil durante toda a sua vida para esta Nossa Terra sem interesses politico partidário? Com que autoridade moral e material vem chamar de “bugigangas velhas e usadas” os bens angariados no Exterior pour esta conterrânea não para o seu quintal mas para o beneficio colectivo?
      Sei que os Santos de casa não fazem milagres , só os nascidos na aldeia vizinha .
      Nao conheço fisicamente a conterrânea em causa ,apoio a sua ideia de combate pelo colectivo embora acho que possamos utilizar outras ferramentas sem ser a Greve de Fome .
      Elsa peço- a para que não meta a sua saúde em jogo por …isso. Cada freguesia merece o Danço Congo que tem.
      Nada é eterno ( so os diamantes )
      Felicidades

  4. img
    Jose Rocha Responder

    A Elsa Garrida vai perder credibilidade com esse greve fome sem sentido. Pessoalmente nutria muita simpatia por ela e que a sua associacao terra firma tem feito pelas criancas e pelo Pais, no geral, apartir de agora ja olho para a Esla com outros olhos. Ha coisas prioritarias no Pais que mereciam maior atencao que nao a polemica que a propria criou a volta do tal milho transgenico ou hibrido e que a propria desconhece a mando de alguem ou grupos.

  5. img
    rapaz de Riboque Responder

    esta quer dar nas vistas ela que va trabalhar que deixe destes fimes

  6. img
    Sofredor Responder

    Subscrevo as suas preocupações, minha cara senhora. O país está a caminhar por um trilho complicado, com sinais de uma eventual ditadura que pode comprometer o nosso futuro coletivo, onde imperará de forma absoluta, a corrupção, falta de transparência e abusos de poder que enriquecerá uma meia dúzia de pessoas em detrimento do povo que continuará a ficar com migalhas que são atiradas de cima da mesa para o chão. Enquanto entretêm o povo com estas migalhas vão nos dando migalhas para não atrapalharmos o ritmo exponencial de enriquecimento de alguns poucos. É incompreensível tanto desmando, tanto abuso, tanta corrupção, tanto atrevimento sobre o povo e comodamente disponibilizamo-nos para continuar a receber este tratamento como coisa que o país é de uma meia dúzia de pessoas e o resto são escravos destes senhores. Por isso, estou consigo neste sua luta e só tenho pena de não a poder ajudar porque estou longe. A minha maior solidariedade para com o seu gesto, minha senhora. Garanto-lhe que também farei a minha parte, doa a quem doer, para o bem do nosso país. Brevemente ouvirão falar de mim.

  7. img
    Guadalupe Responder

    Comentadores pobres de raciocínio, porquê não ficam calados?
    emilio freitas, josé rocha, rapaz do riboque. Nunca vi um só comentário vosso pela positiva do bem estar desse povo pacato. Vocês não merecem o ar que respiram.
    O tempo há de vos ensinar…

    • img
      rapaz de Riboque Responder

      es tão esperto que aqui ninguém fala mas sim escreve

    • img
      rapaz de Riboque Responder

      escreveu a voz da esperteza

    • img
      rapaz de Riboque Responder

      fraca mentalização e de espirito a ignorância por vezes é atrevida

  8. img
    julia César Responder

    Senhora Garrido
    A senhora deve ter alguma coisa acumulada no seu corpo. Trate de arranjar alguém se é que ainda não o tem pois desta forma a senhora pode vir a enlouquecer. Eu também quando tinha esta coisa acumulada, me dava vontade de não comer. Depois de ter arranjado alguém, como como se fosse um elefante.
    Força. Procure e se Portugal não encontrares vem aqui para a terra, vou te arranjar um bom híbrido
    Até já
    J.C.

  9. img
    Fernando Fernando Responder

    Cara Senhora Garrido
    Necessário se torna diferenciar um híbrido de um transgénico. O híbrido pode ser o cruzamento de duas espécies diferentes. Quando se cruza o burro com a égua, tens uma mula, que não deixa de ser um híbrido. Quando os brancos cruzaram com as negras em Africa o resultado era ter mulatos que acharam que podia ser um tipo de pessoas diferente de negro e de branco, onde teria associado a força do negro e a inteligência do branco.
    Os portugueses nos anos 60 introduziram cacao híbrido no país com vista a ter uma melhor qualidade e quantidade de cacao, o que não resultou muito bem.
    No entanto o transgénico é a modificação de genes de uma espécie com vista a obter um determinado resultado.
    A senhora garrido devia mais é continuar a sua investigação com vista a melhor informar os santomenses se na realidade o que está a ser cultivado é transgénico ou híbrido. A greve de fome é apenas para tentar aparecer e dizer que é mais nacionalista que os outros
    Vá catar água compatriota
    FF

  10. img
    Rato Responder

    Os nossos dirigentes são como os peixes de gelo, estão com os olhos abertos mas não vêm nada! Força cara compatriota!

  11. img
    Jaca& safu Responder

    Acordei hoje baseando em verdades historicas com a necesidadede fazer umas perguntas e responde quem quiser.
    Sabem o que foi BFAP? (Brigada de Fomento Agro Precuario)
    O campo experimental desta organizaçao ficava aonde ?
    Quem esta no poder e trabalhava nesta organização e fez umas falcatruas? Mas como roubar colonos era ser revolucionario,esquecemos que “Caçou d’ovu na ka mudafa”.
    Elsa Garrido ,como disse anteriormente, com muito respeito por esta Terra que me viu nascer ,não va catar agua como sugere o senhor Fernando Fernando , deixe passar a agua ,pois cada Povo tem os os dirigentes que merece.Somos todos passageiros deste tàxi colectivo que é a vida.
    Felicidades

  12. img
    Felisberto Vera Cruz Responder

    A senhora Elsa Garrido entendeu, dentro dos conhecimentos que tem sobre o milho transgénico ou híbrido, tomar a iniciativa de pedir apenas que sejam a prestadas à população informações que garantam não se tratar de um produto perigoso para a saúde humana.
    Senhoras e senhores que comentaram contra esta iniciativa, poderão dizer em que é que essa senhora pecou? Que mal teria ela feito? Por ter alertado que esse tipo de milho pode trazer a população consequências funestas? Admitamos que efectivamente se trata de um produto perigoso,vocês estarão livres do seu efeito? Porquê tantos insultos? Porquê tanta polémica? Não é com a guerra que avançamos! É tão simples! Apenas esclarecer a população com verdade! Ou é bom ou é perigoso para a saúde humana. Consequentemente continuar ou suspender o projecto. Aproveito a ocasião para também lembrar aos meus compatriotas que o cacau híbrido introduzido em S. Tomé nunca deu o resultado pretendido. Para alem disso, devido as próprias características naturais dos produtos híbridos ficaremos perpétuamente condenados a importar sementes de China o que não seria nada bom para a nossa economia.

  13. img
    Brasileiro Responder

    Sobre a adoção de alimentos geneticamente modificados, como disse em outro post, não há consenso de fato:
    http://gazetarussa.com.br/economia/2016/07/06/russia-proibe-importacao-e-cultivo-de-organismos-geneticamente-modificados_609339

  14. img
    Aguinaldo De Ceita Responder

    Caros,
    Penso que já falamos muito sobre o assunto, questão: como resolver? a minha proposta como já sugerido é o seguinte:
    -”Devia o ministério fazer o seguinte: pegar a referência do milho, se já têm esta referência em sua posse, pois parece que o ministério ainda não tem, pegar uma amostra já plantada e enviar ao movimento contra o OGM, para trabalharem sobre o assunto e tirarem conclusões.”

    O que acham ? sobre tudo para Emilio Freitas?
    Quando a china diz esperar tirar 8 toneladas de milho achas que ainda é experimental ?

  15. img
    ADEUS A ULTIMO SUBREVIVENTE Responder

    Emilio Freitas é lambe bota,tocador de fanfara para para agradar o chefe pra ver se encontra o Taxo…

Deixe um comentario

*